Arte

Agenda Hype em Casa: semana de Osesp, Duda Beat, Letrux e Festival Malungo

Gabriela Rassy - 06/07/2021 | Atualizada em - 12/07/2021

O dólar vale mais que eu, já dizia francisco el hombre. Mas como não é só de gang da vacina que se faz uma pandemia, aqui um pouco do Brasil que deu certo. A cultura levando nossa dignidade na lomba, só para variar, e nos dando aquele fio de esperança neste fim de túnel surreal.

Nos destaques, o Festival Malungo recheado de belas vozes negras, e a apresentação online da Osesp no Masp seguram essa barra que é gostar de música ao vivo.

Os lançamentos que dos últimos dias trouxeram boas surpresas de Criolo, Letrux e especialmente Duda Beat, com o sensacional clipe de “Nem um pouquinho”.

Vem na minha e dá o play!

#lives

Festival Malungo | Pôr do Som no YouTube
Segunda a segunda, sempre a partir das 21h
Grátis
Em uma homenagem à Cultura Negra, o festival convida 8 artistas representativos da música negra. Uma mostra de música inédita reunindo atrações musicais de nichos e estilos variados da música popular brasileira, que ressaltam a nossa matriz africana. Destaque para as apresentações de Fanta Konate, Mestre Plinio e Angoleiro Sim Sinhô, e Adriana Moreira.

Osesp MASP B3 | MASP no YouTube
Quarta-feira, 7/7, às 19h
Grátis
O projeto, promovido pelo MASP e pela Osesp desde 2015, tem como objetivo estabelecer diálogos entre arte e música, relacionando similaridades estéticas e históricas entre ambas. Cada apresentação é comentada por um especialista convidado, que faz a conexão entre as obras de arte da coleção do MASP e do comodato MASP B3 com peças musicais interpretadas por músicos da Osesp. Para a próxima transmissão foi escolhida a obra Índio na floresta (Caboclo), 1963, de Rosina Becker, pertencente ao acervo do MASP. O palestrante convidado, Sergio Molina, estabelecerá paralelos entre a pintura e peças de Anthony Holborne, Johann Sebastian Bach, Heitor Villa-Lobos, Charles Ives, José Alberto Kaplan e Osvaldo Lacerda. A interpretação da música fica por conta do Quinteto de Metais de São Paulo, formado por: Fernando Dissenha (trompete), Marcelo Matos (trompete), José Costa Filho (trompa), Darcio Gianelli (trombone) e Darrin Coleman Milling (trombone baixo).

Piano Digital Bar
Quinta-feira, 8/7, às 21h
Ingresso colabotarivo via plataforma Sympla Streaming – Inscrições gratuitas para pessoas negras, trans, indígenas e moradoras de bairros periféricos. Na falta de ingressos gratuitos na bilheteria, entrar em contato através do email luisfernandocirne@gmail.com
O pianista Luis Fernando Cirne se apresenta com o piano digital”Keyboard MIDI-Controller Roland A88″, conectado ao estúdio virtual no computador, o que garante que o áudio chegue aos ouvintes com qualidade de estúdio ao vivo, do toque no teclado diretamente para as caixas acústicas e fones de ouvido que cada pessoa ou grupo tem disponível. O repertório musical é integrado por peças programáticas para piano solo, de compositores variados: Chopin, Bach, Scarlatti, Beethoven, Villa-Lobos, Guarnieri, Santoro, Satie etc.

Festival Som na Faixa – 4ª edição – YouTube
9 a 18 de julho, às 19h
Grátis
Festival traz line-up de shows e oficinas gratuitas com os principais nomes da música instrumental, caipira e de viola brasileira. A abertura fica por conta de Fabiola Beni, que ao lado de sua viola, promete uma verdadeira imersão nas raízes da música caipira e da MPB, através de seus dedilhados de violão. Às No sábado , é a vez da viola de lata de Ricardo Vignini tomar conta do festival. Alessandro Penezzi e Arnaldo Freitas assumem a programação do domingo.

Roteiros & Roteiristas | MIS no YouTube
Sexta, às 20h, ao vivo
Grátis
Na décima terceira edição do programa, Luísa Guanabara, roteirista e professora dos cursos de roteiro do MIS, conversa com o roteirista-chefe da série brasileira “Dom”, recém-lançada na Amazon Prime Video, Fabio Mendes, que também é autor de teatro (premiado pelo APCA e Instituto Camões) e roteirista de TV (nas novelas da Globo “Regra do jogo” e “Segundo sol” e nas séries “Férias em família” e “Vítimas digitais”).

#música

Duda Beat | Nem um pouquinho
Quem nunca correu atrás daquele boy lixo que não vale nem a passagem? Duda, que sempre nos brinda com histórias de amor – a maioria frustradas – chega mais vingativa no vídeo de “Nem um Pouquinho”. O clipe futurista mostra a cantora perseguindo seu crush-embuste enquanto se transforma em diversos personagens para chegar perto dele. Poderoso e intenso – com estrutura digna de filme de ficção científica – ela mostra que seu álbum novo extrapolou os limites do brega cirandeiro para um futurista distópico com gosto de vingança. Babado purinho!

Letrux | I’m Trying To Quit
A faixa escrita em 2013, ano insano da vida de Letrux, foi somente apresentada em shows, no momento voz e violão, até que a cantora recebeu um email de Carina @carinareno_etrusca dizendo que amava essa música e lamentando que não havia nenhuma gravação dela. “Ela amava tanto que produziu uma faixa e quis me mostrar. Na hora eu pirei e pensei ‘Uau, essa música nunca foi gravada porque ela tinha que ser assim!’”.

Criolo | Fellini
A faixa lançada em janeiro, com produção assinada por Neguim. e Deekapz, acaba de ganhar filme em animação 3D. O avatar do rapper atua em todos os personagens reais dos filmes de Fellini na produção, toda em preto e branco.

Mayí e Malcolm VL | REAI$ (prod. Coyote Beatz)
“É sobre a regeneração do povo preto, para que nossa cultura se mantenha viva e fortificada”. Essa é a definição da mensagem que a rapper mineira Mayí desenvolve nos versos de “Reai$”, novo single da artista em parceria com o paulista Malcolm VL (ouça aqui). Com produção do mineiro Coyote Beatz, a faixa menciona figuras como Martin Luther King e Malcolm X para chamar atenção para a necessidade de combater o racismo estrutural ainda presente na sociedade. Ao mesmo passo que destaca a necessidade de uma postura combatente, a artista entoa que “a liberdade vai cantar” em um futuro onde a superação do problema seja a realidade. A música chega nas plataformas de streaming pelo selo MacacoLab

Paolo Ravley | Mundos
Com pegada pop, toques eletrônicos, letras não óbvias que brincam com os sentidos das palavras e a não linearidade das frases, Paolo Ravley divulga videoclipe para a inédita, dramática e sentimental faixa-título de seu próximo álbum, ‘Mundos’, previsto para o segundo semestre de 2021. Na sonoridade, pads, leads e programação de beats dão o tom etéreo e, também, indie do projeto.

Bebé | Saltos de Realidade
Com 17 anos de idade e 8 dedicados à sua carreira musical, Bebé Salvego lança faixa, acompanhada de videoclipe dirigido por Bruno Rocha, antecipa seu primeiro álbum autoral. Com estreia prevista para o dia 15 de julho, o álbum conta com as participações de Ana Frango Elétrico, Fabriccio e Vitor Milagres. A produção, em clima onírico, grooveado e com uma pegada indie-pop, é de Sergio Machado.

#filmes

Tônia, a Diva no espelho, de André Hawk | youtube.com/c/LanaRhodes
Sexta, 9/7, às 20h
Grátis

A trajetória da atriz Tônia Careiro (1922-2018), foi objeto de pesquisa do roteirista Guilherme Gonzalez, que agora apresenta esta biografia romantizada a partir de depoimentos e da trajetória da grande dama do teatro. Nesse derradeiro espetáculo, a atriz espelha com o público momentos decisivos de sua vida e carreira, mergulhando a fundo no redemoinho de sua memória. Entre fatos e lembranças narrados com sua personalidade forte, acaba descortinando uma fragilidade oculta, o que desmistifica o ser humano por trás dessa grande diva, que lutou até o fim para que seu talento fosse reconhecido acima de sua incontestável beleza.

Espelho, de Leandro Sant’Ana
As inquietudes, provocações e protestos do disco “BRAZIL? [subst. masculino] extermínio deliberado”, primeiro álbum solo de Leandro Sant’Ana, norteiam também o curta-metragem “Espelho”, mais um produto pelo qual o contrabaixista paulista escancara um Brasil miserável (em amplos sentidos), repleto de contrastes e horrores. Espelho tem música e imagens de Leandro Sant’Ana, que também assina a direção do curta, enquanto o texto e narração é obra de Tiago Silva. Neste registro de duas músicas – Vertigem e Humano, Leandro Sant’Ana experimenta com ruídos, sonoras de telejornais, dark ambient, synths, linhas de contrabaixo e outros elementos para expurgar o sentimento acerca do momento brasileiro atual – pandemia descontrolada, conluio do governo com o neofascismo e o neoliberalismo pungente que massacra as parcelas mais pobres da sociedade.

#visuais

Madeira de Dentro. Madeira de Fora.
A exposição, já disponível para acesso online, apresenta mais de 150 imagens que registram parte do percurso documental que a ativista cultural Marcela Bonfim fez em suas andanças sobretudo por distintos cantos de Rondônia e do Amazonas, Pará, Maranhão, Acre e as fronteiras Bolívia Peru. Nesse trajeto, a fotógrafa narra sua busca dedicada em refletir o pertencimento e os contrastes diante das tantas narrativas e existências presentes em identidades, saberes e memórias desses povos e territórios. Toda a galeria virtual está organizada sob a perspectiva “tempo, espaço, relações e futuro”, contemplando também a poesia, a música e a melodia como suporte visual, acomodadas em texto e no vídeo “Rio Madeira”, além do áudio-guia Amazônias, embalado pelo instrumental Banzo, uma composição escrita por Marcela ao prefácio do fotolivro Banzo, de Roger Silva.

#cênicas

Lela & Cia.
Até 25 de julho, Segunda a Sábado, às 19h; Domingo com sessão dupla às 16h e 19h
Grátis pelo sympla
Todos possuem voz e história, mas se conhecem apenas aquelas que não foram silenciadas. Inspirado em fatos reais, Lela & Cia., da dramaturga britânica Cordelia Lynn, estreou em 2019 e, agora, ganha versão audiovisual. Com direção de Alvise Camozzi, tradução de Malu Bierrenbach (que também está no elenco ao lado de Conrado Caputo), a trama traz uma personagem que quer desesperadamente quer contar sua história. O monólogo de Lela – ironicamente interrompido por vozes masculinas – manifesta os conflitos de um mundo estilhaçado pela violência. Há aqui uma narrativa ocupada, e que sofre continuamente com as tentativas de ser silenciada.

#livros

Racionais MC’s: Sobrevivendo no inferno, de Arthur Dantas Rocha
Em 1997, o lançamento do quarto disco de estúdio dos Racionais MC’s foi um ato de coragem. Distribuído por um selo independente, vendeu mais de 1,5 milhão de cópias e fez com que o grupo paulista de rap formado em 1988 invadisse o mainstream com sua “crônica da vida das classes subalternas do Brasil urbano”. No livro Racionais MC’s: Sobrevivendo no inferno, que a Editora Cobogó lança como parte da coleção O Livro do Disco, Arthur Dantas Rocha se inspira na cultura do sample para criar um texto que, reunindo diversas vozes, traça um amplo panorama estético, social e político para discutir a relevância e a permanência do álbum – que, em sua “fúria negra”, se tornou uma obra emblemática da virada do século no país e é hoje tão urgente quanto há quase 25 anos.

#canais

Seguindo a Canção – 2ª temporada
Quarta, 7/7
Histórias inspiradoras, temas de grande relevância na atualidade e a compreensão da música e da educação como agentes de transformação social são as marcas do projeto, que estreia seu primeiro episódio pelo Youtube da Faculdade Descomplica e da Casa Natura Musical, com Black Alien e Tati Quebra Barraco. O episódio de estreia conta ainda com participação da professora de sociologia Débora Andrade e apresentação e mediação de Aisha Mbikila – presente na capa da publicação Forbes Under 30, que aponta jovens brasileiros que são destaques em diversas áreas. A estrutura do programa, que foi reformulado, é inédita: um artista se apresenta do palco da Casa Natura Musical e dialoga remotamente com outro artista. Cada episódio tem ainda a participação de professores, alunos, garantindo uma edição mais dinâmica e multipolarizada.

Movimento Ubuntu
Toda quarta-feira,episódio novo às 19h, com reprise às 22h, e exibições às sextas-feiras às 17h e sábados às 19h
Transmissão no Canal a cabo Trace Brazuca (Claro TV – 624, Vivo TV – 630, Guigo TV – 74 e BluTV – 521), TVE Bahia e plataforma digital Trace Play
Nova série de entrevistas celebra a parceria entre Trace Brasil e Lab Fantasma. Num total de sete episódios, personalidades como Lázaro Ramos e Gilberto Gil são convidadas para bate-papos sobre autocuidado, política e saúde mental.

#delivery

Especial Semana do Chocolate com delícias adocicadas <3

Manga
O restaurante que conquistou meu coração no Rio Vermelho, em Salvador, apresenta uma sobremesa nova servida dentro da própria fruta. “Cacau” é um mousse da fruta com ganache de café e nibs, mel de cacau e chocolate branco. Sai a R$ 32.

DAMA
A Confeitaria oferece diversas opções de doces e sobremesas com chocolate. Sucesso da última Páscoa, os Bites de Cenoura acabam de ganhar lugar permanente no cardápio e inspiraram novos sabores. Caso dos bites de Bolo de Chocolate com Crocantes e dos bites de limão siciliano banhados por chocolate branco, recém-lançados. As três opções podem ser compradas individualmente (R$7,50 a unidade) ou em latas personalizadas contendo 350g (R$90 cada). Completam a lista outras sugestões: macaron de chocolate (R$7,50 a unidade); éclair nas versões chocolate e brigadeiro (R$13,50 cada), pain au chocolat (R$10), gateaus individuais com diferentes combinações que incluem chocolate (R$16,50), bolo caseiro de cenoura com chocolate (R$55); Bolo de Brigadeiro com Carolinas (R$150 para até 6 pessoas; R$230 para até 10 pessoas); Bolo de Brigadeiro Belga (R$150 para até 6 pessoas; R$230 para até 10 pessoas); tartelete de ganache (R$6,50 a individual), entre outras delícias.

Unidade-matriz: Rua Ferreira de Araujo, 376, Pinheiros
Delivery próprio e encomendas: via whatsapp (11) 97095-3888 ou fixo (11) 5182-5088
E-commerce: confeitariadama.com.br

Dama por Ricardo D’Angelo

Foto: Ricardo D’Angelo

Torteria
Da cozinha do chef Fernando Martins saem o Brownie Gateau de Chocolate Belga (R$16 o individual; R$92 o médio; R$128 o grande); a Torta de Ganache de Chocolate Belga, Caramelo Caseiro e Flor de Sal (R$14 ; R$78 a média; R$124 a grande) e os cookies nas versões Chocolate Branco, Macadâmia e Limão Siciliano e Chocolate Lindt ao Leite (R$10 a unidade; R$55 seis unidades). As opções estão à venda nas quatro unidades da Torteria – Pinheiros, Higienópolis, Morumbi e a recém-inaugurada, no Tatuapé.

Pedidos: https://atorteria.com.br/ , whatsapp 94594-3042
Rappi e IFood

Torteria por Nani Rodrigues

Foto: Nani Rodrigues

Dona Deola
A rede de padarias une o Dia do Chocolate com o inverno para oferecer sua versão do Chocolate quente com especiarias. Esta delícia cremosa sai a R$ 12,90 e está disponível em todas as unidades.

Loja Online: https://loja.donadeola.com.br/

Publicidade


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
‘Caveira’, com 99% do corpo tatuado, diz que pais ‘ficaram em choque’; ele quer rivalizar com Diabão