Arte

Alien: museu e bar celebram em castelo na Suíça o trabalho do artista por trás da estética do clássico sci-fi

Vitor Paiva - 02/07/2021 | Atualizada em - 05/07/2021

Você consegue imaginar um bar decorado com o tema sci-fi do filme Alien localizado em um castelo na Suíça e que também é um museu? Pois se lhe parece uma combinação estapafúrdia, saiba que é exatamente esse o cenário criado pelo pintor, escultor, cenógrafo e artista surrealista H. R. Giger no castelo de mais de 400 anos Château St. Germain na cidade de Gruyères. O castelo foi adquirido por Giger em 1998, e transformado em um museu apresentando seu próprio trabalho, e com o bar em anexo.

H. R. Giger Bar

H. R. Giger fez parte da equipe que desenvolveu a estética e o próprio personagem em Alien

-O recurso maroto de Ridley Scott para conseguir as reações reais nesta cena icônica de Alien

O tema do clássico filme de ficção científica dirigido por Ridley Scott em 1979 não é por acaso ou pela preferência cinematográfica do artista: Giger fez parte da equipe de artistas que venceu o Oscar de Melhor Efeito Especial por Alien. Seu estilo singular se tornou parte essencial do imaginário sci-fi, especialmente misturando em tons monocromáticos o corpo humano com robótica, e o acervo no castelo reúne pinturas, esculturas, móveis e trabalhos para cinema desde os anos 1960 até suas últimas criações.

Château St. Germain, castelo onde se localiza o museu - e o bar - na Suíça

Château St. Germain, castelo onde se localiza o museu – e o bar – na Suíça

A estética misturando robótica e o corpo humano se tornou marcante no universo sci-fi

A estética misturando robótica e o corpo humano se tornou marcante no universo sci-fi

-‘2001 – Uma Odisseia no Espaço’ previu, 50 anos antes, nossos gadgets e o nosso desamparo

Segundo o site oficial do Museum HR Giger o local apresenta a coleção permanente dos trabalhos do artista no primeiro andar, bem como uma galeria com exposições que eram curadas por Giger com o trabalho de outros artistas. Tudo começou, porém, como uma simples exposição com seu trabalho, em 1990: o sucesso foi imenso e Giger se apaixonou pelo castelo – ao descobrir que o edifício estava à venda, decidiu torná-lo então o espaço permanente de exposição de seu trabalho não só com efeitos especiais no cinema, mas como artista ao longo das últimas cinco décadas.

O bar do museu de H. R. Giger

O bar é anexo ao museu, e faz imenso sucesso no local por sua verdadeira cenografia cinematográfica

O bar desenhado por H. R. Giger

O local é um dos dois bares no país desenhados por H. R. Giger

Produtos diversos ao longo dos anos utilizaram o trabalho de H. R. Giger como tema

Produtos diversos ao longo dos anos utilizaram o trabalho de H. R. Giger como tema

-‘Blade Runner’ vai virar anime na mãos do criador de ‘Cowboy Bebop’

Além das exposições, o bar sci-fi é uma das grandes atrações do Château St. Germain – não só pela incrível cenografia futurista que adorna o espaço, mas também pela singular combinação com a natureza medieval do próprio castelo. O Museum HR Giger foi inaugurado em 2003 com projeto assinado e coordenado pelo próprio artista um ano antes de seu falecimento, em 2014, como consequência de uma queda, aos 74 anos.

Modelo do Alien exposto no museu de H. R. Giger, dentro do castelo

Modelo do Alien exposto no museu de H. R. Giger, dentro do castelo

Publicidade

© fotos: Messy Nessy/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.