Debate

Autopsia explica morte de mulher durante passeio em montanha-russa

Vitor Paiva - 15/07/2021

Passado mais de um mês após a morte de uma mulher de 47 anos em parque de diversões na cidade de Santa Claus, no estado de Indiana, nos EUA, após andar em um montanha-russa, uma autópsia recente enfim esclareceu detalhes do ocorrido.

A conclusão da legista Katie Schuck foi de que Dawn Jankovic veio a óbito por conta de um sangramento por rompimento da artéria torácica interna direita – o rompimento de uma artéria provocou, portanto, uma hemorragia interna severa que levou Jankovic a morrer horas após ser encontrada desacordada no carrinho ao fim do passeio.

montanha-russa Voyage

O incidente aconteceu na montanha-russa Voyage, no parque © Flickr/CC

-Beto Carrero: menino que caiu de gorila está em estado grave; família fez vaquinha para ir ao parque

O incidente aconteceu no parque Holiday World & Splashin’ Safari, na cidade de Santa Claus, em Indiana, no último dia 4 de junho, e Jankovic se encontrava no local acompanhada de seu filho de 17 anos.

A montanha russa Voyage foi fechada no dia do ocorrido em respeito à família e para inspeção detalhada a fim de encontrar um problema ou motivo: a investigação concluiu que o brinquedo funcionou sem alterações ou irregularidades durante o passeio no qual a situação se deu.

Dawn Jankovic

Dawn Jankovic faleceu por impacto da força do passeio © Facebook

-Parque japonês oferece passeio de bike em montanha-russa

A conclusão, portanto, é que o passeio se deu da forma como deveria, e à inspeção se junta a posição da legista, que afirmou que a morte ocorreu não diretamente pela viagem no brinquedo, mas pela força imposta pelo passeio.

Depois de ser encontrada desacordada, Jankovic foi levada para um hospital próximo ao parque, onde foi declarada morta algumas horas depois. “Foi basicamente a força, uma reação do seu corpo provocada pelo passeio”, afirmou a legista Katie Schuck. “[A morte] não teve nada a ver com um defeito ou algo assim, no que diz respeito à segurança ou coisa assim”, concluiu Schuck – a morte de Jankovic foi, portanto, compreendida como um acidente.

A Voyage apresenta três curvas em 90 graus

A Voyage apresenta três curvas em 90 graus e três quedas extremas © Wikimedia Commons

-Isso é o que acontece quando juntam montanha russa com realidade virtual

Segundo relatou a família, tanto a mãe quanto seu filho eram fãs de montanhas-russas, e costumavam visitar diferentes locais para conhecer parques e brinquedos diversos.

O Holiday World & Splashin’ Safari oferece 5 montanhas-russas, entre elas a Voyage, uma montanha-russa feita em madeira e inaugurada em 2006 com três curvas em 90 graus e três descidas intensas durante uma viagem de aproximadamente 2 minutos e 45 segundos. A Voyage foi reconhecida pela revista TIME como a melhor montanha-russa do mundo em 2013.

Voyage

Em 2013 essa mesma montanha-russa foi eleita a melhor do mundo pela revista TIME © Wikimedia Commons

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é mestre e doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Publica artigos, ensaios e reportagens, é autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Ginasta brasileiro nas Olimpíadas, Arthur Nory volta a falar sobre caso de racismo: ‘Errei e assumi’