Debate

Bia Kicis tira foto ao lado de membra do partido neonazista alemão

Yuri Ferreira - 23/07/2021

A deputada federal Bia Kicis (PSL-DF), que preside a Comissão de Constituição de Justiça da Câmara dos Deputados – a mais importante do parlamento -, tirou uma foto com Beatrix Von Storch, uma das lideranças do partido AfD, o Alternativa para a Alemanha, terceiro maior bancada do parlamento do país, o Budenstag, e com comprovadas ligações a movimento neonazistas na terra de Angela Merkel.

– A expansão do neonazismo no Brasil e como ele afeta as minorias

Neta de ministro do nazismo e braço-direito de Bolsonaro na Câmara se reuniram em Brasília

O Alternativa para a Alemanha (AfD) é um partido de extrema-direita do modelo anti União Europeia como a Frente Nacional de Marine Le Pen, na França, o Fidesz, de Viktor Órban e o Aurora Dourada, da Grécia. A pauta comum desses chauvinistas é o anti-islamismo, a revisão da política de imigração europeia e a dissolução da União Europeia. Entretanto, o AfD possui algumas particularidades.

– Entenda origem de símbolo usado por neonazista exibido pela extrema-direita em protesto em SP

Terceira maior bancada do Bundestag, o AfD é investigado por ligações diretas com organizações neonazistas. A organização regional do AfD em Brandenburgo está, desde o ano passado, sob vigilância policial após evidências diretas da ligação do partido com organização neonazistas na Alemanha.

A ala mais radical do partido, conhecida como ‘Wing’, está desde 2019 sob investigação por suas ideias neonazistas. Andreas Kalbitz, ex-diretor da AfD em Brandenburgo, foi expulso da posição no partido após confirmar que fazia parte da “German Youths Loyal to the Fatherland”, uma organização neonazi.

– Os elogios do ex-líder da Ku Klux Klan ao presidente do Brasil em 2018: ‘Soa como nós’ 

O partido vive um real conflito entre alas mais próximas de uma direita tradicional – vista por boa parte de seus participantes como aliada do sistema político alemão – e facções mais direcionadas ao neonazismo, lideradas por figuras como Kalbitz.

A ligação de Bia Kicis com o AfD é uma de algumas conexões do governo Bolsonaro com o neonazismo. Em 2019, o então secretário especial de cultura, Roberto Alvim, fez um pronunciamento copiando falas de Joseph Goebbels, Ministro de Propaganda de Adolf Hitler. O Assessor Especial de Assuntos Internacionais da Presidência da República, Filipe Martins, está sendo investigado por gestos de supremacismo branco.

Beatrix Von Storch não é somente da AfD. Ela é neta de Lutz Graf Schwerin von Krosigk, que foi Ministro das Finanças e das Relações Exteriores de Adolf Hitler.

O Museu do Holocausto, uma das principais organizações da comunidade judaica em memória aos crimes do nazismo, atentou para a gravidade do encontro.

– Mussolini, ditador fascista italiano, também desfilou de moto para demonstrar poder 

“A Alternative für Deutschland (Alternativa para a Alemanha) é um partido político alemão de extrema-direita, fundado em 2013, com tendências racistas, sexistas, islamofóbicas, antissemitas, xenófobas e forte discurso anti-imigração. É evidente a preocupação e a inquietude que esta aproximação entre tal figura parlamentar brasileira e Beatrix von Storch representam para os esforços de construção de uma memória coletiva do Holocausto no Brasil e para nossa própria democracia”, afirmou, em nota.

 

Publicidade

Fotos: Reprodução/Twitter


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness.