Arte

Como os restaurantes chineses ajudaram o movimento punk a florescer na Califórnia

Vitor Paiva - 05/07/2021 | Atualizada em - 06/07/2021

São muitos os fatores que ajudam a fazer uma cena musical surgir, crescer e florescer – da forma que aconteceu, no final dos anos 1970 e início dos anos 1980, com a cena punk na costa oeste dos EUA. É necessário, claro, boas bandas, com boas músicas, bem como público para assistir, celebrar e divulgar os shows, artistas e eventos – mas isso não é tudo. Os contextos políticos, econômicos, sociais, os momentos históricos, além de fatores impossíveis de serem previstos mas incontestáveis quando se percebe determinada a cena, são também decisivos para cada um desses momentos históricos musicais e culturais – como, no caso da justa cena punk citada, foram fundamentais, pasmem, os restaurantes chineses.

Su Tissue, da banda Suburban Lawns, tocando no Hong Kong Café em 1979

Su Tissue, da banda Suburban Lawns, tocando no Hong Kong Café em 1979 © John Brian King.

-Punks, ska e hip hop: fotógrafa registrou o melhor do underground nos anos 1970 e 1980

Essa inusitada relação entre o surgimento do punk californiano – de onde nasceriam bandas fundamentais como X, The Germs, Black Flag, Dead Kennedys, Fear, Circle Jerks, Minutemen, entre muitas outras – e os restaurantes chineses da região é bem documentada em matéria detalhada no site Topic, contando “Como a Comida Chinesa Abasteceu o Surgimento do Punk na Califórnia”. O final dos anos 1970 era momento de crise econômica e politica nos EUA – contexto sempre favorável, ao longo da história, para o surgimento de cenas locais efervescentes – e os restaurantes dos bairros chineses enfrentavam o momento de recessão com especial dificuldade: foi nesse momento que as jovens bandas punks surgiram como público em potencial.

Flyer do show do Social Distortion no Mabuhay Gardens, em San Francisco

Flyer do show do Social Distortion no Mabuhay Gardens, em San Francisco

DeDe Troit, da banda UXA, no Hong Kong em 1979

DeDe Troit, da banda UXA, no Hong Kong em 1979 © Mike Murphy

-Bernie Sanders entrevistando dois jovens punks no shopping em 1988 quando era prefeito da cidade

Entre os anos de 1978 e 1979 restaurantes como Madame Hong e Hong Kong Low, mais conhecido como Hong Kong Café, abriram seus salões para os jovens músicos e seus públicos, aceitando receber os shows em seu salão superior como forma de buscar contornar a crise, com os clientes jantando no andar de baixo normalmente, para se tornarem locais centrais no surgimento da cena em Los Angeles. Outros restaurantes mostrados na matéria e pela história da cena, como China Wagon e Kin’s Coloma, em Sacramento, ou Mabuhay Gardens, de comida filipina, em San Francisco, serviram como espaço para os primeiros shows de bandas emblemáticas como X, Black Flag e The Germs.

Esther Wong, proprietária do Madame Wong’s, que era vista como madrinha e vilã da cena - por preferir bandas mais pops do que as bandas punks

Esther Wong, proprietária do Madame Wong’s, que era vista como madrinha e vilã da cena – por preferir bandas mais pops do que as bandas punks © Getty Images

The Know, uma das bandas mais bem comportadas que Esther Wong preferia — no Madame Wong’s em 1978

The Know, uma das bandas mais bem comportadas que Esther Wong preferia — no Madame Wong’s em 1978 © Louis Jacinto

O banheiro do Mab, em 1980

O banheiro do Mab, em 1980 © Stanley Greene/NOOR.

-A história do punk feminista em 10 músicas

Os eventos incluíam promoções, como bufês a preços convidativos, ou ingressos que incluíam refeições, e aos poucos os locais foram recebendo pequenas hordas de adolescentes e jovens – que viriam não só a de fato consumir nos locais, mas também a destruir os banheiros e estabelecimentos, promover a balbúrdia nas redondezas, consumir drogas e, claro, tocar a música mais alta possível para o pesadelo das vizinhanças. Fosse como fosse, o fato é que muitos desses restaurantes seguiram como clubes punks, se tornando marcos da cena local em forma semelhante a como foi o CBGB’s, em Nova York.

Withdrawl, conhecida como a melhor banda de Sacramento à época, tocando no Kin’s Coloma em 1981

Withdrawl, conhecida como a melhor banda de Sacramento à época, tocando no Kin’s Coloma em 1981

a banda Mod Philo no Kin’s Coloma em 1980

a banda Mod Philo no Kin’s Coloma em 1980 © Jerry Perry

-1, 2, 3… vai! Escutar punk e heavy metal nos acalma e traz paz, aponta estudo

A maioria dos estabelecimentos citados funcionaria por pouco tempo, e praticamente todos fechariam suas portas até o fim dos anos 1980 – mas o fato é esse: a história da importante cena punk californiana passa literalmente pelos restaurantes chineses da região. A matéria do site Topic pode ser lida em inglês aqui.

Jello Biafra liderando os Dead Kennedys no Mab em 1979

Jello Biafra liderando os Dead Kennedys no Mab em 1979 © Mike Murphy

Frequentadores do Kin’s Coloma em 1981

Frequentadores do Kin’s Coloma em 1981

Publicidade

© fotos: créditos/Topic/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é mestre e doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Publica artigos, ensaios e reportagens, é autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Agenda Hype em casa: Emicida, Anelis Assumpção e Ava Rocha nos festivais da semana