Inspiração

Fadinha e Tony Hawk: a relação entre ‘Tonynho’ e a medalhista olímpica de 13 anos

Vitor Paiva - 27/07/2021 | Atualizada em - 28/07/2021

Antes de alcançar a glória da medalha de prata e se tornar a mais jovem atleta brasileira a subir a um pódio olímpico, a skatista maranhense Rayssa Leal já vinha colhendo os frutos e aplausos de seu trabalho, sua dedicação, seu talento – inclusive com o reconhecimento direto da maior lenda do esporte em todos os tempos.

Recentemente a “Fadinha” de 13 anos compartilhou com a graça e a simplicidade que lhe são peculiares, um post do próprio Tony Hawk mostrando uma das manobras da brasileira na final olímpica – “Eu no story do Tonynho”, diz a repostagem.

Rayssa Leal realizando manobra durante as Olimpíadas

Rayssa realizando manobra durante as Olimpíadas © Getty Images

Rayssa Leal com sua medalha de prata

A mais jovem medalhista brasileira com a prata conquistada no Japão © Instagram/reprodução

-Projeto aposta no skate para empoderar meninas

Depois da prata em Tóquio é claro que o orgulho alcançou outros patamares, mas a  admiração entre Tony Hawk e Rayssa na realidade não é de hoje, e a história da jovem atleta brasileira é diretamente pautada pela atenção do skatista estadunidense. A maranhense tinha apenas 7 anos quando, em 2015, apareceu pela primeira vez nas redes sociais de “Tonynho”: Hawk compartilhou o incrível vídeo de Rayssa, devidamente trajando uma fantasia azul de fada, e realizando um hellflip, difícil manobra em seu skate.

O vídeo compartilhado por Hawk em 2015

-Californiana é a 1ª skatista mulher a completar ‘manobra insana’ em pista de Tony Hawk

“Eu não sei nada sobre, mas isso é incrível: um hellflip de conto de fadas no Brasil por Rayssa Leal”, diz a legenda do post que Hawk compartilhou há 6 anos – o vídeo mostra não somente o êxito da brasileira, mas também as tentativas e quedas até conseguir realizar a manobra. Foi a partir desse vídeo – e desse compartilhamento – que Rayssa ganhou o apelido de “fadinha” do skate, e a importância da atenção de Hawk foi comentada por ela em post compartilhado um dia antes da medalha em seu perfil no Instagram.

Post no Instagram de Rayssa celebrando o encontro antes da medalha

-Vans oferece aulas de skate gratuitas para mulheres em São Paulo

“Há 6 anos ele me apresentava pro mundo do skate compartilhando meu video vestida de fadinha, hoje me filmou nas olimpíadas. Isso tudo é muito incrível, estou vivendo um sonho”, comentou Rayssa, após o post citado em que Hawk a filmou durante as finais. A tocante postagem mostra não somente os dois se cumprimentando como parceiros de esporte que são, mas também fotos de um treino realizado na semana passada, nas quais analisam a pista onde a brasileira ganharia a medalha de prata pouco tempo depois.

Foto de encontro dois dois na Alemanha em 2020 postada por Rayssa

Foto de encontro dois dois na Alemanha em 2020 postada por Rayssa © Instagram/reprodução

Tony e Rayssa analisando a pista na Alemanha no ano passado

Tony e Rayssa analisando a pista na Alemanha no ano passado © Getty Images

-Mulheres skatistas na Índia desafiam as normas de gênero nesse vídeo imperdível

“Obrigado, Tony Hawk, por ser tão bondoso e por sempre me motivar”, completou a jovem skatista em seu post. O primeiro vídeo compartilhado em 2015 foi filmado despretensiosamente pelos amigos de Rayssa em um feriado de 7 de setembro, mas se tornou o cartão de visitas da brasileira para o mundo do esporte. O histórico encontro com Hawk em Tóquio, portanto, mais uma vez trouxe inspiração brasileira, que com a prata conquistada se tornou também a terceira atleta mais jovem da história dos Jogos Olímpicos a subir a um pódio.

Rayssa Leal celebrando no pódio sua conquista no Japão

Rayssa Leal celebrando no pódio sua conquista no Japão © Getty Images

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.