Gastronomia

Filha faz sangria com vinho de R$ 18 mil guardado há 17 anos pelo pai

Yuri Ferreira - 06/07/2021

Imagine guardar um vinho por 17 anos para comemorar uma celebração especial junto de sua filha. Entretanto, quando você vai atrás da garrafa, descobre que o refinado rótulo já havia sido aberto. Pela sua própria filha, então, vá lá, tudo certo. E então você descobre que a bebida foi a base para, pasmem, uma sangria.

– Fotógrafo brasileiro retrata as mudanças no rosto dos amigos após 3 taças de vinho

Vinho caríssimo virou sangria na mão de adolescentes e deixou pai furioso; bebida ficou guardada por quase duas décadas

Eu, particularmente, não irei passar por essa situação porque nunca gastaria 18 mil reais ou 2500 euros em um vinho. Mas Pete Jones, morador de Madri, passou por essa situação.

– Astros da NBA dividem paixão por vinho durante isolamento em Orlando

Sua filha de dezessete anos abriu sua garrafa de Petrus, um caríssimo vinho da fabricante Pomerol, para fazer uma sangria, bebida que, convenhamos, surgiu para disfarçar o gosto de vinhos não muito confiáveis. Ou seja, ela misturou um refinado vinho com água, refrigerante, frutas e gelo.

Segundo o Olive Press, Jones permitiu que sua filha fizesse uma festa em sua casa com alguns amigos. Ele chegou a aparecer na festa, mas não ficou no evento por muito tempo e foi dormir. Quando acordou, se lembrou que havia deixado a garrafa de Petrus na vista dos adolescentes.

“Só estou arrasado porque, depois de guardá-lo por 17 anos, nem mesmo pude prová-lo. E o pior é que eles [os amigos da filha] também não, porque fizeram sangria”, lamentou.

– As famosas mini janelas de vinho de Florença voltaram a funcionar com a pandemia

“Minha esposa, Silv, ficou furiosa, mas eu expliquei isso insistindo que era uma safra do ano em que nossa filha mais velha nasceu e que poderíamos ficar com ela para beber com ela em uma ocasião especial”, contou Jones.

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.



X
Próxima notícia Hypeness:
Vinhos, drinks e cervejas em destaque em lista de cursos gratuitos