Arte

‘Matilda’: Mara Wilson reaparece em foto atual; atriz falou sobre ser sexualizada na infância

Vitor Paiva - 14/07/2021 | Atualizada em - 15/07/2021

No final dos anos 1990, Mara Wilson era uma artista de fama internacional antes mesmo de completar 12 anos. Hoje com 33 anos, a estrela de filmes de imenso êxito como “Matilda” e “Uma Babá Quase Perfeita” desabafou recentemente a respeito do impacto do sucesso e do trabalho em sua infância e, em artigo para o jornal The New York Times, revelou ter sido recorrentemente sexualizada pelo público e mesmo pela imprensa quando ainda era uma criança – chegando a ter seu rosto inserido digitalmente em vídeos de pornografia infantil.

Mara Wilson em fotografia recente

Mara Wilson em fotografia recente © Getty Images

-5 atores que abandonaram as telas para seguir carreiras diferentes

O artigo foi publicado como ato de solidariedade de Wilson à cantora Britney Spears, à luz do lançamento do documentário “Framing Britney Spears”, filme que expôs dilemas e polêmicas a respeito da tutela da artista e a maneira com que Britney foi tratada, como no caso relatado pela atriz, tanto pelo público quanto pela imprensa. O artigo revela, por exemplo, incomodo sobre ser perguntada aos seis anos de idade se tinha namorado, ou mesmo sua opinião, ainda enquanto criança, sobre escândalos sexuais de outros artistas de então.

Mara em cena no filme "Matilda"

Mara em cena no filme “Matilda”, nos anos 90 © Reprodução

-Britney Spears segue sob custódia do pai e protesta: ‘Minha cliente informou que tem medo’

“Era lindo quando crianças de dez anos me enviavam cartas dizendo que estavam apaixonadas por mim. Mas não quando homens de 50 anos faziam isso”, escreveu. “Os repórteres me perguntavam quem eu considerava o ator mais sexy ou sobre a prisão de Hugh Grant por contratar uma prostituta”, diz Wilson que, na adolescência, decidiu abandonar a “disputa” pelo estrelato e do chamado showbusiness. “Nossa cultura constrói essas meninas apenas para destruí-las”, diz o texto, que lembra que tanto sua carreira quanto a carreira de Britney são usadas como exemplo de “caminhos sombrios” impostos a estrelas mirins.

Mara Wilson com Robin Williams

Com Robin Williams e o elenco de “Uma Babá Quase Perfeita” © Divulgação

-5 filmes para abraçar a nostalgia e entrar no clima do Natal

Desde 2000 a atriz vem se dedicando ao teatro, à dramaturgia, à carreira acadêmica e à dublagem – sua voz está presente em séries e desenhos animados como “BoJack Horseman”, “Helluva Boss” e “Operação Big Hero: A Série”. Intitulado “The Lies Hollywood Tells About Little Girls” (As mentiras que Hollywood conta sobre garotinhas, em tradução livre), o artigo é um importante documento sobre a forma, direta ou indireta, com que Hollywood permite ou mesmo promove assédio em diversas formas contra as jovens artistas de seu contexto profissional.

Mara Wilson

Hoje a atriz se dedica ao teatro e à dublagem principalmente © Getty Images

-Britney Spears pede socorro e acusa o pai de abusos: ‘Só quero minha vida de volta’

Wilson perdeu a mãe pouco antes do lançamento de “Matilda”, quando a atriz tinha somente nove anos. “Sempre fui uma criança muito ansiosa. Sofri com ansiedade, tenho transtorno obsessivo-compulsivo, tive depressão. Lidei com tudo isso por muito tempo na minha vida. Gostaria que alguém tivesse me dito que estava tudo bem em ser uma pessoa ansiosa, que não precisava lutar contra isso”, escreveu, no artigo que pode ser lido em inglês aqui.

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é mestre e doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Publica artigos, ensaios e reportagens, é autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
‘Garfield’ de verdade existe e atende pelo nome de Ferdinando