Sustentabilidade

Onça-pintada vista com filhote é boa notícia para Mata Atlântica

Vitor Paiva - 29/07/2021 | Atualizada em - 30/07/2021

O vídeo dura meros 15 segundos, mas suficientes para alegrar pesquisadores de dois institutos paulistanos. Nas imagens, uma onça-pintada passeia por um trecho da Mata Atlântica acompanhada por seu filhote, em trecho de floresta localizado na Serra do Mar paranaense, e o registro renovou as esperanças de cientistas do Instituto Manacá e do Instituto de Pesquisas Cananéia (IPeC), em São Paulo, responsáveis pelo Programa Grandes Mamíferos, que monitora alguns animais nas matas da região.

jovem onça-pintada na Serra do Mar parananense

Estima-se que existam ainda 300 onças-pintadas na região © reprodução/vídeo

-Filhote de onça-pintada toda preta em extinção nasce firme, forte e saudável em santuário na Inglaterra

O programa, iniciado em novembro do ano passado, coleta informações para planejar a conservação de espécies e recuperação de populações na Mata Atlântica da Serra do Mar, e foca principalmente na onça-pintada, mas também a anta e o porco-do-mato conhecido como queixada em uma área de cerca de 17 mil quilômetros quadrados.

A presença dos dois animais no vídeo serviu como indício de que a conservação da Mata Atlântica vem também ajudando a conservar o habitat dos animais e, com isso, da própria onça-pintada, espécie em intensa ameaça de extinção.

-Vídeo mostra onça atacando jaguatirica em disputa por água por conta das mudanças climáticas

“Com toda a pressão que a Mata Atlântica vem sofrendo com desmatamentos, mudanças, climáticas e caça ilegal, este registro é superimportante”, afirmou Roberto Fusco, responsável técnico do programa, em comunicado.

“Indica que a região apresenta condições saudáveis, permitindo não só a sobrevivência da espécie na área, mas também a reprodução”, afirmou o cientista. Como um animal no topo da cadeia alimentar, a eventual extinção da onça-pintada ameaça o equilíbrio de toda a fauna e a flora da região – a onça na região atualmente vive em uma área com apenas 15% do tamanho original de seu habitat.

jovem onça-pintada na Serra do Mar parananense

A parte traseira da onça-pintada adulta que aparece rapidamente © reprodução/vídeo

-5 frutas típicas da Mata Atlântica brasileira atualmente ameaçadas de extinção

“O desaparecimento da onça pode gerar impacto em todo o ecossistema, por meio de um efeito cascata, que começa com o aumento de suas presas, geralmente herbívoros, que por sua vez impactam a composição e estrutura da vegetação”, explicou o biólogo, lembrando que o desaparecimento da espécie pode “trazer efeitos imprevisíveis como a perda de biodiversidade, alteração na composição do solo, aumento de espécies exóticas e até mesmo liberar patógenos que afetam a saúde humana”.

Serra do Mar

O programa monitora 17 mil quilômetros quadrados na Serra do Mar © Wikimedia Commons

-Onça-parda é flagrada pela 1º vez em reserva em GO; felino é o 4º maior do mundo

O registro em vídeo foi feito em janeiro de 2021, e mostra a parte traseira da mãe passando diante da câmera, sendo seguida por um filhote que aparece por inteiro nas imagens.

“A preocupação é pela viabilidade das espécies a longo prazo, que já estão ameaçadas de extinção. Grandes mamíferos são extremamente vulneráveis à perda de habitat e à pressão de caça, sendo os primeiros a desaparecerem, o que pode gerar um enorme impacto. Essa bagunça no ecossistema pode trazer efeitos imprevisíveis, como a perda de biodiversidade, alteração na composição do solo, aumento de espécies exóticas e até mesmo liberar patógenos que afetam a saúde humana”, conclui o comunicado.

onça-pintada

O corpo inteiro da jovem onça registrada © reprodução/vídeo

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.