Debate

PM de SP tem menor número de mortes em 8 anos com adoção de câmeras

Redação Hypeness - 12/07/2021

Com a implantação do ‘Programa Olho Vivo’, a Polícia Militar de São Paulo atingiu o menor nível de letalidade dos últimos anos. Agora, os agentes de segurança são equipados com câmeras que registram todo o turno das suas ações e a política já mostra sua eficácia em reduzir os assassinatos causados pela PM.

– Pesquisa relaciona truculência policial e raça: 85% das pessoas abordadas são negras 

Batalhões mais violentos da PM passaram a utilizar câmeras que registram integridade dos turnos; até o fim do ano, todos os policiais militares usarão equipamento

Dados obtidos em primeira mão pela Folha de São Paulo apontam que junho de 2021 foi o mês menos letal da polícia desde maio de 2013. Naquela data, foram 17 assassinatos causados por fardados no estado de São Paulo. No mês passado, foram 22. O número é uma redução drástica em comparação com a média mensal de 2021, na casa de 50 mortes. A principal motivação para a queda nas mortes é a adoção de câmeras.

– Jovem negro denuncia violência da Polícia Militar com ensaio fotográfico poderoso

As informações corroboram a prévia de que as Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (ROTA) haviam zerado suas mortes por duas semanas após a implantação da política de gravação da integridade do turno.

Antes do Olho Vivo, os policiais decidiam quais eram os momentos do turno que seriam gravados. Agora, a câmera e sua gravação são quase como o uniforme do PM: são ligadas logo no começo do turno e somente ao final do expediente são desligadas.

“O mais importante é que mudamos o sistema. E as câmeras estarão gravando tudo. Esse novo sistema permite a gravação involuntária. Ou seja, a câmera começa a gravar a partir do momento que o policial ou a policial a coloca no uniforme e sai para trabalhar”, disse o coronel Robson Cabanas Duque, coordenador do Programa Olho Vivo, ao G1.

– iPhone tem atalho que pode combater violência policial: ‘Ei Siri, tô tomando um enquadro’

Com a redução do número de mortes, a PM paulista pode deixar de ser um exemplo negativo: a Polícia Militar de São Paulo é um das mais letais de todo o mundo, mas a adoção da nova política pode indicar um novo caminho para a gestão de segurança pública no estado.

Publicidade

Fotos: Divulgação/PM


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: file_put_contents(/var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/cache/twitter-stream-hypeness.txt): failed to open stream: Permission denied in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/functions/social.php on line 410


X
Próxima notícia Hypeness:
Ginasta brasileiro nas Olimpíadas, Arthur Nory volta a falar sobre caso de racismo: ‘Errei e assumi’