Empreendedorismo

Startup brasileira de ensino de mandarim atende 36 mil alunos gratuitamente em 5 anos

Redação Hypeness - 05/07/2021

Aprender um idioma geralmente está na lista de desejos das pessoas. Seja por que é importante para o trabalho, para facilitar uma viagem ou mesmo por que o som parece lindo. Hoje, o mandarim, idioma da China, é o segundo idioma mais falado no mundo por não nativos – ficando só atrás do inglês.

A startup brasileira de ensino de mandarim, Pula Muralha, fruto de um canal do Youtube de sucesso – o maior comandado por uma chinesa, tem curso gratuito do idioma.

Startup brasileira de ensino de mandarim atende 36 mil alunos gratuitamente em 5 anos

Startup brasileira de ensino de mandarim atende 36 mil alunos gratuitamente em 5 anos

Desde 2016, a empresa oferece o maior curso online de mandarim do país, e já atendeu no módulo inicial gratuito, de 28 dias, cerca de 36mil alunos. O número dos matriculados nos módulos seguintes é de cerca de 6mil, um número elevado se comparado a outros cursos de idioma tradicionais.

Um estudo da Universidade de Dusseldorf na Holanda aponta a língua como terceira no ranking, na frente de idiomas tradicionais como espanhol e alemão. Dados do HSK (Exame de proficiência em língua chinesa) apontam que, só em 2019, foram 7 milhões de pessoas prestando o exame.

Já os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), mostram que somente 5% da população brasileira tem conhecimento da língua inglesa, sendo que menos de 3% são fluentes. Mas em termos de busca pelo aprendizado, a busca por cursos de idiomas na modalidade EAD cresceu 59% em 2020 – e a expectativa é que a estimativa de crescimento em inscrições nesses cursos em 2021 gire em torno de 40%.

Um dos fatorem que impacta neste aumento é o cenário atual de desemprego e a busca por turbinar o currículo.

A edtech ‘Pula Muralha’ é comandada casal Si Liao (“Chinesa da China mesmo”, como ela gosta de se apresentar) e Lucas Brandt. O curso chega a quase 380 municípios do país e do mundo.

Ana Paula, que finalizou recentemente sua graduação em jornalismo, e optou por estudar chinês no final do ano de 2020, entrou no curso por uma questão profissional. Na empresa em que trabalha atualmente, ela lida com um público vasto, e percebeu que aprendendo uma nova língua, essa comunicação interna poderia facilitar o seu lado.

Para Ana Paula, “o mandarim abre muitas portas, não só no mercado de trabalho mas como na graduação, mestrados, viagens, amplia o nosso leque de opções”.

A China, tende a se tornar a maior economia do mundo muito em breve, e com isso, suas principais fontes empresariais estarão infundadas por todo o território mundial, que já é um movimento que podemos perceber. Além disso, o país oriental é o maior parceiro comercial do Brasil no momento.

Com a atenção dada a China depois da popularização do TikTok e também por conta da pandemia, a busca pelo aprendizado de chinês aumentou muito – só em 2020, a Pula Muralha cresceu 140% e duplicou o número de alunos durante o ano.

Saiba mais através do site oficial.

Publicidade

Fotos: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.