Debate

Wesley Safadão fala em ‘grande injustiça’ contra amigo pastor acusado de pedofilia

Redação Hypeness - 27/07/2021

Wesley Safadão usou as redes sociais nesta segunda-feira (26) para defender o amigo, o pastor André Vitor, de acusações de assédio sexual contra uma menina menor de idade. 

O ato teria acontecido dentro da casa do cantor e captado por um vídeo, que foi publicado nos stories do Instagram. Os seguidores de Safadão estranharam a aproximação do pastor na direção de uma menina de biquíni. Ele a abraça por trás e a deixa desconfortável, imediatamente se afastando do homem. Decidimos não exibir o vídeo para preservar a identidade da criança.

Leia também: Sobreviventes do abuso infantil usam suas histórias emocionantes para tentar mudar o mundo

Safadão em série de stories para defender amigo

“Essa internet está doente, estava falando aqui com minha assessoria, pediram para que eu me pronunciasse e soltasse uma nota, mas eu não. Eu não vou ficar bem se eu não for leal com a pessoa que mais me ajudou nessa vida. Acho que posso falar assim”, disse Safadão.

Safadão explicou ainda o gesto do amigo depois da menina se desvencilhar de seu abraço. André se afasta e puxa a camisa para baixo da cintura, o que, na web, foi interpretado como se o pastor estivesse tentando esconder uma ereção. O cantor explicou que essa crença é uma injustiça com o amigo, que tem problemas de insegurança por estar acima do peso. Segundo Safadão, o pastor repete este gesto em diversas fotos para esconder a barriga.

– Menino estuprado por 3 anos denunciou agressor após assistir reportagem sobre abuso

O artista disse ainda que o pastor é uma pessoa em quem ele e a esposa confiam plenamente. “Esses juízes da internet condenam as pessoas sem ouvirem a sua versão. A gente precisa espalhar mais amor, mais paz”, concluiu o cantor. 

Leia mais: Perícia não encontra evidências para incriminar PC Siqueira por pedofilia

Após a defesa do amigo, o pastor André Vitor falou pela primeira vez em vídeo divulgado no Instagram. Ele nega que teria importunado uma menina e conta com o apoio dos pais dela. 

“Que loucura eu ter que vir aqui fazer um vídeo como esse, mas vamos lá. Pegaram um vídeo totalmente fora de contexto, onde nós estávamos tendo um final de semana precioso, com amigos mais chegados que irmãos, e uma quase sobrinha minha, que é filha dos meus amigos que inclusive estão aqui comigo, agora”, disse André. 

Na gravação, ele mostra os pais da criança, Bruno e Rebeca, que também negaram a possibilidade de abuso e se disseram tristes com a situação que expõe a filha. 

“Eu acho isso um absurdo, acho isso inaceitável, porque o André é de dentro da nossa casa, ele é nosso irmão. Toda essa situação que ocorreu no vídeo, nós estávamos lá, nós estávamos perto. Estávamos brincando e pessoas maldosas tiram coisas de onde não existe”, diz Rebeca.

Abuso de menores no Brasil

O argumento “é uma pessoa de casa”, usado por Safadão, pelos pais da menina e pelo próprio acusado de assédio, não isenta a suspeita de nenhuma pessoa. De acordo com levantamento do Disque 100, 70% dos registros de violência sexual contra crianças é cometida dentro da casa da vítima, provocada pelos pais ou amigos da família. 

Já uma pesquisa mais recente, com dados levantados entre 2011 e 2017 pelo Ministério da Saúde, aponta que o Brasil teve um aumento de 83% nas notificações gerais de violências sexuais contra crianças e adolescentes. Nesses casos estudados, a maioria das ocorrências também ocorreram dentro de casa e os agressores são pessoas do convívio das vítimas, geralmente familiares. 

Publicidade

Fotos: Reprodução/Instagram


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.