Arte

Agenda Hype em casa: 21 dicas de festivais, sons, filmes e livros imperdíveis da semana

Gabriela Rassy - 17/08/2021 | Atualizada em - 19/08/2021

Uma semana bem servida de festivais que vão da música ao cinema. Para quem é de arte, aqui estão as boas dicas culturais para curtir sem sair de casa.

Destaque para o Favela Sounds em sua 5ª edição com apresentações de Tássia Reis, Jup do Bairro, Amaro, entre outras maravilhas sonoras celebrando o amor. Vale ainda aproveitar a programação do Festival Caminhos da Cultura, com Mel Lisboa, Ekena, Sarau da Ponte Pra Cá, Bloco Os Capoeira e Pagode da Dessa.

Nos lançamentos, o álbum de Marina Sena com “De Primeira”, as faixas do EP Terra, do Samuca e a Selva, a nova da baterista Mariá Portugal, entre outras maravilhas da música.

Nesta semana ainda começa o Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo – Curta Kinoforum, com nada menos que 141 filmes na programação. Ainda no cinema, o 16ª Mostra Mundo Árabe de Cinema traz 7 obras atuais sobre futuro político e mundo pós-pandemia.

Vem na minha e dá o play!

#lives

5º Favela Sounds | plataforma www.favelasounds.com.br
18 e 22 de agosto
Grátis
Lançado em 2016, o evento traz 40 atividades gratuitas, entre shows, mini oficinas, debates, entrevistas, talks e sessões de mentoria voltadas ao mercado criativo, com grandes nomes da criatividade brasileira e mundial. Tássia Reis (SP), Tuyo (PR), Ellen Oléria (DF), Jup do Bairro (SP), A Travestis (BA), A Dama do Pagode (BA), Enme (MA), GOG (DF), MC Mari (BA), Shevchenko e Elloco (PE) estão entre as atrações.

Tássia Reis por Roncca

Tássia Reis por Roncca

Festival Caminhos da Cultura
Sexta a domingo, 18h
Grátis
Evento traz apresentações de Mel Lisboa, Ekena, Sarau da Ponte Pra Cá, Bloco Os Capoeira e Pagode da Dessa. Saiba mais no link abaixo:

Feira Noise – No Interior Tem Tudo! | Youtube do festival
18 e 22 de agosto
Grátis
O festival faz uma edição especial online em homenagem ao interior da Bahia, com 24 artistas de três proeminentes cidades baianas: Feira de Santana, Vitória da Conquista e Juazeiro. O evento abre com um debate no dia 18 de agosto, a partir das 19h, sobre o tema “Música e Territorialização na Bahia: Como Driblar este Contexto Pandêmico?”. Entre os destaques da programação estão artistas como Bando Á Flor da Pele, que abre as transmissões dos shows na quinta-feira, dia 19 de agosto, às 20h; Juli, dia 20 de agosto, às 22h15; Isa Roth, dia 21 de agosto, às 20h05; e o grupo Roça Sound, às 22h20 fechando a programação do dia 21, todos de Feira de Santana. Já entre os destaques de Vitória da Conquista, temos no dia 19 de agosto, às 21h30, a banda Guilhotina Guinle; no dia 20, às 21h30, Luiza Audaz; e no dia 21 de agosto, não deixe de conferir Toffallini. Já para que quer conhecer mais artistas de Juazeiro, dia 22 de agosto, em seguida temos as apresentações de Felipe Wander, às 17h50; Lucas Tavlos, às 18h35 e às 19h20, Persie.

Helô Ribeiro em “A Paisagem Zero” | Itaú Cultural Online
Sexta, 20 de agosto
Grátis
A cantora, compositora e percussionista corporal Helô Ribeiro apresenta seu disco “A Paisagem Zero”. Imersa nos poemas da primeira fase do escritor pernambucano João Cabral de Melo Neto, a artista os recriou para novos ouvintes. No próximo dia 20 de agosto, sexta, Helô apresenta as canções, ao lado dos músicos Pipo Pegoraro (guitarra e teclados) e Meno Del Picchia (baixo e vocais).

#música

Marina Sena | De Primeira
Depois de embarcar no pop do Rosa Neon, Marina lança seu primeiro álbum solo, com 10 faixas escritas nos últimos anos. Leia a entrevista completa no link abaixo. Lançamento quinta, dia 19.

 

Miss Bolivia, Perotá Chingó | Menos Mierda
A canção, produzida por Juan Blas Caballero e com vídeo dirigido por Belén Asad, narra uma busca atravessada pela era pandêmica e as transformações da humanidade, propondoum novo mundo possível, um mundo “menos merda”. A colaboração artística entre os dois projetos que passam por diferentes estilos e texturas, gera um contraste enriquecedor onde as diferenças dialogam entre si de forma chocante.

Samuca e a Selva | Terra
Cinco produtoras musicais assinam o primeiro projeto de remixes da big band Samuca e a Selva, que apresenta cada uma de suas faixas, semanalmente, às sextas-feiras. Reverenciada como a energia máxima do feminino, a Terra simboliza fertilidade e criação, o grande ventre sagrado de onde viemos e para onde iremos retornar ao deixarmos nossa atual existência. “Esperanza”, com remix assinado pela DJ, produtora, multi-instrumentista, cantora, compositora e educadora Malka, já está no ar e, nesta sexta, é a vez de “Flores Raras”, desta vez com produção da DJ, pesquisadora musical e beatmaker Nahraujo.

Mariá Portugal | Cheio/Vazio
Faixa que nasceu de sessões de improvisação gravadas em São Paulo em 2019 chega com video assinado por Ana Turra e faz parte do disco que será lançado no final do ano no Brasil pelo selo RISCO e na Alemanha pelo selo Fun in the Church.

BAYO | Salvation
Abrindo os caminhos para o seu segundo EP, “Atlântico Sul”, o duo lança faixa que mergulha nas relações geográficas, culturais e espirituais dos países banhados pelo oceano, buscando compreender como as águas e a história separam mas também unem países como Brasil, Nigéria e Argentina. Com a percussão forte, orgânica e viva de Japa System e Mestre Mario Pam mesclam-se aos riffs de guitarra e elementos eletrônicos característicos do duo. O coro de vozes no refrão traz uma brasilidade mais festiva à canção que tem um “jeito Caymmi” de salvar as águas e os mistérios do mar. A mixagem é de Dudu Marote.

Paulinho Boca de Cantor | Além da Boca
Neste novo álbum, o artista apresenta um repertório de sua autoria, além de grandes parcerias na gravação. Nomes como Curumin, Edgar Scandurra, André Lima, Pedro Baby, Davi Moraes, Manoel Cordeiro fazem parte do álbum, além de Tim Bernardes, com quem divide vocais e guitarras em “Ligeiro Demais”. Anelis Assumpção e Zeca Baleiro também marcam presença no disco.

Lançamento sexta, dia 20!

Roseane Santos e Luciano Faccini | Nos Últimos Graus
A música é um samba funk que integra o álbum inédito da dupla, “Livro Vivo”, e assim como todas as canções do álbum, Nos Últimos Graus é um poema astrológico escrito por Faetusa Tirzah e musicado por Luciano. Além do single, a música ganhou videoletra por Faccini, com colaboração de Gabriel Faccini e Má Ribeiro. O lyric traz imagens de São Thomé das Letras, Santo Aleixo e Campinas somadas à letra e hieróglifos por Faetusa Tirzah e aos desenhos e texturas de Cochilo Taquieta.

Samba de Saia | Cuida de Ti
O quarteto curitibano Samba de Saia, formado por Cida Airam (voz), Maristela Ávila (teclas e escaleta), Halanna Águiar (percussão e voz) e Bruna Alcântara (percussão), apresenta para o público no dia 11 de agosto o clipe de “Cuida de Ti”, faixa presente no EP Nossa Identidade, que será lançado no fim do mês.

Tartamudo | Countergambit
“Em fevereiro de 1996, o Deep Blue se tornou o primeiro computador a ganhar uma partida contra o campeão mundial de xadrez Garry Kasparov”, assim começa o novo clipe da banda brasiliense. É na premissa de máquina versus ser humano que o clipe está fundamentado, passando em uma partida de xadrez que tem como tabuleiro um Ableton Push, instrumento muito utilizado dentro da música eletrônica e que é uma das bases das músicas da dupla.

#cinema

Festival Internacional de Curtas Metragens de São Paulo – Curta Kinoforum
19 a 29 de agosto
Grátis
A seleção anunciada reúne 141 curtas-metragens, representando 43 países. A produção brasileira responde por 63 títulos. O festival recebeu em 2021 um total de 2.788 inscrições, vindas de 113 países. Os títulos fazem parte das mostras internacional, latino-americana, brasileira, infanto-juvenil e Limite, além de programas especiais. Destaque para “Seiva Bruta”, de Gustavo Milan, e “Céu de Agosto” (recém-premiado no Festival de Cannes), de Jasmin Tenucci.

16ª Mostra Mundo Árabe de Cinema
20 de agosto a 16 de setembro de 2021
Grátis
O evento deste ano acontecerá novamente de forma online, com 7 filmes inéditos exibidos em plataformas digitais da mostra e do Sesc. Os filmes selecionados abordam temas como o futuro político e as sociedades em transformação num mundo pós-pandemia em produções vindas da Síria, Palestina, Catar e Brasil. Na produção “In Memoriam”, dirigida pelo brasileiro Otavio Cury, estão envolvidos Brasil, Argentina e Síria. Em “Sessão: Tramas Psicológicas” serão exibidos o documentário “Caos”, da diretora Sarah Fattahi, o longa “Chave de Fenda”, do diretor Bassam Jarbawi, e “Os Espantalhos”, dirigido por Nouri Bouzid. Já a sessão batizada de “Caleidoscópio Identitário” reúne “Nós somos de lá” , um documentário de Wissam Tanios, o ficcional “Bagdá Vive em Mim”, dirigido por Samir Jamaleddine, o filme “A 200 Metros“, com direção de Ameen Nayfeh, além de “In Memoriam”.

#literatura

Retratos Pandêmicos
Depois de uma imersão dedicada em 6 meses de oficinas de escrita criativa, contação de histórias, leitura e interpretação de textos, 89 novos autores e autoras, abraçades pelo projeto “É Dia de Escrever”, lançam “Retratos Pandêmicos”. A antologia, assinada por grupos de jovens, pretes, indígenas, mulheres e LGBTQIA+, será divulgada em ebook, audiolivro e formato impresso, além de ganhar uma edição especial e colecionável. Composta por 69 textos, a obra faz uma viagem por narrativas que, embora pessoais, refletem sobre tudo e todos ao redor. “Por Detrás Das Telas”, por exemplo, questiona as diferenças sociais que aprofundam ainda mais o acesso à educação e emprego. “Afetos e Relações” registra o amor – romântico ou não – em tempos de isolamento social. “A (R)existência Caminha” reafirma que a luta não pode parar frente aos retrocessos nas questões de gênero. “Diversas” aborda o universo feminino e plural, escancarando sentimentos, emoções, sonhos e mais. Por fim, olhares diante do “Ará Pyaú”, ritual de ano-novo indígena, comemorado com a chegada da primavera, revelando os recados da natureza para a humanidade e deixando um pedido de renovação.

O Pequeno Principe (edição bilíngue)
Uma história para adultos ou para crianças? Seja qual for a idade do leitor, os elementos que tornam eterno O pequeno príncipe – aprendizados, assimilação, diferentes culturas, belezas, tristezas, sabedoria e decepções nas relações humanas, percalços e sensibilidade estão presentes neste novo lançamento da Coleção Biclássicos. A obra foi adaptada por Telma Guimarães e ilustrada por Eva Uviedo.

Calendas de Março, de Ivete Nenflidio
Os horrores dos anos de chumbo, o conflito armado e a repressão policial servem de pano de fundo para uma instigante história de amor, descoberta anos depois por uma mulher, durante um cenário tão complexo quanto o anterior: o período de pandemia da Covid-19. Durante o isolamento social, Helena, personagem central do romance “Calendas de Março” de Ivete Nenflidio, ao buscar um refúgio temporário para seus temores, acaba encontrando um diário guardado no fundo de um baú, que a faz viajar pelo tempo e por suas memórias.

#visuais

3ª edição de Frestas – Trienal de Artes
Abertura sábado, dia 21, às 19h no Youtube do Sesc SP

21 de agosto de 2021 a 30 de janeiro de 2022
Grátis
Com curadoria do trio Beatriz Lemos, Diane Lima e Thiago de Paula Souza, essa edição leva o título O rio é uma serpente e conta com assistência de curadoria de Camila Fontenele e coordenação educativa de Renata Sampaio. Participam da mostra, em Sorocaba, 53 artistas e coletivos de diferentes nacionalidades, sendo que 32 desses foram convidados a criarem obras comissionadas e inéditas para o projeto, como Castiel Vitorino Brasileiro, Dalton Paula, Denilson Baniwa, Diego Araúja, Gê Viana, Lia García (La Novia Sirena), Sallisa Rosa e Sucata Quântica, Ventura Profana e Vijai Patchineelam.

Patrimônio e Memória | Centro Cultural Banco do Brasil
CCBB Educativo lança, dia 17 de agosto, site que reúne uma série de conteúdos relacionados à memória e ao patrimônio do CCBB, destacando as suas relações com as cidades de Belo Horizonte, Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo. Iniciativa chega como um convite para revisitar as memórias e as histórias das quatro cidades onde estão localizados os prédios dos Centros Culturais do Banco do Brasil.  Serão disponibilizados audioguias com registros audiovisuais e materiais educativos voltados para crianças, famílias e estudantes interessados em saber mais sobre os prédios históricos e regiões que abrigam os centros culturais.

#podcasts

Prosa | Hypeness
Para nos ajudar a entender de que forma a arte tem resistido na pandemia e quais foram as mudanças e adaptações, o ‘Prosa’ convidou Assucena Assucena, do grupo musical ‘As Baías’ e o ator, poeta e criador do Mutha Brasil, um museu transgênero de história e arte, Ian Lila Habib para um debate.

Publicidade

Fotos destaque: Favela Sounds

Jup do Bairro por Felipa Damasco
Tássia Reis por Roncca
Amaro por João P. Teles


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.