Ciência

China testa imã nos testículos como anticoncepcional para homens

Redação Hypeness - 02/08/2021

O anticoncepcional masculino está mais perto de se tornar realidade. Finalmente. Um experimento feito na China tem como objetivo enfrentar o machismo na ciência em busca da promoção da igualdade entre homens e mulheres no acesso aos métodos contraceptivos, além de aliviar um pouco a responsabilidade e efeitos colaterais para elas. 

Cientistas da Universidade de Nantong testam um método com nanopartículas de ímãs para aquecer os testículos, até interromper a produção de espermatozóides.

Leia mais: Métodos contraceptivos e liberdade sexual: qual a relação dessas escolhas na vida das mulheres

Apesar de avanços, cientistas ainda não têm previsão para início de testes em humanos

Leia também: Camisinha mais confortável prova que ciência pensa mais nos homens

Esta não é a primeira pesquisa que utiliza ímãs e altas temperaturas como anticoncepcional masculino. Mas, dessa vez, os responsáveis pelo estudo defendem, em publicação na revista científica “Nano Letters”, que o método dura menos, é mais controlável pelo usuário, além de menos doloroso. E o mais importante: é reversível.

Os primeiros resultados estão sendo observados em camundongos. Após sete dias de tratamento, os ratos param de produzir espermatozoides por 30 dias e, 60 dias depois, voltam ao normal sem efeitos colaterais, segundo os pesquisadores apontaram na revista. 

A ideia do imã nos testículos se dá pelo fato do calor ser um anticoncepcional masculino natural, como observado por cientistas em mamíferos machos, além dos humanos. Contudo, estudos de anticoncepcionais masculinos envolvendo o aquecimento dos testículos sempre ofereciam riscos de queimaduras externas ou internas. 

Fei Sun e Weihua Ding, do Instituto de Medicina Reprodutiva da Universidade de Nantong, na China, enxergaram nos ímãs uma solução para o risco. Os pesquisadores  utilizaram nanopartículas de óxido de ferro, que são biodegradáveis e podem ser guiadas até os testículos com auxílio dos ímãs. Apesar de avanços, cientistas ainda não têm previsão para início de testes em humanos. Será que vem inovação da ciência por aí? 

Publicidade

Foto: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.