Ciência

Depósito de armas de soldados romanos de mais de 2 mil anos é descoberto na Espanha

Vitor Paiva - 16/08/2021

Um depósito de armas do Império Romano com mais de 2,1 mil anos foi descoberto por uma equipe de arqueólogos na cidade de Ciutadella, na ilha de Menorca, na Espanha. Localizado dentro do sítio arqueológico de Son Catlar – uma grande construção como uma antiga fortaleza de pedras – a descoberta foi classificada como extraordinária pelo excelente estado de conservação em que os artefatos, pertencentes a soldados romanos na região, foram encontrados.

Sítio arqueológico em Menorca

Os locais da escavação na Espanha, onde o depósito foi descoberto

-A incrível adaga de cristal pré-histórica descoberta na Espanha

As escavações se deram como parte do Projeto Modular: arquitetura fenícia e púnica, liderado pelo pesquisador Fernando Prados, da Universidade de Alicante e diretor do projeto. No local foram encontradas facas, pontas de flechas, lanças, armas e até mesmo ferramentas cirúrgicas, que passarão a compor o acervo do Museu de Ciutadella.

Sítio arqueológico em Menorca

Um dos artefatos em ferro encontrado no local

-A ossada de casal de guerreiros enterrado ao lado de serviçal e suas armas há mais de 2 mil anos

Segundo foi informado pela equipe de arqueólogos, os artefatos foram descobertos enterrados atrás de uma porta selada típica da cultura púnica, utilizada como escudo e defesa em estrutura comumente selada em rituais de magia. “Os romanos davam um valor sagrado às portas das cidades, e selá-las definitivamente implicaria certas ações de natureza mágica.”, afirmou Prados, em nota.

Sítio arqueológico em Menorca

Outros artefatos em cerâmica foram também encontrados no Sítio arqueológico em Menorca

-A imperatriz romana transgênero convenientemente apagada da história

A descoberta possui inestimável valor para o estudo da história da região, bem como contribuição para maior conhecimento sobre as medidas e práticas de guerra entre os soldados romanos do período relativo ao ano 100 a.C. Além da universidade e do museu de Ciutadella, a missão foi realizada em parceria com a Universidades de Murcia, Granada e Cádiz, após um ano de intervalo por conta da pandemia da Covid-19.

Vista aérea do sítio arqueológico de Son Catlar

Vista aérea do sítio arqueológico de Son Catlar

Publicidade

© fotos: Universidade de Alicante/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.