Viagem

Designer de Steve Jobs cria trem de luxo que pode custar mais de 300 mi de dólares

Gabryella Garcia - 05/08/2021

O designer francês que já trabalhou com Steve Jobs, Thierry Gaugain, é o responsável pelo projeto de um trem de luxo que deve aguçar a curiosidade de milionários mundo afora. Definido como um “palácio sobre trilhos” pelo próprio criador, o luxuoso trem pode ter um custo de mais de US$ 300 milhões e contaria com 14 vagões e 400 metros de comprimento.

Gaugain também foi o responsável por projetar o iate Venus, utilizado pelo ex-CEO da Apple, Steve Jobs. A nova invenção extravagante do designer é altamente personalizável, por isso seu preço pode variar, mas conta com suítes, jardins e até uma galeria de arte. Também haveria espaço para acomodar 18 hóspedes em suítes, sem incluir a tripulação, e o proprietário do luxuoso veículo teria um vagão separado com sala de estar, sala de jantar, escritório e até mesmo uma banheira.

Maior iate do mundo é condomínio flutuante de R$ 3 bi, com apartamentos à venda por R$ 55 milhões

O projeto foi desenvolvido por vários anos contando com o auxílio de construtores de trens suíços e fabricantes de vidros franceses. O veículo que pode atingir uma velocidade de até 160 km/h e ainda conta com espaços como terraços ao lado dos vagões, um jardim que pode ser personalizado de acordo com a estação do ano e um vagão exclusivo para se guardar veículos. Além disso, também há a opção de transformar um dos vagões em piscina ou até mesmo uma passarela para desfiles.

O designer afirma que o tempo para se construir o trem seria de dois anos, e que por ser altamente personalizável seu custo não é fixo, podendo variar de US$ 300 milhões até mais de US$ 350 milhões. Ele ainda destaca que por ser altamente sustentável e tecnológico, é considerado um trem para o futuro.

trem de luxo Steve Jobs Gaugain jardim

O luxuoso veículo contaria até com um jardim personalizado com a estação do ano em seu interior

Além de todas as particularidades e opções de personalização, o projeto também foi pensado de uma forma que a luz natural seja aproveitada. Uma das características é uma cobertura de vidro inteligente, que pode ser transparente ou então com o acionamento de um simples botão, ter sua tonalidade alterada para um dourado opaco. Gaugain destacou que o teto de vidro permitiria ao usuário levar o mundo exterior para dentro do trem, ajudando a definir o clima para quem está a bordo.

Publicidade

Fotos: Thierry Gaugain


Gabryella Garcia
Gabryella Garcia é paulista, mulher trans, transfeminista e jornalista pela Unesp. Começou a carreira escrevendo horóscopos para o João Bidu e agora foca em escrever sobre direitos humanos e recortes de gênero. Já passou por veículos de São Paulo, Santa Catarina, Espírito Santo e também colaborou para veículos como Ponte Jornalismo, Congresso em Foco e Elle Brasil. Atualmente, além de produzir o podcast "Prosa", para o Hypeness, também colabora com o UOL. Além disso atua como voluntário no Projeto Transpor, um projeto que oferece consultoria profissional gratuita para pessoas transgêneros com montagem de um currículo assertivo, Linkedin e simulação de entrevistas de emprego.