Sustentabilidade

Parque Juquery, com 60% do verde destruído pelo fogo, é última reserva de cerrado em SP

Redação Hypeness - 23/08/2021

O Parque Estadual Juquery, localizado nos municípios de Franco da Rocha e Caieiras, ambos na Região Metropolitana da capital paulista, está sendo varrido por um incêndio florestal. Mais de 60% da área verde do local foi destruída na área de preservação que mantém um dos poucos resquícios do bioma cerrado no estado de São Paulo.

Os incêndios começaram por conta de um balão que caiu na mata às 9h do último domingo (22) e segue se alastrando pela região do parque.

– Conexão entre incêndios florestais e aumento de casos e mortes por Covid-19 é tema de estudo 

Incêndio devasta a paisagem de cerrado única na Grande São Paulo; perda do bioma é resultado da ação de seis baloeiros

Até agora, os bombeiros calcularam que 1.200 hectares foram atingidos pelo fogo, o que representa cerca de 60% da área de conservação.

Na maior parte das regiões do parque a passagem de caminhões de bombeiros é impossível. “É um trabalho de formiguinha, com bombeiros usando bombas costais, um equipamento que leva mais de 20 litros de água nas costas”, explicou a tenente Zanquini ao G1.

A grande quantidade de ventos e a falta de chuva na região tornam a questão de emergência ambiental ainda mais complexa. “É um fogo que se alastra muito rápido, a gente não tem dimensão de que parte ele vai atingir porque o fogo caminha junto com o vento, e se o vento muda de direção, o incêndio muda de direção. Ele é imprevisível”, completou.

O trabalho para apagar os incêndios está sendo comandado pelos bombeiros, mas a Defesa Civil, brigadistas voluntários e até policias militares estão envolvidos nas operações para reduzir os danos do incêndio florestal.

Confira imagens do incêndio:

Soltar balão é crime 

Seis baloeiros foram presos pela Guarda Civil Municipal de Franco da Rocha, mas foram liberados após pagamento de fiança no valor de R$ 3 mil para cada envolvido. Agora, eles responderão pelo crime de “fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano”, tipificado no artigo 42 da lei de Crimes Ambientais.

A pena é estipulada em detenção de um a três anos ou multa. Em 2017, o parque já havia perdido 10% de sua área para um incêndio causado por um balão. Moradores de São Paulo relatam uma ‘chuva de fuligem’ em bairros centrais da capital como a Bela Vista e a Sé, mostrando que os ventos estão carregando as partículas de fumaça oriundas do incêndio.

– Fumaça de queimadas gerou quase R$ 1 bi de gastos com internações para estados amazônicos

O Parque Estadual do Juquery é considerado uma das poucas reservas de cerrado do Estado de São Paulo. O bioma era predominante no interior paulista, mas acabou sendo drasticamente desmatado para dar lugar a plantações de soja e cana-de-açúcar entre as décadas de 1960 e 1990, quando o estado perdeu 87% do bioma. O parque do Juquery era considerado um dos principais pontos de ecoturismo nas proximidades da capital paulista por sua vegetação praticamente única.

Publicidade

Fotos: Prefeitura de Franco da Rocha


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.