Debate

Pix da paróquia do Padre Julio Lancellotti bomba com doações após fala preconceituosa de Janaina Paschoal

Redação Hypeness - 10/08/2021

Nessa semana, o trabalho social do Padre Júlio Lancellotti foi alvo de críticas da deputada Janaína Paschoal (PSL-SP). A parlamentar afirmou que a distribuição de alimentos na Cracolândia operada pelo pároco ‘incentiva a criminalidade’. O tiro saiu pela culatra: após a insensata frase de Paschoal, o padre revelou à Folha que as doações para sua igreja aumentaram drasticamente.

– Padre Julio Lancellotti beija pés de transexuais em cerimônia de Páscoa 

Júlio Lancellotti tem ação criticada por políticos de extrema-direita; no ano passado, Arthur do Val (Mamãefalei) criticou o padre durante campanha eleitoral. Agora, Janaína Paschoal defendeu ação da PM contra pároco

À Folha de São Paulo, o padre Júlio relatou um aumento substancial na procura pelas doações. “O telefone não para de tocar com as pessoas pedindo o Pix”, relatou.

– Padre Julio Lancelotti: a trajetória do pároco defensor dos direitos humanos 

Na semana passada, a parlamentar Janaína Paschoal (PSL), deputada estadual, defendeu a ação da Polícia Militar que impediu o Padre Júlio Lancellotti de distribuir alimentação na Cracolândia. A advogada, que é professora de direito penal pela Universidade de São Paulo, disse que “as pessoas que moram e trabalham naquela região já não aguentam mais. O Padre e os voluntários ajudariam se convencessem seus assistidos a se tratarem e irem para os abrigos. A distribuição de alimentos na Cracolândia só ajuda o crime. O tema precisa ser debatido com honestidade”.

A frase de Paschoal trouxe um grande debate nas redes sociais: como uma pessoa com um pensamento tão mesquinho pôde ser a deputada mais votada no estado de São Paulo nas eleições de 2022. A responsável pela justificativa jurídica para o impeachment de Dilma Rousseff se mostrou completamente dessensibilizada pela fome e pelo frio que acomete os moradores de rua da capital paulista.

– SP gasta R$ 400 mil com fuzis para GCM e Padre Julio Lancellotti classifica ato como ‘desumano’

Padre Júlio convidou Janaína para Pastoral

População de rua sofre com frio, fome e abandono na capital paulista; situação se intensificou após a pandemia de covid-19

Júlio Lancellotti decidiu não entrar em um embate direto com a professora através das redes sociais. Pelo contrário, convidou Janaína a conhecer o trabalho social feito pela Pastoral do Povo da Rua.

O religioso acredita que a opinião de Paschoal não é única e que o pensamento da deputada representa boa parte de seu próprio eleitorado. Por isso, não aderiu ao debate público. Ele deseja que ela conheça o trabalho social e se aproxime dessa população: há mais de 30 mil pessoas em situação de rua na capital paulista.

– Eles foram à Cracolândia para lembrar que todo dependente químico tem uma história de vida

“Nosso objetivo não é distribuir comida, é defender a vida, e a gente não pode negar que a alimentação é uma dimensão da vida. Uma dimensão fundamental. Deixar para eles dor, necessidade, carência, fome, não é isso que aciona a mudança. A nossa experiência mostra que acionar a mudança passa pelo afeto, pela acolhida, pela reformulação de valores, nossos e deles”, afirmou o pároco à Folha de São Paulo.

Publicidade

Fotos: Destaques e Foto 1: Reprodução/Instagram Foto 2: © Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.