Ciência

Praia de Salvador é invadida por objetos que pertenciam a navio nazista

Redação Hypeness - 03/08/2021

Fardos de borracha vindos de um navio nazista voltaram a aparecer na costa do Nordeste. Dessa vez, alguns desses objetos foram localizados na Praia do Flamengo, em Salvador, na Bahia. Os objetos são oriundos de uma embarcação da Alemanha que foi destruída em 4 de janeiro de 1944 durante a Segunda Guerra Mundial.

– Caixas misteriosas voltam a aparecer no litoral do Ceará e intrigam moradores

Fardos de borracha estavam em navio da Alemanha nazista que afundou no meio do Oceano Atlântico

Os fardos de borracha são folhas de látex enroladas em quadrados e comprimidas. Com mais de 100 quilos, os objetos estavam provavelmente sendo levados para a Alemanha para a transformação deles em pneus e outros produtos feitos de borracha.

– Cientistas descobrem segredo do computador de mais de 2 mil anos

Por muito tempo, esses fardos apareceram na costa do Atlântico dos EUA ao Brasil, mas não se sabia sua origem. Porém, a inscrição ‘Made in Indochina’ encontrada nos objetos mostrou que eram produtos obtidos pelos alemães nas posses coloniais francesas do Camboja, do Laos e do Vietnã durante as décadas 1930 e 1940.

“Esse navio foi afundado por um Destroyer americano e está afundado a 1 mil quilômetros de Recife, em linha reta, a 5,6 mil metros de profundidade. Até o ano passado era o naufrágio mais profundo já alcançado por um robô. Para se ter uma ideia, o Titanic está a 2 mil metros de profundidade”, explica o oceanógrafo Carlos Peres Teixeira, professor da Universidade Federal do Ceará (UFC) ao Globo.

Existem cerca de 500 navios naufragados entre a América e Europa. Na profundidade do Atlântico, entretanto, essas embarcações não oferecem muitos tesouros, mas podem ser objetos de problemas para o meio ambiente:

– ‘Maldito Hitler!’ Com mais de 100 anos, arara de Winston Churchill passa o dia xingando nazistas

“São navios que estão se corroendo e uma hora vão romper e liberar a carga. E nem todas serão inofensivas como fardos de borracha. Há navios-tanque naufragados e não sabemos se o óleo continua lá. Quando isso romper, certamente vai chegar à costa brasileira. É uma bomba-relógio”, completa Teixeira.

 

Publicidade

Fotos: Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.