Inspiração

Rebeca Andrade foi criada por mãe solo de 8 filhos que apoiou sonho da filha

Redação Hypeness - 04/08/2021

Rebeca Andrade mal havia acabado de ganhar a medalha de prata como segunda melhor ginasta do mundo nas Olimpíadas de Tóquio, quando seu telefone tocou. Prestes a dar entrevista a um grupo de jornalistas, ela atendeu à ligação e teve que justificar com quem estava do outro lado sobre o motivo de não ter ligado antes. “Eu liguei, mas a senhora mandou áudio“, respondeu a medalhista. “Já te ligo, te amo, tchau“.

Rebeca Andrade vence 1ª medalha olímpica da ginástica feminina com ‘Baile de Favela’ e celebra mulher negra

Rebeca Andrade recebe a medalha de ouro no salto da ginástica em Tóquio.

A ginasta falava com a mãe, dona Rosa Braga, sua maior incentivadora e o grande pilar por trás da criação de Rebeca, que saiu de casa muito cedo, aos nove anos, para treinar em Curitiba. A decisão de mandar a filha para outro estado fez a mãe ouvir muitas críticas.

Me diziam que eu era doida por deixar minha filha ir embora, mas eu tive sabedoria e mente aberta para deixá-la seguir seus sonhos. Eu deixei que ela voasse atrás de um objetivo, deixando também claro que, se não desse certo, as portas de casa estariam sempre abertas para ela. Hoje vejo que agi certo ao ouvir meu coração“, disse dona Rosa, em entrevista ao “Uol”.

Naquela época, dona Rosa fez a filha prometer que se algo de ruim acontecesse em Curitiba, ela nunca iria esconder. Caso contrário, levaria Rebeca de volta para Guarulhos. 

Mãe solo, Rosa criou Rebeca e outros sete filhos sozinha, em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, onde trabalhava como empregada doméstica. Quando ainda morava com a mãe, Rebe, como é chamada pelos amigos, era levada por um dos irmãos para os treinos. Às vezes de condução, às vezes andando — nem sempre era possível pagar a passagem. 

Daiane dos Santos sobre Rebeca Andrade: ‘1ª medalha olímpica do Brasil é negra’

Rebeca e dona Rosa sorriem uma para a outra.

Quando ela achava que era hora de parar porque não tinha dinheiro para condução, o irmão falava: ‘eu levo ela a pé’. A distância era de duas horas caminhando“, contou à “Rádio Bandeirantes”.

Quem vê as conquistas de Rebeca Andrade na Olimpíada de Tóquio, nem sempre sabe o quão duro foi para a ginasta chegar até lá. A atleta sofreu com uma série de lesões e três cirurgias no joelho. Sempre que pensava em desistir da carreira, ouvia a voz sábia de dona Rosa. 

“(Ela dizia:) ‘Poxa, mãe. Eu quero parar e você não quer que eu pare’”, relembrou a mãe, em entrevista ao “Globo Esporte”. “Escutar isso me deixou mal porque você se sente como se tivesse forçando uma barra com segundas intenções.

Mas dona Rosa nunca quis que a ginástica se tornasse um peso para a filha. O incentivo vinha como forma de não fazer a filha desistir de um sonho nutrido por muito talento.

Galvão Bueno não se aguenta e quase ‘infarta’ em narração da prata de Rebeca Andrade

A Rebeca tem um sonho de me dar uma casa, mas ela não tem obrigação disso. O que ela conquistar vai ter que ser com carisma, esforço, talento, mas nada por obrigação.

Quando os Jogos do Rio chegaram e as medalhas não vieram, lá estava dona Rosa novamente incentivando Rebeca a não desistir do sonho e continuar batalhando pelo reconhecimento olímpico. Quatro anos depois, a atleta sai de Tóquio com uma medalha de prata, no individual geral, e outra de ouro, no salto.

Estou muito orgulhosa, feliz demais. Durante a competição, não consegui pensar em nada, mas quando veio a medalha passou um filme. Eu me lembrei da Rebeca aos três anos dando estrelinha sem mão. Vieram à mente também os obstáculos que tivemos que enfrentar e que conseguimos“, disse dona Rosa, ao “Encontro com Fátima”, na última semana.

No dia dos pais do ano passado, Rebeca homenageou sua mãe nas redes sociais. “Você é mulher guerreira, corajosa, uma força da natureza, pois você não se diminuiu e assumiu os dois grandes papéis do teatro da vida: mãe e pai. Você é essência que ilumina, que orienta. Você é colo, sorriso e palavra de conforto. Você é exemplo de vida, autoridade que educa. Você é tudo em uma pessoa só, às vezes esquecendo ou negligenciando seus próprios interesses em favor de outros, pois seu coração é maior que o universo e nele vive um amor infinito e incondicional. Feliz dia dos pais, mãe! Te amo!”, escreveu.  

 

Publicidade

Fotos: Getty Images e Arquivo Pessoal


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: array_map(): Expected parameter 2 to be an array, bool given in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/publicidade/outbrain.php on line 2

Warning: array_intersect(): Expected parameter 2 to be an array, null given in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/publicidade/outbrain.php on line 11