Debate

Afeganistão: a saga do intérprete que fugiu do Talibã com ajuda de repórter

Redação Hypeness - 03/09/2021

A família de Abdul Rashid Shirzad estava com medo. Ele havia trabalhado como tradutor para as Forças Especiais dos Estados Unidos, em Cabul, no Afeganistão, e seria um provável alvo das forças talibãs após a volta ao poder do regime fundamentalista.

– Talibã assume controle de depósitos minerais de 1 trilhão de dólares no Afeganistão

Shirzad e sua família: a mulher e os três filhos.

No dia 20 de agosto, Shirzad e sua família tentaram pela segunda vez fugir do país, mas não conseguiram. Eles ficaram presos em meio a uma multidão de afegãos igualmente desesperados para embarcar em algum voo que os levassem para outro país.

O intérprete machucou uma perna ao tentar escalar um muro e seu filho de oito anos quase foi pisoteado. O outro filho, de dois anos, caiu doente com uma diarreia e a família voltou para casa.

Ao tomar o poder, o Talibã disse que não machucaria ninguém que tivesse trabalhado com forças estrangeiras. Porém, os relatos mostraram que isso não era verdade. Um tradutor, como Shirzad, foi morto decapitado após ser retirado à força de seu próprio carro, em maio. 

– A fuga cinematográfica da ‘Kardashian afegã’ que escapou de Cabul a bordo de cargueiro dos EUA

Soma-se a isso o fato de que Shirzad faz parte de uma minoria étnica que é perseguida no país, a Hazara, e deu entrevistas para vários veículos da imprensa estrangeira. 

Por que os soldados americanos se esqueceram de nós? Depois de tudo que fizemos, dos sacrifícios que fizemos? Por que você está nos deixando para trás?“, desabafou ele em uma mensagem reproduzida pela “CNN”.

Shirzad trabalhou para os militares dos Estados Unidos até 2013, quando teve seu contrato rescindido ao ser reprovado em um teste de polígrafo de rotina. Dois anos depois, ele tentou obter um visto especial de imigrante concedido a cidadãos afegãos que trabalharam para os EUA e teve o pedido rejeitado. A embaixada americana sugeriu que ele havia feito um trabalho desleal. 

O intérprete trabalhou ativamente com os militares, inclusive em campos de batalha, correndo risco de vida. Em depoimentos e cartas de recomendação enviadas pelos americanos a Shirzad, um deles chegou a dizer que o trabalho do afegão “certamente salvou vidas”. “Teria sido impossível para mim completar aquela missão, muito menos qualquer uma das outras, se não fosse por ele”, escreveu outro militar sobre o trabalho de Shirzad. 

O tradutor e sua família só conseguiram escapar graças aos contatos que tinham com a “CNN”. Shirzad havia conversado com a emissora americana em julho e procurou os jornalistas novamente ao ver sua segunda tentativa de fuga fracassada. 

– Os stories deste fotógrafo afegão são uma ótima maneira de acompanhar a situação em Cabul

Àquela altura, a emissora também tentava evacuar sua própria equipe do país e conseguiu colocar Shirzad e sua família em um voo de evacuação no dia 22 de agosto. Porém, pela falta de visto, a família foi impedida de voar quando chegaram ao portão de entrada do aeroporto.

O que se seguiu foram sete horas de ligações entre a sede da “CNN”, em Atlanta, e contatos em Londres e Hong Kong até que a aprovação para o embarque fosse liberada. 

Conseguimos! Estamos realmente muito felizes!“, disse o tradutor em um vídeo filmado para a “CNN”, com seus filhos nos ombros. 

Shirzad e sua família foram levados em um avião de evacuação americano até o Bahrein no dia 24 de agosto, após esperarem no aeroporto em Cabul por dois dias. Finalmente, em 26 de agosto, eles chegavam a Washington D.C.

Os cinco integrantes da família devem passar um período em uma base militar em Fort Lee, na Virginia, aguardando a liberação do visto. O processamento pode levar alguns meses. Temos muita sorte de estarmos salvos e estamos nos Estados Unidos“, disse ele à CNN na segunda-feira. “É lindo estar aqui … nós somos as pessoas mais sortudas da Terra.

 

Publicidade

Fotos: Arquivo pessoal/CNN


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Warning: array_map(): Expected parameter 2 to be an array, bool given in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/publicidade/outbrain.php on line 2

Warning: array_intersect(): Expected parameter 2 to be an array, null given in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/publicidade/outbrain.php on line 11