Sustentabilidade

Desigualdade de acesso a vacina pode resultar no adiamento da COP26

Redação Hypeness - 23/09/2021 | Atualizada em - 26/09/2021

A maioria dos estudos publicados sobre as mudanças climáticas enfatiza a necessidade de ação imediata. Ainda assim, quase 1.600 associações sem fins lucrativos querem adiar a cúpula do clima COP26, marcada para novembro, até o próximo ano. O motivo? Acesso desigual às vacinas contra Covid-19 que poderia impedir a participação de delegados de países menos desenvolvidos.

Mais de 200 países fazem parte do encontro anual da ONU, oficialmente conhecida como Conferência das Partes sobre Mudança Climática. A primeira reunião do grupo foi em 1995, em Berlim. Agora chegamos à COP26, está programada para se reunir em Glasgow, na Escócia. Se não for adiado, esta será a 26ª reunião, já que a pandemia da Covid-19 impediu o evento no ano passado.

Na semana passada, a Rede de Ação Climática anunciou suas preocupações sobre como a falta de vacinas, juntamente com as restrições de quarentena, excluiria muitos delegados, jornalistas e ativistas de participar da COP26.

“Sempre houve um desequilíbrio de poder inerente nas mudanças climáticas da ONU, entre nações ricas e pobres, e isso agora é agravado pela crise de saúde”, disse Tasneem Essop, diretor executivo da Rede de Ação Climática, em um comunicado.

A Rede de Ação Climática inclui mais de 1.500 grupos de mais de 130 países. “Olhando para o cronograma atual para a COP26, é difícil imaginar que possa haver uma participação justa do Sul Global em condições de segurança e, portanto, deve ser adiada.”

Outros dizem que não podemos esperar. John Kerry, o enviado dos Estados Unidos para o clima, chamou a COP26 de “fundamental” na abordagem da mudança climática e enfatizou que o tempo está se esgotando. “Depois de nossa ausência por quatro anos, meus amigos, enfrentamos esse desafio com humildade”, disse ele, conforme relatado pela Reuters. “Mas deixe-me ser claro, abordamos isso com ambição.”

Em junho, os funcionários do Reino Unido prometeram fornecer vacinas a todos os participantes registrados da COP26 que não poderiam ter acesso a uma. Em agosto, o Reino Unido criou a chamada “lista vermelha” de países cujos delegados seriam obrigados a ficar em quarentena em um quarto de hotel por pelo menos cinco dias após sua chegada ao país. Mas em setembro, delegados no Quênia, Paquistão, Nicarágua e outros países ainda estavam esperando as vacinas prometidas.

Algumas pessoas comuns a suspeitar que o Reino Unido preferiria que os países mais pobres não participassem da COP26. Uma das questões que os delegados discutirão é uma provisão técnica sobre a criação de mercados financeiros que comercializariam créditos de carbono. Algumas pessoas afirmam que os países mais ricos estão tentando mais uma vez manter sua vantagem financeira.

Ao todo foram possíveis 40 países para o encontro e um dos principais objetivos é impedir a elevação da temperatura média do planeta acima de 1,5 grau neste século.

  • África do Sul : ‘Não somos um laboratório’, diz embaixador ao rebater racismo e bloqueio mais rígido do mundo

Publicidade

Fotos: Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.