Viagem

Devon: a maior ilha inabitada do mundo parece uma parte de Marte

Vitor Paiva - 21/09/2021

Localizada na Baía de Bafin, no extremo nordeste do Canadá, com mais de 55 mil quilômetros quadrados, a Ilha de Devon é a maior ilha desabitada do planeta. Com uma ecologia similar a de um deserto polar, com pouquíssima chuva e temperaturas que não passam de 10 graus e que chegam a -50 graus no inverno, tomada apenas por algumas árvores, pequenos mamíferos e uma pouca população de bois-almiscarados. Coberta quase que exclusivamente por pedras e gelos, a ilha inóspita, apesar de ficar no Canadá, portanto, a Ilha de Devon mais parece parte de Marte.

Expedicionários treinando para um dia irem à Marte na Ilha de Devon

Expedicionários da FMARS treinando para um dia irem à Marte na Ilha de Devon

-Nasa inaugura previsão do tempo direto de Marte; veja os detalhes

Não é por acaso, portanto, que a NASA, em seus muitos projetos atuais para futuras viagens tripuladas até o planeta vermelho como o projeto de pesquisa Haughton-Mars Project ou o Flashline Mars Arctic Research (FMARS), utilizam a Ilha de Devon como um dos cenários para treinos dos possíveis astronautas para treinamentos – uma estação simulando uma possível habitação marciana foi construída em 2000 no local. É claro que algumas diferenças são determinantes e evidentes: a ilha canadense possui oxigênio, muito mais gravidade e menos frio que Marte – além da presença de vida, apesar de inabitada por humanos.

Ilha de Devon

Afora o gelo – e a vida -, o cenário é de fato semelhante ao marciano

Ilha de Devon

O solo de permafrost revelado na ilha

-‘Robison Crusoé’ da vida real é obrigado a deixar a ilha onde viveu sozinho por 32 anos

As semelhanças, porém, também são diversas, principalmente na topografia e na paisagem acidentada: os vastos cânions e as pequenas ravinas, a rede de pequenos vales em um cenário desértico tornam Devon especialmente semelhante à Marte – por isso os especialistas garantem que o dia que a humanidade chegar ao planeta vermelho, essa jornada começará no deserto gelado da ilha que, por suas condições extremas, foi completamente abandonada entre os anos 1930 e 1950 pelos Inuit, povo que vivia no local.

Ilha de Devon

Uma estação simulando possível base em Marte foi construída na ilha

Ilha de Devon

A estação é utilizada nos treinamentos de diversos projetos e países

-NASA está preparando esta menina de 17 anos para ser o primeiro humano a pisar em Marte

Além dos astronautas em treinos e pássaros, ursos polares eventuais e mesmo aventureiros corajosos que escolhem o local para rápidos intervalos em suas viagens, a Ilha de Devon também recebe anualmente expedições e visitas especiais – como para incluir o local no Google Earth, par permitir que a ilha possa ser visitada virtualmente.  A visita da equipe do Google foi também transformada em um mini documentário intitulado “Mars on Earth: A Visit to Devon Island” (Marte na Terra: uma visita à Ilha de Devon, em tradução livre) que pode ser visto abaixo.

Publicidade

© fotos: Wikimedia Commons


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.