Ciência

Foguete explode minutos após lançamento e não alcança órbita da Terra; veja vídeo

Yuri Ferreira - 06/09/2021

Um foguete da empresa Firefly, uma start-up do ramo de exploração espacial, explodiu durante seu lançamento. Essa seria a primeira nave da start-up americana a deixar a Terra, mas seu teste acabou não sendo bem-sucedido. O veículo não chegou a alcançar a órbita do planeta e explodiu sobre o Oceano Pacífico na última sexta-feira (2).

– Lixo produzido por humanos pode prejudicar turismo espacial 

O Alpha TL001 pareceu fazer uma boa trajetória de ascensão, mas, quando chegava à velocidade supersônica, começou a girar em torno de si mesmo. Os militares americanos da base da Força Espacial de Vanderberg, em Los Angeles, Califórnia, ordenaram que a empresa acionasse a autodestruição do foguete.

Após começar a girar em si mesmo, foguete foi explodido sob ordens da Força Espacial dos EUA.

Como se tratava do primeiro voo da empresa, uma falha desse tipo não é considerada uma grande surpresa. “Embora não tenhamos atingido todos os nossos objetivos de missão, alcançamos vários deles: ignição bem-sucedida do primeiro estágio, decolagem da plataforma, progressão para velocidade supersônica e obtivemos uma quantidade substancial de dados de voo”, declarou a empresa no Twitter.

– Elon Musk controla um quarto dos satélites que orbitam a Terra e vai lançar milésimo 

A Força Espacial dos EUA afirmou que irá instaurar um processo de investigação sobre o que levou à queda do foguete da Firefly. “Um time de investigadores irá trabalhar para determinar a causa da falha”, disse o órgão do governo dos EUA em comunicado oficial. Ninguém ficou ferido com a explosão do acidente.

A empresa manteve as imagens do lançamento online. Confira o vídeo do acidente:

– Axiom Space e NASA anunciam primeira missão totalmente privada ao espaço 

A missão da start-up Firefly é criar foguetes capazes de enviar satélites para a órbita do planeta Terra e baratear o custo desse tipo de tecnologia. Segundo o Space.com, site especializado em astronomia, todos os três concorrentes da Firefly – Rocket Lab, Virgin Orbit e Astra – tiveram problemas parecidos em seu primeiro lançamento.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Youtube/Firefly Aerospace


Yuri Ferreira
Jornalista formado na Escola de Jornalismo da Énois. Já publicou em veículos como The Guardian, UOL, The Intercept, VICE, Carta e hoje escreve aqui no Hypeness.