Debate

Homem trancado sozinho em supermercado na Bahia após compras relata drama: ‘Medo’

Redação Hypeness - 01/09/2021

Carlos Santana passou cerca de três horas esperando resgate em um supermercado na Avenida Bonocô, em Salvador, na madrugada desta quarta-feira (1). De acordo com informações do jornal Correio, o homem ficou preso sozinho no centro de compras. 

Tudo aconteceu no início da madrugada, com o supermercado perto do horário de fechamento. Carlos estava guardando as compras no carro quando funcionários do Maxxi Atacado encerraram as atividades do local. 

– Rede de supermercados associa mulher negra a vassouras e causa indignação

A unidade fechou por volta da 1h30, com Carlos ainda no local

A porta desceu e Carlos Santana ficou sozinho no estacionamento até perto de 1h30 da madrugada, quando o portão foi aberto por um supervisor do atacado. A Polícia Militar também apareceu após dois amigos de Santana acionarem uma viatura, já que ele não conseguia contato enquanto estava dentro do local – os agentes disseram que “não podiam fazer nada”.

– Assaí repete padrão racista de supermercados em caso de homem negro que tirou a roupa para provar que não roubou

“A PM foi dar apoio a dois amigos meus, para ver se conseguia resolver. Falaram que ia ver se mandava viatura (quando liguei), não mandou. A viatura que parou foi porque um casal de amigos meus parou na rua. Se fosse caso de roubo, num instante teria como entrar e me tirar lá de dentro. Como não era roubo, disse que não tinha como”, relatou Carlos em entrevista ao Correio 24 Horas.

– Viúva de João Alberto, espancado por seguranças do Carrefour, diz viver pesadelo: ‘Depressão severa’

Veja o vídeo publicado pelo Correio: 

O jornal publicou a história de Carlos ainda na madrugada e foi o que ajudou a situação do “refém” do supermercado. Com a repercussão do caso, a história se propagou. 

Homem negro, Carlos diz que foi uma das situações mais angustiantes que já viveu, não só por estar preso em um lugar, sem poder ir para casa, mas também pelo medo de ser confundido com um ladrão. “Pensei: daqui a pouco aciona o alarme aqui, daqui que eu explique que sou cliente, eles acreditarem, já tomei um tiro. Aí veio medo”, conta.

– Segurança que matou jovem negro no Extra foi condenado por agredir ex

Para a “sorte” de Carlos, o único dano que sofreu foi com a mercadoria que havia comprado. Alguns produtos precisavam ser colocados na geladeira logo após a compra. Em nota, o Maxxi Atacado lamentou o ocorrido e diz que a situação não condiz com seus procedimentos internos e esclareceu ainda que irá reforçar seu sistema e o efetivo de segurança da unidade Bonocô.

Publicidade

Fotos: Reprodução/Youtube


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.