Diversidade

Mãe conta como susto fez com que ela entendesse filha trans de 8 anos

Redação Hypeness - 02/09/2021

Jess Bratton, uma mãe britânica de dois filhos, tomou um susto ao descobrir a identidade transgênero de uma de suas filhas. Logan, hoje com oito anos, está passando pela transição, mas desde os três anos já mostrou como se sentia em relação ao corpo.

Jess disse que Logan sempre se interessou por maquiagem, roupas femininas e desejava cabelos compridos, como informou o Daily Mail.

Mãe conta como susto fez com que ela entendesse filha trans de 8 anos

A mãe inicialmente presumiu que era apenas uma fase pela qual às vezes as crianças passam, mas quando ela viu Logan tentando cortar seu pênis com uma tesoura, ela decidiu investigar a possibilidade de seu filho ser uma pessoa transgênero.

Jess lembrou que, há cinco anos, ela estava na cozinha, de costas para a porta do quarto de Logan, com a criança tagarelando com as bonecas, mas de repente tudo ficou em silêncio.

A mãe gritou o nome do filho, mas não teve resposta, então ela entrou em seu quarto e a encontrou sentada na cama com as calças abaixadas, segurando a “tesoura em suas partes”, de acordo com Jess. Ela engasgou alto, o que fez a criança pular de susto, e então ela tirou a tesoura das mãos dela. Os dois acabaram chorando.

Mais tarde, a mãe explicou que se cortar machucaria muito e que era melhor consultar um médico. Ela disse: “Aquele dia me fez perceber a gravidade da situação. Não foi apenas uma fase; meu filho realmente queria ser uma menina”, disse ao Daily Mail.

Logan tinha apenas seis anos quando começou a falar sobre uma mudança de sexo.

Jess visitou um médico e narrou o episódio da tesoura. O médico sugeriu que o desejo de Logan de ser uma menina poderia ser apenas uma fase e disse a ela para ficar de olho na criança.

Não muito antes do episódio da tesoura, Jess deu à luz sua filha mais nova, Lylah. Conforme Lylah crescia, as duas crianças se tornaram “mais como irmãs do que irmão e irmã”, e o desejo de Logan de ser uma menina ficou mais forte.

Logan tinha apenas seis anos quando começou a falar sobre uma mudança de sexo. “Logo, ela começou a pedir para fazer meu cabelo e maquiagem. Ela estava tão interessada em mim, assim como em sua irmã quando ela nasceu”.

“Ela me disse que não queria ter seus genitais e continuou dizendo que queria ser ‘Maria’, como eu e sua irmã. Eu disse a ela que, quando ela fosse um pouco mais velha, os médicos poderiam ajudá-la”, lembra a mãe.

Jess conta ainda que Logan tem uma forte rede de apoio e que sua família e amigos reagiram de maneira positiva. Em 8 de março, ela permitiu que Logan usasse um uniforme feminino na escola.

“Antes do Natal, Logan saiu da escola parecendo um menino. Agora ela voltou vestida com um uniforme feminino pela primeira vez. Isso tudo por causa da confiança que ela adquiriu durante a pandemia. Tem sido um momento muito positivo para Logan e deu à ela a chance de descobrir seu verdadeiro eu”, afirmou.

A mãe disse que embora ela não conseguisse parar de sorrir, estava muito nervosa e preocupada da filha ser intimidada. Ela até falou com alguns dos pais da escola e com a professora de Logan que estavam otimistas sobre isso.

“Ela sempre teve muito medo de ir para a escola vestida de menina, mas estar em casa [na pandemia] realmente permitiu que Logan se tornasse confiante o suficiente para ir em frente. Enquanto ela não conseguia parar de sorrir, eu estava uma pilha de nervos! Eu estava tão preocupado com a possibilidade de ela ser intimidada. Falei com alguns pais da escola e com a professora de Logan sobre isso antes, e todos foram muito positivos. Felizmente, a escola tem sido muito favorável. A professora de Logan também mostrou à classe um vídeo do YouTube sobre ser transgênero e seus amigos acham que ela é mais legal por causa disso”

Jess sabe das dificuldades de criar uma filha transgênero, mas está empenhada em fazer com que Logan se sinta acolhida e respeitada.

“No início, pensei: ‘Por que eu?’. Era um lugar solitário para se estar, mas rapidamente me recuperei. Eu não conhecia ninguém que estava passando pela mesma coisa, então fiz muitas pesquisas online e encontrei alguns grupos de apoio. Além de mostrar como estou orgulhosa de Logan, quero compartilhar minha história para aumentar a conscientização sobre ser transgênero e encorajar outros pais a não se envergonharem de seus filhos”

Publicidade

Destaque: Getty Images

Fotos internas: Reprodução/Daily Mail


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.