Futuro

O fim das ligações telefônicas: pesquisa sugere que os jovens estão silenciando seus smartphones

Vitor Paiva - 13/09/2021 | Atualizada em - 14/09/2021

As chamadas de voz, conhecidas ao longo do último século como “telefonemas”, estão com os dias contados, e rumam para a extinção – ou melhor: para o silêncio. É essa a conclusão que especialistas do Reino Unido vem chegando, especialmente diante de uma nova pesquisa que comprova uma queda considerável no uso de ringtones entre os jovens atuais: o motivo, segundo o estudo, seria a adesão às novas formas de comunicação que os aparelhos hoje oferecem, para muito além da boa e velha ligação telefônica.

Smartphone

Os aparelhos evoluíram tanto que hoje vão muito além das próprias ligações telefônicas

-Como o silêncio pode beneficiar seu cérebro e sua saúde

A pesquisa foi realizada pela empresa de análise de dados Sensor Tower, e confirma uma queda de 20% nas instalações de apps relacionados a toques sonoros entre 2016 e 2020. De acordo com o estudo, os downloads migraram de 4,6 milhões há cinco anos, para 3,7 milhões atualmente. Não é difícil compreender tal tendência: aplicativos como Whatsapp, Telegram e iMessage oferecem, desde os próprios textos até os áudios das mensagens de voz, diversas alternativas consideradas mais ágeis e menos invasivas que a antiga forma de comunicação de um telefonema.

Jovem mandando mensagem ao telefone

As mensagens de texto foram o primeiro passo para a extinção das ligações

-Cartazes feitos para educar os usuários de smartphone

Segundo especialistas, outra tendência que determinou tal mudança vem sendo a busca pelas novas gerações de formas de usar seus smartphones discretamente em contextos como as salas de aula, onde o silêncio é fundamental para não ser “descoberto” pelos professores, ou mesmo em casa, para contrariar imposições dos pais sobre o uso excessivo dos aparelhos. Além disso, curiosamente a escolha pela manutenção da privacidade também se revela determinante na preferência por outras formas de comunicação.

jovem mandando mensagem de voz

As mensagens de voz também substituem hoje os telefonemas

-Estressado? Criaram uma linha telefônica para você gritar e ouvir os outros gritando

Mas, é claro, a pesquisa não é conclusiva quanto a tal consequência, e também aponta para mudanças efetivas nos próprios aparelhos, que hoje possuem outras formas de “informar” o usuário de uma chamada ou mensagem. A popularidade, por exemplo, de relógios smart e a própria onipresença dos smartphones em nossos bolsos, bolsas e próximos aos nossos corpos torna a vibração uma forma bastante eficaz dos aparelhos de se comunicarem conosco – mesmo que seja pra decidirmos não atender uma ligação.

smartwatch

A vibração de aparelhos como smartwatches substitui a necessidade de toques sonoros

Publicidade

© fotos: Getty Images


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.