Ciência

Tardigrado: ainda bem que esse animal inacreditável é microscópico

Vitor Paiva - 09/09/2021

Com tamanho entre 0,3 e 0,5 mm de comprimento, os tardigrados são os menores seres conhecidos que se locomovem com pernas – e apesar do tamanho diminuto, tais microscópicos animais “caminham” por aí com especial habilidade sobre suas oito patas, em desenvoltura similar a de outros animais maiores. Junto suas impressionantes capacidades motoras registradas recentemente em vídeos inéditos, os tardigrados são seres realmente fascinantes, capazes de suportar condições e situações das quais praticamente nenhum outro animal sairia com vida.

Representação 3D de um tardigrado

Representação 3D de um tardigrado com sua pernas e patas habilidosas © Getty Images

-Fotógrafo usa lente macro para captar os seres minúsculos que habitam na sua casa

Também conhecidos como ursos-d’água, se não fossem microscópicos esses animais provavelmente deixariam de parecer simpáticos e mesmo fofos nas imagens e recriações que mostram sua aparência, e se tornariam bestas assustadoras. Cada uma de suas patas traz de quatro a oito garras embutidas, e sua boca em forma de tubo tem dois estiletes na abertura, com os quais os tardigrados perfuram plantas, algas e pequenos invertebrados para se alimentar – trata-se, portanto, não só de um animal forte e habilidoso, mas praticamente indestrutível.

-Espermatozoides nadam de forma completamente diferente do que se pensava

Os vídeos mais recentes registrando a ágil e veloz movimentação dos ursos-d’água sobre superfícies diversas e mesmo superando obstáculos surpreendeu pesquisadores, em habilidade semelhante a de insetos variados. Tal confirmação levanta importantes questões evolutivas sobre o animal e suas capacidades, como a função dessa movimentação e mesmo um possível parentesco ancestral com insetos. “Descobrimos que os tardigrafos adaptam sua locomoção para uma coordenação em padrão de “galope” quando andam sobre substratos mais macios”, diz o texto de um estudo recente sobre o tema, publicado na revista científica PNAS.

o animal, apelidado de "urso-d'água", visto em um microscópio

o animal, apelidado de “urso-d’água”, visto em um microscópio © Wikimedia Commons

-Fotógrafo usa lente de microscópio e une 10 mil fotos pra criar impressionantes imagens de insetos

Um experimento em 2007 enviou exemplares de duas espécies de tardigrados ao espaço, para serem expostos ao vácuo e a altos níveis de radiação – e um terços dos animais sobreviveu, confirmando se tratar do único ser terrestre até hoje conhecido que comprovadamente é capaz de sobreviver às condições do espaço sem qualquer equipamento de proteção. Além disso, os tardigrados são capazes de sobreviver ao frio e ao calor extremo, às mais altas pressões atmosféricas, e até mesmo a anos de desidratação, se mantendo em um estado de dormência completa que os permite sobreviver a tais condições – quando reidratados, porém, eles “voltam” à vida, e ao seu caminhar habilidoso por toda parte como um dos mais resistentes animais do planeta.

tardigrado

O tardigrado é um animal praticamente indestrutível – e não somente na Terra, mas também no espaço © Getty Images

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.