Ciência

Atena: quem foi a deusa grega que deu nome à capital da Grécia

Roanna Azevedo - 04/10/2021 | Atualizada em - 15/10/2021

A deusa Atena não dá nome à capital da Grécia à toa. Ela disputou o controle da cidade, que era sua preferida, com o tio, Poseidon. Aquele que melhor presenteasse o território seria o vencedor. Enquanto o deus dos mares fez surgir uma fonte de água e um cavalo, ela domesticou o animal e ofereceu uma oliveira à população. Como a árvore fornecia óleo, madeira e também alimento, a deusa venceu o embate e a cidade passou a se chamar Atenas.

Mas aquela que emprestou o nome a capital do berço de uma das mitologias mais influentes e famosas do mundo também foi quase rainha do Olimpo. Sua natureza forte e corajosa faria com que ela assumisse o trono de Zeus, o que só não aconteceu porque ela era mulher.

O que é mitologia grega e quais são seus principais deuses

Abaixo, contamos mais sobre a origem e os feitos de Atena, admirada não apenas na Grécia Antiga, mas igualmente em templos asiáticos e africanos da época.

Qual é a origem de Atena?

“Combate à Marte e Minerva”, de Jacques-Louis David.

Deusa da sabedoria, da justiça e das artes, Atena é fruto da união de Zeus e Métis. Com medo da profecia que dizia que um de seus filhos tomaria seu lugar se realizasse, Zeus pediu para que Métis, grávida de Atena, se transformasse em um animal. A deusa da prudência assumiu a forma de uma mosca e foi engolida por Zeus, indo parar em sua cabeça. 

Anos depois, o rei dos deuses passou a sentir dores muito fortes. Na tentativa de eliminá-las de vez, pediu a Hefesto que o golpeasse na cabeça. Foi assim que Atena, já adulta, saltou para fora do cérebro do pai, com armadura e tudo.

A influência de Atena na guerra

Estrategista nata, Atena nunca escondeu sua inteligência e excepcionais habilidades de combate, surpreendendo até mesmo Ares, o deus da guerra. Ao longo das diversas batalhas que participou, como a de Tróia, lutou bravamente e enfrentou até os gigantes Encélado e Tifão.

O senso de justiça apurado de Atena a tornou protetora dos heróis, tanto os mortais quanto os semideuses. Para ajudá-los em missões, costumava dar presentes de acordo com as necessidades de cada um deles no campo de batalha. Ofereceu armas a Héracles para que ele pudesse lutar contra gigantes, forneceu o escudo que Perseu usou para derrotar Medusa e deu a rédea de ouro a Balerofonte, que domou Pégaso com ela.

Personagens da mitologia grega que você precisa conhecer

Atena, deusa da sabedoria e da justiça

As invenções da deusa Atena

A mente e a natureza inovadoras de Atena não se destacaram apenas na área militar. A deusa foi a responsável por inúmeras invenções que impactaram diretamente a prosperidade da Grécia.

Além de criar o freio e os carros de guerra, fez parte da descoberta dos números. No setor agropecuário, inventou as tecnologias dos sistemas de plantação e os instrumentos agrícolas, como o arado. Atena também foi a responsável pela domesticação do gado e a primeira a conseguir domar cavalos.

Publicidade

Foto 1: "Combate à Marte e Minerva", de Jacques-Louis David/Reprodução

Foto 2: The Pallas Athene Fountain/iStock


Roanna Azevedo
Diretamente da zona norte do Rio, é jornalista por profissão e curiosa por conta própria. Ama escrever sobre cinema e o universo do entretenimento há mais de dois anos. Tem paixão por tudo que envolve cultura, música, arte e comportamento, além de ficar sempre ligada no que rola no mundinho da comunicação nas redes sociais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.