Criatividade

Cânhamo: as técnicas ancestrais de fabricação de cordas de fibras registradas em documentário

Vitor Paiva - 22/10/2021 | Atualizada em - 26/10/2021

Ainda hoje diversos produtos são fabricados através de técnicas ancestrais, sem uso de tecnologias modernas ou máquinas industriais, manufaturados e finalizados de forma única: até pouco tempo era esse o caso das cordas de cânhamo registradas em curta documentário dirigido pelo espanhol Eugenio Monesma. A técnica de manufatura das cordas teve seu processo registrado no filme em 1996, mostrando cada passo em detalhes, desde o refinamento do cânhamo cru, a etapa de esmagar as fibras, até a conclusão, com o trançado de cada corda nos mais diversos tamanhos e pesos.

Cena do filme sobre a feitura de cordas de Eugenio Monesma

José Gracia é um dos irmãos que tecem as cordas no filme

-Macramé: artista utiliza tecelagem em nó para manufaturar três imensas instalações

Os “cordeleiros” retratados no filme de 17 minutos são os três irmãos José, Domingo e Carmelo Gracia, ligados à Cofradía de San Pascual Bailón de Calatayud, na Espanha, que realizavam as mais resistentes e firmes cordas misturando o cânhamo derivado da maconha a outras fibras, utilizando técnicas totalmente manuais e precisas. As fibras são esmagadas, preparadas, separadas, limpas, e quando o processo realmente começa, as cordas vão sendo trançadas com máquinas de madeira rodadas à mão, cruzando cada camada em coordenação ritmada e que utiliza os dedos e mesmo o corpo dos três artesãos como instrumento da fabricação.

-Papel higiênico de maconha é realidade que pode salvar milhões de árvores por ano

O processo de fabricação das cordas hoje é, na maior parte dos casos, realizado por máquinas pesadas, utilizando tecnologias de ponta e materiais variados, mas apesar de tal predomínio as técnicas utilizadas pelos irmãos Gracia no filme de Monesma não desapareceram, e revelam o potencial da engenhosidade humana em criar soluções e produtos impressionantes através de conhecimentos ancestrais. A feitura do que pode parecer uma simples corda é, em verdade, um trabalho detalhado e complexo, que exigia tempo, espaço e conhecimento profundo.

Cena do filme sobre a feitura de cordas de Eugenio Monesma

Os três irmãos usam vasto espaço no campo para a feitura das cordas

Cena do filme sobre a feitura de cordas de Eugenio Monesma

As máquinas para trançar a corda são também movidas à mão

-Bateria de cânhamo é muito mais eficaz que o grafeno, confirma experimento

O diretor Eugenio Monesma já há 40 anos realiza documentários etnográficos, com mais de 2.800 produções registrando a memória e as singularidades de diversas técnicas de trabalho, bem como de povos e culturas, através principalmente de processos de fabricação e realização de produtos artesanais. Muitos de seus filmes estão disponíveis em seu incrível canal no Youtube, como uma das tantas joias escondidas da plataforma – em um dos mais importantes arquivos de filmes digitais da Espanha. Os filmes estão em espanhol, com legendas disponíveis em inglês.

Cena do filme sobre a feitura de cordas de Eugenio Monesma

A roda conclui a trança das cordas ao fim do processo

Cena do filme sobre a feitura de cordas de Eugenio Monesma

A corda de cânhamo concluida durante o filme de Eugenio Monesma

Publicidade

© fotos: Youtube/reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.