Debate

Como a série Round 6 pode induzir à violência, segundo psicólogos

Redação Hypeness - 21/10/2021 | Atualizada em - 25/10/2021

A gente nunca sabe que tipo de gatilho pode desencadear sensações ruins em uma pessoa. Em séries e filmes, especificamente, os estímulos são ofertados nas mais variadas maneiras. Em “Round 6“, maior e mais recente sucesso da Netflix, o maior deles é a violência

– Round 6: por que a série da Netflix não é para crianças?

Sucesso global do serviço de streaming, a série tem ganhado espectadores especialmente entre os mais jovens. Crianças e adolescentes têm assistido ao programa aos montes, fato que preocupa pais e escolas por conta das cenas explícitas e chocantes extremamente gráficas da atração criada por Hwang Dong-hyuk.

Em entrevista ao “TNH1“, o psicólogo Alexander Bez, especialista em relacionamentos, ansiedade e síndrome do pânico, explica que a violência e a agressividade contidas na série podem “adulterar nossas esferas mentais, evidenciando uma inclinação nesse sentido.”

– A distopia carioca da vigilância que pode acentuar a violência racial e o autoritarismo

Ele conta que pessoas que têm uma certa inclinação a apresentar comportamentos violentos podem ser induzidas a instigá-los diante de estímulos como os apresentados em “Round 6”. 

Para Alexander, é preciso ter uma visão crítica e racional para lidar com obras dessa natureza. 

Violência explícita no audiovisual não são uma novidade 

O diretor Quentin Tarantino é provavelmente o mais citado quando o assunto é cabeças rolando e mortes violentas no cinema. No entanto, segundo especialistas, é preciso ter discernimento e razoabilidade para não se deixar levar por estímulos dessa natureza.

– ‘Bacurau’ e ‘Parasita’ se encontram na luta de classes e no espírito de resistência

Fabio Barbirato, psiquiatra responsável pelo Setor de Psiquiatria Infantil do Serviço de Psiquiatria da Santa Casa do Rio, questiona qual é a real necessidade de uma atração que estimula atos violentos como os de “Round 6”. 

De todo modo, já que ela existe e viralizou, cabe aos pais, modelos que são para os filhos, ficarem atentos se eles estão assistindo a série, contextualizando e explicando que a violência não é a regra e nem o modus operandi de uma sociedade saudável“, escreve, à revista “Veja”.

 

Publicidade

Fotos: Netflix/Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.