Ciência

Complexo de produção de vinhos datado de 15 mil anos é descoberto em Israel

Redação Hypeness - 19/10/2021 | Atualizada em - 23/11/2021

Arqueólogos acabam de descobrir a maior vinícola da era bizantina conhecida no mundo. Localizada nas redondezas de um bairro suburbano na cidade de Yavne, no centro de Israel, os estudiosos acreditam que o complexo de produção de vinhos de 1500 anos tenha sido responsável pela fabricação de um dos melhores vinhos brancos do Mediterrâneo na época.

Conhecido como vinum Gazetum ou vinho de Gaza, a bebida foi amplamente elogiada na literatura da era bizantina. Seu nome foi dado porque era exportado da antiga cidade portuária próxima à atual Gaza.

Os arqueólogos, liderados pela Autoridade de Antiguidades de Israel, anunciaram que encontrar uma vinícola de quase 7 mil metros quadrados tão sofisticada foi uma surpresa. “Devemos lembrar que todo o processo foi conduzido manualmente.”

O complexo tem cinco lagares, quatro grandes armazéns onde o vinho era envelhecido, fornos onde as jarras de barro eram cozidas e dezenas de milhares de pedaços de jarras quebradas. Eles estimam que a vinícola produza entre dois e três milhões de litros de vinho por ano.

Sítio arqueológico em Israel

Escavações arqueológicas são comuns em Israel. Municípios locais e organizações sem fins lucrativos costumam ajudar a financiar as escavações, que podem atrair turistas e fornecer informações sobre a vida nas antigas cidades israelenses.

As escavações também são conhecidas por seus achados fascinantes. Na última semana, a Autoridade de Antiguidades de Israel anunciou a descoberta de um raro banheiro de 2.700 anos em Jerusalém. Em abril, o IAA disse ter encontrado um mosaico multicolorido de 1.600 anos em Yavne, onde – dois meses depois – arqueólogos disseram ter descoberto um ovo de galinha de 1.000 anos extremamente raro e totalmente intacto.

Uma cidade despretensiosa a cerca de 24 km ao sul de Tel Aviv e cerca de 6,5 km a leste do Mar Mediterrâneo, Yavne é conhecida por ser um refúgio para líderes judeus há cerca de 2.000 anos, quando os romanos destruíram Jerusalém.

Cidade de Yavne, em Israel | Foto: Getty Images

Cidade de Yavne, em Israel | Foto: Getty Images

Eles formaram um novo local para estudar – em um vinhedo, de acordo com os arqueólogos. Séculos depois, a cidade ganhou notoriedade por sua prolífica produção de vinho, de acordo com o IAA.

Os especialistas dizem que o local em Yavne é o maior complexo de produção de vinho conhecido do período bizantino. Os arqueólogos encontraram cinco prensas de vinho e depósitos descobertos onde o álcool era armazenado e preparado para venda. A instalação estava bem organizada para a produção de vinho, de acordo com um comunicado à imprensa do IAA.

Entre cada prensa de vinho havia quatro armazéns com grandes fornos, contêineres de armazenamento conhecidos como jarros de Gaza e milhares de fragmentos de cerâmica, de acordo com o IAA. Os arqueólogos também encontraram lâmpadas a óleo e brinquedos infantis que lembram pequenas estatuetas.

A vinícola era conhecida por produzir “Vinho de Gaza e Ashkelon”, nome dado às duas cidades portuárias ao sul de Yavne. Foi considerado um “vinho branco leve de prestígio”, segundo Jon Seligman, um dos líderes da escavação.

“Ele foi levado para muitos, muitos países ao redor do Mediterrâneo. Estamos falando do Egito, estamos falando da Turquia, Grécia, talvez do sul da Itália também ”, disse Seligman em um vídeo IAA sobre o projeto.

  • Museu do Ipiranga: obras e escavações revelam artefatos e peças do passado no terreno

Nos tempos antigos, o vinho era comumente usado como substituto da água, que frequentemente estava contaminada, disse Seligman. Até as crianças bebiam vinho. “Esta era uma importante fonte de nutrição”, disse ele.

A escavação do IAA em Yavne, que está em parceria com a iniciativa da Autoridade Territorial de Israel para desenvolver a cidade, começou há dois anos. “Nossos arqueólogos estão fazendo um trabalho sagrado ao expor capítulos desconhecidos da história do país, enquanto trabalham duro no calor e no frio”, disse Eli Eskozido, diretor do IAA, em um comunicado ao The Post.

Arqueólogos foram chamados para fazer um levantamento da área antes que um viaduto fosse construído.

Publicidade

Fotos: MENAHEM KAHANA/AFP/GETTY IMAGES


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.