Debate

Estrela da NBA é afastado por se recusar a tomar vacina: ‘Sei as consequências da minha decisão’

Redação Hypeness - 14/10/2021

Kyrie Irving, armador do Brooklyn Nets, foi afastado do time por ter se recusado a tomar a vacina contra a covid-19. Na semana passada, Sean Marks, dono do time de Nova York, confirmou que o camisa 11 seria afastado da equipe e não retornaria às quadras da NBA enquanto não se imunizasse contra o novo coronavírus.

Craque da NBA é terraplanista e anti-vacina; Irving não é o único

Irving reafirmou sua posição. Ele faz parte da minoria de 5% de jogadores dentro da NBA que se recusaram a tomar o imunizante. “Não é sobre ser anti-vacina. É sobre o que é bom para mim. Me sinto incerto… e está OK. Sei as consequências da minha decisão. São tempos loucos que estamos. Eu não machuquei ninguém, não cometi nenhum crime”, disse.

Em grupos de conversa dos jogadores da NBA, Kyrie espalhou diversas informações falsas, como uma postagem que afirmava que a vacina era uma forma de controle contra pessoas negras, pois o imunizante teria um microchip que conectaria os vacinados a um supercomputador que faz parte do plano de Satanás. Irving também acredita que a terra é plana.

Como a temporada da NBA ainda não começou, poucos sabem quem são os poucos que se recusaram a tomar o imunizante. Irving acabou se tornando um símbolo por sua proeminência – fez parte do All-Star Team (a seleção de melhores jogadores da temporada) em 7 ocasiões e foi campeão da NBA de 2016, fazendo uma dupla histórica com LeBron James pelo Cleveland Cavaliers -, mas não é o único antivax dentro da liga.

Agora, ele luta para conquistar o direito de jogar através da justiça.  “Não acreditem que estou me aposentando, não acreditem que vou desistir desse jogo por causa de restrições de vacina ou para me manter não vacinado. Não acreditem em nenhuma dessas m***** (…) estou lutando por todos aqueles que acreditam no que é certo. Todo mundo deve pode fazer aquilo que acham que é o melhor para todos. Ver a maneira que esse assunto está dividindo nosso mundo… é triste… pessoas estão perdendo seus empregos por causa de protocolos”, disse.

Os EUA enfrentam uma grande cruzada de saúde pública contra os antivacina. Cerca de 22% da população americana se identifica como antivax e se recusa a tomar qualquer imunizante. Mas um número ainda mais assustador de pessoas se recusa a tomar a vacina contra a covid-19.

Hoje, nos EUA, apenas 56% da população está totalmente vacinada, mesmo com o país tendo a maior oferta de imunizantes desde dezembro de 2020. Alabama, Wyoming, Mississipi e West Virginia – todos estados em que Trump venceu a eleição – tem menos de 45% da população vacinada. 

Publicidade

Fotos: © Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.