Arte

Festival CoMA, Cia das Letras 35 anos e Horror Fest nos destaques da semana

Gabriela Rassy - 26/10/2021 | Atualizada em - 28/10/2021

Agenda Hype de volta com aquele apanhado maroto de dicas culturais preciosas para a sua semana. Começamos em Brasilia com o Festival CoMA em sua 4ª edição trazendo programação híbrida, mesas de debate e, claro, muita música.

Vale conferir a exposição “Orgulho e Resistências: LGBT na Ditadura“, em cartaz no Museu da Diversidade Sexual, em São Paulo. A mostra faz um recorte sobre as relações entre autoritarismo e diversidade sexual e de gênero.

Destaque para a programação que celebra os 35 anos da Companhia das Letras com lives lindonas: uma nesta semana com Luiz Schwarcz falando sobre “O editor e o acaso” e outra com Yuval Noah Harari, na quarta, 10 de novembro, sobre os 10 anos do livro Sapiens.

Nos lançamentos da música, destaque para o clipe de “BALAH IH FOGOH”, que antecipa o novo trabalho do rapper VANDAL e tem ainda participação de Djonga e BaianaSystem, além do trio amazonense D’Água Negra, que estreia com single nesta sexta, João Marcos Bargas com o EP “Cantinho” e AQNO com seu álbum de lançamento “O Retorno de Saturno”.

O Horror Fest vai invadir o Twitch com uma seleção de curtas metragens horripilantes, além de ações interativas com o público.

Vem na minha e dá o play!

#lives

Festival CoMA – Consciência, Música e Arte
25 a 31 de outubro
Grátis

Para celebrar sua 4ª edição, o Festival CoMA faz um convite para co-criação de um Laboratório de Mundo, tema que compõe a jornada deste ano. A partir de trilhas imersivas sobre “Consciência”, “Futuros” e “Arte”, o propósito é gerar conexões capazes de impactar, inspirar e pulsar um ambiente mais humanizado, criativo, auto responsável e interativo. Com uma programação híbrida, o festival brasiliense tem confirmadas as participações da ativista guarani Geni Nuñes na mesa sobre “Descolonização do Afeto”, e Sidarta Ribeiro em “Sobre nos (re) encantarmos!”. Rola ainda discotecagem com Dj Maraski e Dj Odara e Voguaball com Yná Kabê.

Fernanda Abreu no Pensa Rio
Quarta, 27/10, 11h
Grátis – inscrições aqui
O Rio de Janeiro tem história quando o quesito é cultura musical. Foi o berço da bossa nova, do samba, funk, além de outros movimentos culturais. Esta edição do Pensa Rio, promovido pela Firjan, discute a força da música no estado do Rio, desde a criação até a sua consolidação; seu sucesso em diferentes classes socioeconômicas, além do seu reconhecimento como potência criativa. Com Tuninho Galante, CEO da Cedro Rosa; Leo Feijó, Diretor da Escola Música & Negócios e a cantora e compositora Fernanda Abreu.

35 anos Companhia das Letras
Terça e quarta, 20h
Grátis e online pelo youtube da Cia das Letras
Neste mês a Companhia das Letras completa 35 anos de existência e, para celebrar a data, preparou uma programação dedicada aos livros e a temas profundamente relevantes para o debate social. Na quarta acontece a palestra “O editor e o acaso”, com Luiz Schwarcz.

Iara Rennó no Palco Virtual do Itaú Cultural
Domingo, 31/10, 18h
Grátis – reserve seu ingresso aqui
Iara Rennó apresenta as canções de seu álbum Pra Te Abraçar (2020), intercalando-as com hits de seu repertório, além de mostrar algumas músicas inéditas e interpretações exclusivas. Destaque para Virá, composição que fez com em parceria com a cantora Céu, e as representações de Tara e Ritmo da Moçada, do compositor Negro Leo.É na pluralidade que Iara Rennó afirma sua singularidade. Nascida em uma família de artistas Iara começou a cantar com a mãe, Alzira E, e foi vocalista na banda do cantor e compositor Itamar Assumpção por três anos.

#música

VANDAL & Djonga feat. BaianaSystem – BALAH IH FOGOH
O videoclipe da faixa é o primeiro lançamento do novo álbum do rapper Vandal, com participação d eDjonga e produção do BaianaSystem.

D’Água Negra | Apocalices
O trio amazonense composto por Clariana Brandão Arruda, Bruno Barrozo Belchior e Melka se descobriu atado a um mesmo tema pulsante: a rara idiossincrasia manauara ou, para ir mais além, nortista. D’Água Negra estreia sua nova formação com uma composição de Melka, produzida durante o período de isolamento social. Com produção caprichadíssima assinada pelo também manauara Erick Omena (Luneta Mágica) e Clariana Arruda em parceria com o selo Amplifica Records, o single sai no próximo dia 29.

AQNO | O Retorno de Saturno
De Marabá, sudeste do Pará, com intercâmbio no Maranhão e de peito aberto para o mundo, AQNO lança para o universo seu primeiro álbum. Gay, que vive com o HIV há seis anos, o artista se agarra a suas descobertas, processos e questionamentos ao desengavetar onze composições próprias, sendo dez delas inéditas, feitas na última década e que constroem este disco que revisita, costura e ressignifica suas diversas vivências e experiências. Com referências no brega paraense, reggae do Maranhão e pop universal com toques de ritmos latinoamericanos, o compilado tem produção musical de Sandoval Filho.

Ouça aqui!

Stefanie part. Gigante no Mic | Coroa de Flores
“Aos que se foram, saudações”, começa Gigante no Mic no novo single da rapper Stefanie, no qual ele participa dividindo os versos e os adeuses a tantos que nos deixaram durante a pandemia. Esta nova colaboração do casal de MCs vem para lavar a alma dos artistas depois de perdas pessoais, fazendo do luto um punhado de rimas de arrancar lágrimas, expressando a dor coletiva e a dor singular de ver um dos seus partir. Impactada pela morte de seu mentor no Hip Hop, Enézimo (Eneas Carvalho), vitimado pela Covid em dezembro de 2020, Stefanie escreveu “Coroa de Flores” para superar a tristeza e depois deixá-la ir embora, ficando na memória ‘um tempo bom que não volta nunca mais’.

João Marcos Bargas | Cantinho
A voz de João Marcos Bargas vem ressoando pela cena independente desde o meio do ano. Foram três singles na sequência de Julho pra cá: “Me Deixa”, “Meu Canto” e “Não Era Você” e agora, com mais três canções inéditas, eis que o EP Cantinho nasce por completo, via selo Rockambole. O trabalho, produzido por Felipe Martins e Pedro Henrique Robes, teve mix e master por Hugo Silva, tendo a companheira de selo, banda PLUMA como responsável pelos arranjos. O resultado dessa confluência imprimiu ao Cantinho uma sonoridade única, que abraça a MPB, o neo jazz e o pop com muita delicadeza e sensibilidade.

Jova | Emergir
A busca por autoconhecimento após mudanças nas dinâmicas da vida foi o que motivou o artista Jova a compor Emergir, seu terceiro EP de carreira solo, que retrata o processo de reconstrução e encontro de um novo caminho. A estreia acontece no próximo dia 29 de outubro, via Selo Mondé, e vem acompanhada de um videoclipe da faixa “Pode acontecer”. Emergir traz quatro músicas autorais e autobiográficas – sendo uma instrumental – que abordam uma nova fase do cantor e compositor Jova, natural de Belford Roxo (RJ).

MEB (Música Extemporânea Brasileira) | Goles de Batalha
Para coroar “Cabeça Doce”, o segundo trabalho do MEB que cruza música e literatura poética num disco para ser lido enquanto também é um livro para ser ouvido, o grupo lança novo clipe. Composta por Zé Luiz Rinaldi, fundador do MEB, a partir de versos do pensador e escritor francês George Bataille, a faixa convida o ouvinte-espectador-leitor a embarcar numa viagem multisensorial da tentativa de reencontrar a si mesmo, apesar da – geralmente cansativa – rotina cotidiana do trabalho.

#cinema

Fanta Horror Fest
De sábado para domingo, às 00h do dia 31 de outubro
Grátis pelo Twitch
O festival começa no primeiro minuto do Halloween, em duas transmissões ao vivo simultâneas no Twitch, sendo uma para o Brasil e outra para o México. Ambas terão duas horas e meia de duração e exibirão seis curtas inéditos de terror: três produzidos pela marca e três produzidos por influenciadores dos respectivos países. No Brasil, a transmissão será apresentada por Cid Cidoso (do canal Não Salvo) que, com a ajuda de sua convidada especial MariMoon, vai comentar os curtas e ajudar os internautas a acharem os cupons escondidos. Durante todo o evento, os anfitriões vão falar sobre curiosidades da data e apresentarão conteúdos monstruosos, além de criarem divertidos desafios enquanto interagem com o público. Cid e Mari também vão eleger os melhores lanches horripilantes, sustos e figurinos de Halloween enviados pelos usuários durante toda a live.

45ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo
21 de outubro a 3 de novembro
A partir de R$ 12

Com programação híbrida, além dos 264 títulos exibidos em sessões presenciais na capital paulista, ao menos 130 filmes integram a programação online do evento, podendo ser vistos de qualquer lugar do mundo. Confira aqui os destaques da 45ª Mostra e o lançamento exclusivo do trailer de “Urubus”!

#série

Futuro Ex-Porta 
No dia 30 deste mês, chegam ao YouTube os dois primeiros episódios do primeiro reality show do Porta dos Fundos, o “Futuro Ex-Porta”. Foram mais de sete mil inscritos na competição que vai selecionar o mais novo integrante do time do Porta dos Fundos. A produção de oito episódios tem patrocínio do Magazine Luiza e conta com nomes como Fábio Porchat, Thati Lopes, Gregório Duvivier, Evelyn Castro, Antônio Tabet, Noemia Oliveira e João Vicente de Castro. O reality vai ao ar semanalmente, no canal do Porta dos Fundos no YouTube.

#visuais

Orgulho e Resistências: LGBT na Ditadura
A partir de 29 de outubro, às 14h
Funcionamento: Terça a domingo das 10h às 18h
Grátis
O Museu da Diversidade Sexual promove exposição presencial dedicada à preservação de referências das memórias da resistência e da repressão política do Regime Militar. A exposição tem curadoria de Renan Quinalha e faz um recorte sobre as relações entre autoritarismo e diversidade sexual e de gênero. O público terá acesso a obras literárias, cartazes de peças de teatro, músicas, filmes, fotografias e materiais que confrontavam a censura na época, além de documentos oficiais da ditadura.

Insuflação de Uma Morte Crônica
Até 11 de dezembro
Oficina Cultural Oswald de Andrade | Rua Três Rios, 363 – Bom Retiro
Grátis
Em agosto de 2020, quando o Brasil estava prestes a completar 100 mil vítimas da Covid-19, a cineasta Bruna Lessa idealizou a performance “Insuflação de Uma Morte Crônica”, ao lado das artistas Cacá Bernardes, Carina Iglecias e Joanna Coutinho. Foram instaladas duas câmeras no apartamento em que elas moravam, e durante 14 dias, com transmissão ao vivo pelo YouTube, as performers inflaram uma quantidade de balões equivalente ao número de óbitos no Brasil, e conviveram com eles em suas atividades cotidianas. Neste ano de 2021, o projeto ganha uma exposição homônima com registros do processo artístico. Ocupando o saguão central, a mostra reúne fotografias, vídeos e um manto-tela feito com resíduos da performance. A exposição também conta com uma visita virtual e imersiva que pode ser acessada aqui.

#livro

Algoritmos de Opressão — Como o Google fomenta e lucra com o racismo, de Safiya Noble
O livro desmonta a ideia de que mecanismos de pesquisa como o Google sejam ferramentas imparciais que oferecem igualdade de condições para todas as formas de ideias, identidades e atividades. A discriminação de dados é um problema social. Noble argumenta que a combinação de interesses privados na promoção de certos sites, junto com o monopólio de um pequeno número de mecanismos de pesquisa na internet, leva a um tendencioso conjunto de algoritmos de busca que discriminam pessoas negras, especialmente as mulheres. Através de análises de textos e de mídia, e de uma extensa pesquisa sobre publicidade on-line, a autora expõe a cultura online de racismo e sexismo.
Saiba mais aqui.

Uma história possível, de María Baranda
Publicado originalmente na Espanha em 2010 e agora traduzido para o português por Heloisa Jahn, a escritora María Baranda desenvolve uma narrativa em que o real e o imaginário se entrelaçam de maneira poética e instigante, levando o leitor para dentro do universo que foi ou poderia ter sido o de Frida Kahlo. Na interseção entre realidade e ficção, a autora explora o mundo que a pintora mexicana, desde cedo, buscou representar de modo muito particular em sua arte.
Saiba mais aqui.

#cênicas

Terra Medeia
Quinta, sexta e sábado, 18h
Grátis
Com direção da sueca Bim de Verdier (que assina a tradução ao lado de Nestor Correia), o texto Terra Medeia, da também sueca Sara Stridsberg, ganha nova temporada online. A atriz Nicole Cordery vive a personagem-título e é acompanhada pelos atores André Guerreiro Lopes, Bim de Verdier, Daniel Ortega, Renato Caldas e Rita Grillo. O espetáculo acontece ao vivo e os atores se dividem entre Brasil e França. Nicole Cordery e Renato Caldas estão em cena no estúdio de João Caldas, renomado fotógrafo de teatro, localizado no bairro de Perdizes, em São Paulo, que neste momento também assina a direção de arte e as filmagens.

Raiow Rainhas
Dias 30 e 31 de Outubro de 2021 (sábado e domingo), às 16h
Grátis
O grupo Rainhas do Radiador apresenta o espetáculo “Raiow Rainhas” no Facebook do Teatro João Caetano, que fica na Vila Mariana, em São Paulo. Com personagens extravagantes e inusitados e seus números de habilidades que exaltam a potência presente em todo ser humano, “Raiow Rainhas” subverte o que seria motivo de submissão, vergonha, exclusão, para que se tornem a potência máxima de um show criativo e muito divertido.

#gastronomia

Confeitaria DAMA
Para comemorar o Halloween, a Confeitaria DAMA oferece cupcakes de chocolate coberto com brigadeiro e decoração temática (Loja R$25 e Ifood R$30), além de um bolo de brigadeiro belga com decoração especial para a data (para até 6 pessoas: loja R$180 e no ifood R$200). Os bolinhos são encontrados a pronta-entrega nas lojas e via Ifood. Já o bolo sai por encomenda. Os produtos ficam disponíveis até o dia 31 de outubro.

 

Publicidade


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.