Tecnologia

Este Iate é um laboratório climático de R$ 3 bi projetado com reator nuclear de sal e livre de emissões

06 • 10 • 2021 às 19:34
Atualizada em 11 • 10 • 2021 às 09:43
Redação Hypeness
Redação Hypeness Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Pode parecer história de filme de James Bond, mas o Earth 300 é um iate movido a energia nuclear com ambições no mínimo ousadas. O projeto bilionário ainda não saiu do papel, mas este iate livre de pegadas de carbono foi projetado como um laboratório itinerante para cientistas explorarem os oceanos e enfrentarem as maiores crises ambientais da atualidade.

Com espaço para 22 laboratórios, 160 cientistas e 20 estudantes, o iate será movido por um reator de sal fundido – um novo tipo de energia nuclear 100% livre de emissões.

Há espaço para turistas, mas tudo tem um preço nessa vida. Projetado pelo especialista em super iates Ivan Salas Jefferson, o Earth 300 também terá espaço para 40 convidados VIP, que pagarão colossais $ 3 milhões de dólares pelo prazer de estar a bordo do navio. Cientistas e estudantes viajarão gratuitamente ou com desconto.

“Queremos construir um ícone global para a ciência, projetado como uma escultura científica nos mares, para captar a atenção das pessoas e inspirar sua imaginação”, diz Aaron Olivera, CEO da Earth 300 em comunicado. A empresa espera que o iate esteja pronto para navegar em 2025.

O mercado em ascensão dos superiates

A demanda por superiates disparou nos últimos 10 anos, impulsionada pela pandemia COVID-19 e o aumento dos “super-ricos” globais. O Earth 300 será o maior do lote, porém, com 300 metros de comprimento e 60 metros de altura. Isso é 31 m a mais que o Titanic.

De acordo com Oliveria, o barco de projeto arquitetônico futurístico incluirá laboratórios de visualização de clima de última geração, laboratórios de impressão 3D e laboratórios de biossegurança projetados para lidar com vírus como o COVID-19.

O Earth 300 será o maior do lote, porém, com 300 metros de comprimento e 60 metros de altura. Isso é 31 m a mais do que o Titanic.

“O Earth 300 usará o pensamento sistêmico global. A bordo da nave iremos explorar o mais amplo espectro de pontos de vista, reunindo as mentes mais inteligentes e brilhantes para criar um coletivo de inteligência incomparável em escopo e diversidade”, disse Oliveria.

“Ele abrigará 4 comunidades diferentes – cientistas, especialistas, estudantes e cidadãos particulares”. É essa mistura de cidadãos e cientistas que a equipe espera que produza um novo pensamento radical na luta contra as mudanças climáticas.

A tecnologia já está pronta?

Embora o design do Earth 300 seja futurista, grande parte da tecnologia necessária ainda não chegou ao mercado. Inicialmente, o iate será movido a combustíveis verdes, já que o reator de sal fundido ainda está em desenvolvimento.

O reator está sendo desenvolvido pela Terrapower, empresa apoiada pelo bilionário da Microsoft Bill Gates. Assim que estiver pronto, o reator será adaptado, permitindo que o super iate seja 100% livre de emissões.

Oliveria, que tem experiência no desenvolvimento de resorts de luxo, se inspirou para criar o Earth 300 depois de dar um mergulho nas Maldivas.

Depois de ver os corais morrendo, ele percebeu que o mundo não precisava de outro resort de elite. Oliveria decidiu mudar de rumo para trabalhar no Earth 300, combinando viagens de luxo e ciência de combate ao clima em um só lugar.

Publicidade

Canais Especiais Hypeness