Debate

Mulher é estuprada em metrô da Filadélfia, passageiros filmam, mas não ajudam

Redação Hypeness - 20/10/2021 | Atualizada em - 22/10/2021

Uma mulher foi estuprada em um vagão de metrô no estado da Filadélfia, nos EUA. O caso ocorreu no último dia 13 e chocou as autoridades por conta da reação do público: os passageiros que presenciaram a cena preferiram filmar o crime do que chamar a polícia ou intervir contra o cruel caso de violência sexual.

– Importunação sexual: jovem expulsa abusador de ônibus e reclama: ‘Ninguém me ajudou’

Na noite da quarta-feira, por volta das 22h da noite, um homem chamado Fiston Ngoy, de 35 anos, começou a assediar e tocar uma mulher dentro de um trem da South Eastern Philadelphia Train Authority, do sudeste da Filadélfia. Após a mulher reagir, o homem arrancou sua roupa e começou a estuprá-la na frente das pessoas.

Estuprador foi preso em flagrante após estuprar mulher em metrô nos Estados Unidos da América

Os passageiros não reagiram para tentar intervir e demoraram mais de oito minutos para chamar a polícia. Ngoy foi preso em flagrante e a mulher foi levada para um hospital e, posteriormente, prestou depoimento às autoridades.

Havia outras pessoas no trem que testemunharam esse ato horrível, e ele poderia ter sido interrompido mais cedo se um passageiro ligasse para o 911“, disse o porta-voz do SEPTA, John Golden, em um comunicado enviado por e-mail à agência Reuters.

– Motorista de ônibus faz parada em frente à delegacia para ajudar mulher que sofreu assédio

Nós queremos que as pessoas saibam disso, leiam as matérias sobre o tema e vejam o caso na televisão. E que a sociedade passe a nos ajudar para evitar que crimes como esse aconteçam“, explicou Andrew Busch, outro porta-voz do SEPTA ao jornal “The New York Times”.

O caso nos lembra o episódio “White Bear”, da série britânica “Black Mirror”, em que uma mulher sofre constantes violências e, ao invés de receber ajuda, é gravada pelas pessoas na rua. Que sociedade é essa que grava barbaridades mas é incapaz de impedi-las?

– Jovem grava importunação sexual dentro de ônibus e expõe risco vivido por mulheres

O ônus recai sob nós como sociedade, porque não podemos sempre confiar que a polícia irá evitar esse tipo de crime. Temos que contar uns com os outros. Quando esperamos que outra pessoa irá ajudar, estamos basicamente lavando as nossas mãos e nos absolvendo dessa responsabilidade que é coletiva“, afirmou o professor de criminologia da Universidade de Miami, Alexis Piquero.

Precisamos viver em um mundo em que as pessoas façam a coisa certa quando presenciam um abuso ou um estupro“, completou.

Publicidade

Fotos: Wikimedia Commons e Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.