Ciência

O que é mitologia grega e quais são seus principais deuses

Roanna Azevedo - 04/10/2021 | Atualizada em - 03/11/2021

A maioria das pessoas, quando pensa em mitologia, faz uma associação quase de modo imediato à grega. Essa conexão se deve à relevância que a cultura originária da Grécia teve para o desenvolvimento da filosofia ocidental e de formas de pensamento que hoje consideramos contemporâneas.

64 livros de filosofia pra baixar: Foucault, Deleuze, Rancière em PDF e mais

Muitos elementos presentes nas lendas mitológicas são essenciais para compreender a história da civilização da Grécia Antiga e, consequentemente, da atual também. 

Para entender melhor a importância da mitologia grega , explicamos abaixo detalhes sobre a origem dela e a influência que exerceu nas ideias filosóficas do Ocidente, sem esquecer de listar seus deuses mais relevantes.

Medusa foi vítima de violência sexual e a história a transformou em monstro

O que é mitologia grega?

Detalhes do Partenon, templo dedicado à deusa grega Atena

Originada por volta do século VIII aC, a mitologia grega é o conjunto de histórias e narrativas ficcionais elevadas pelos gregos com o objetivo de explicar a origem do mundo, da vida, os mistérios da morte e outras questões até então sem respostas científicas. Os mitos gregos foram popularizados pelos poetas Hesíodo e Homero , autor de Odisseia e Ilíada, e eram contados oralmente. Eles também funcionavam como uma forma de preservação da memória histórica da Grécia. 

Os gregos antigos eram politeístas , ou seja, acreditavam na existência de mais de uma divindade. Além de heróis e criaturas mágicas , eles utilizam uma variedade de deuses para ilustrar como aventuras presentes em seus mitos, que ganhavam um caráter sagrado com isso.

Como a mitologia grega influenciou a filosofia ocidental?

Os mitos gregos não eram os únicos que buscavam respostas para questões existenciais. A filosofia surgiu com base nessa mesma necessidade de explicar a origem do homem e da vida e no mesmo país. Mas como isso aconteceu?

A posição geográfica privilegiada da Grécia fez com que o comércio se desenvolvesse muito intensamente. Navios e comerciantes de países chegavam ao território grego para importar e exportar suas mercadorias. Com o crescimento da circulação de diferentes pessoas, também a circulação de ideias e a necessidade de reorganizar as cidades, agora lotadas. Foi nesse cenário que a filosofia nasceu.

O surgimento das teorias e correntes filosóficas não significou o desaparecimento dos mitos. Ao contrário, eles foram usados ​​como base para o estudo e para as explicações dos filósofos mais antigos. Tales de Mileto e Heráclito de Éfeso , por exemplo, buscavam a resposta para a origem do mundo em elementos da natureza, como a água e o fogo, respectivamente.

Resumindo: primeiro os mitos, em seguida a filosofia inspirada neles e só então, depois de muita observação empírica, nasceu a ciência.

Quais são os principais deuses gregos?

“O consílio dos deuses”, de Rafael.

Os principais seres mitológicos gregos são os deuses . Toda a mitologia gira em torno dessas entidades imortais, dotadas de um poder superior. Apesar disso, elas costumavam se comportar como seres humanos, sentindo inveja, raiva e até mesmo desejos sexuais.

Existe uma grande variedade de deuses na mitologia grega, mas os mais importantes são os que habitavam o monte Olimpo , sendo conhecidos como deuses olímpicos.

– Zeus: Deus do céu, dos raios, trovões e tempestades. É o rei dos deuses e governa o monte Olimpo.

– Hera: Deusa das mulheres, do casamento e da família. É a rainha do monte Olimpo, esposa e irmã de Zeus.

Poseidon: Deus dos mares e oceanos. É irmão de Zeus e Hades.

– Hades: Não vive no Olimpo, mas no submundo. Irmão de Zeus e Poseidon, é o deus dos mortos, do inferno e da riqueza. 

– Héstia: deusa do lar e do fogo. É irmã de Zeus.

– Deméter: Deusa das estações do ano, da natureza e da agricultura. Também é irmã de Zeus.

– Afrodite: Deusa da beleza, do amor, do sexo e da sexualidade. É conhecida por ser a mais bela todos dentre os deuses.

O Nascimento de Vênus”, de Alexandre Cabanel.

– Ares: Deus da guerra. É filho de Zeus e Hera.

– Hefesto: Deus do fogo e da metalurgia, também é responsável pelas erupções vulcânicas. É filho de Zeus e Hera, mas foi abandonado pela mãe. De acordo com alguns mitos, é apenas filho dela.

– Apolo: Deus do sol, da cura e das artes, como a poesia e a música. Filho de Zeus.

– Ártemis: Filha de Zeus e irmã gêmea de Apolo. É a deusa da lua, da caça e da vida selvagem.

Atena: Deusa da sabedoria e da estratégia militar. Também é filha de Zeus.

– Hermes: Deus do comércio e dos ladrões. É filho de Zeus, mensageiro dos deuses, protetor dos viajantes.

– Dionísio: Deus do vinho, do prazer e das festas. Mais um filho de Zeus.

Publicidade

Foto 1: Pixabay

Foto 2: "O consílio dos deuses", de Rafael/Reprodução

Foto 3: "O Nascimento de Vênus", de Alexandre Cabanel/Reprodução


Roanna Azevedo
Diretamente da zona norte do Rio, é jornalista por profissão e curiosa por conta própria. Ama escrever sobre cinema e o universo do entretenimento há mais de dois anos. Tem paixão por tudo que envolve cultura, música, arte e comportamento, além de ficar sempre ligada no que rola no mundinho da comunicação nas redes sociais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.