Ciência

O que foi o experimento russo do sono que supostamente transformava as pessoas em zumbis?

Redação Hypeness - 19/10/2021 | Atualizada em - 21/10/2021

Você já ouviu falar no “Experimento Russo da Privação de Sono”? A história conta que terríveis generais russos escolheram cinco prisioneiros políticos para ficar durante quinze dias sem dormir e um resultado terrível aconteceu: os homens haviam retirado sua própria pele e andavam como zumbis em carne viva. Não? Nunca ouviu falar?

– Um experimento secreto da CIA com LSD foi um dos fatos reais que inspirou Stranger Things 

Boato da internet baseado nos gulags da União Soviética viralizou no início dos anos 2000 mas ainda prega peça em desavisados

Pois é: depois que fizemos uma matéria sobre o Universo 25, uma experiência científica real de resultados bem assustadores, algumas pessoas comentaram que o “Experimento Russo de Privação do Sono” era bem mais cruel e bizarro do que os trabalhos com ratinhos feitos pelo etologista John B. Calhoun.

E de fato, a história que roda a internet é realmente assustadora. Ela parte do terror dos gulags comuns do stalinismo e conta uma experiência terrível: médicos medindo por quanto tempo o ser humano pode sobreviver sem dormir. Segundo a história, os cinco participantes do experimento morreram após 15 dias do teste comandado pelo governo soviético de forma natural ou em perseguição. O cientista que comandou a pesquisa teria se suicidado.

– Vídeos secretos e assustadores de testes nucleares feitos pelos EUA tornam-se públicos

Entretanto, a origem da história vem do famoso fórum CreepyPasta, uma pérola da internet dos anos 2000. Segundo o jornalista Gavin Fernando, esse é o mais bem-sucedido texto do antigo site.  “O Experimento Russo de Privação do Sono é a história mais viral do Creepypasta na internet, com um total de 64.030 compartilhamentos”, afirma ao RussiaBeyond.

História se baseia na violenta repressão de Stálin através dos campos forçados de trabalho

Basicamente, a história se baseia na em um acontecimento real – as violações aos direitos humanos ocorridas durante o regime soviético – e se utiliza disso para criar uma história assustadora e falsa, exatamente como diz a cartilha das fake news nas redes sociais.

A história se tornou tão popular que acabou virando livro e filme, no caso, ‘O Experimento do Sono’, do diretor John Farrelly, de 21 anos de idade, que está em pós-produção e deve sair no fim deste ano.

Publicidade

Fotos: Creative Commons


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.