Criatividade

Origem do Banco Imobiliário remonta ao início do século 20 – mas inspiração pode ser indígena

01 • 10 • 2021 às 09:39
Atualizada em 04 • 10 • 2021 às 20:21
Vitor Paiva
Vitor Paiva   Redator Vitor Paiva é jornalista, escritor, pesquisador e músico. Nascido no Rio de Janeiro, é Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Trabalhou em diversas publicações desde o início dos anos 2000, escrevendo especialmente sobre música, literatura, contracultura e história da arte.

A especulação imobiliária já existe há muito tempo, bem como a exploração de locatários pobres pelos proprietários de imóveis, e por isso não é de se espantar que o jogo que serviu de inspiração direta para o desenvolvimento do Banco Imobiliário – conhecido nos países de língua inglesa como Monopoly – tenha sido criado em 1904. Originalmente intitulado The Landlord’s Game (O Jogo do Senhorio ou do proprietário de terras, em tradução livre), o jogo foi patenteado pela estadunidense Elizabeth Magie nesse ano, mas existia desde 1902 como um meio de ensinar aos jogadores sobre propriedade de terra, impostos, taxas e outros elementos do tema.

Um dos primeiros tabuleiros comercializados do Landlord's Game

Um dos primeiros tabuleiros comercializados do Landlord’s Game

-Monopoly: antigamente era moda pintar tabuleiros gigantes no chão das casas nos EUA

Para além do próprio funcionamento, em tudo similar ao Banco Imobiliário, o Landlord’s Game foi criado baseado nos princípios econômicos do Georgismo, uma linha de pensamento econômico que defende que toda renda derivada da terra deve pertencer a todos igualmente – a ideia era que os ideais ficassem mais claros e compreensíveis se demonstrados em um jogo. Inicialmente a criação foi rejeitada por fabricantes por parecer muito complicada, até que enfim o jogo foi lançado, alcançando primeiro sucesso com estudantes e intelectuais, e em seguida com o público em geral.

O registro de patente do jogo por Magie, em 1904

O registro de patente do jogo por Magie, em 1904

O segundo registro de patente do Landlord's Game, por Magie em 1924

O segundo registro de patente do Landlord’s Game, por Magie em 1924

-Banco Imobiliário lança versão em que mulheres ganham mais que homens contra sexismo

A partir da criação original de Magie, uma série de jogos similares foi desenvolvida entre 1906 e 1930, baseados nos mesmos princípios e funcionamentos. Em 1935, a patente do jogo intitulado Monopoly foi concedida ao desenvolvedor Charles Darrow, que teria copiado o jogo e apresentado como seu depois que a propriedade intelectual de Magie expirou – nesse ano o jogo passou a ser vendido em larga escala pela empresa Parker Brothers, marca que desde 1883 estava por trás de milhares de jogos de tabuleiro de sucesso, que nos anos 1990 se transformou na empresa Hasbro Gaming.

O projeto com o qual Charles Darrow patenteou uma nova versão do jogo como se fosse seu

O projeto com o qual Charles Darrow patenteou uma nova versão do jogo como se fosse seu

-‘Baby Yoda’ é a versão mais fofa da história do Monopoly

Curiosamente, uma das possíveis inspirações por trás da primeira ideia de Magie para o desenvolvimento e a própria dinâmica do Landlord’s Game pode estar em um jogo de tabuleiro criado pelo povo Kiowa, uma tribo originária do território onde hoje se localiza os EUA, principalmente o estado de Oklahoma. Intitulado , o jogo não trata do tema da propriedade de terras ou de impostos propriamente, mas seu funcionamento – por dados em movimentação circular no tabuleiro – bem como o próprio desenho do tabuleiro propriamente é de fato semelhante.

Reprodução tabuleiro de Zohn Ahl, jogo de origem indígena

Reprodução tabuleiro de Zohn Ahl, jogo de origem indígena

A primeira patente do Banco Imobiliário, já com o nome em inglês

A primeira patente do Banco Imobiliário, já com o nome em inglês

Publicidade

© fotos: Wikimedia Commons/reprodução


Canais Especiais Hypeness