Arte

Os Simpsons: o que você precisa saber sobre a série animada que ‘prevê’ o futuro

Roanna Azevedo - 25/10/2021

Os Simpsons não é uma das séries animadas mais famosas do mundo à toa. As confusões de Homer, Marge e seus filhos na cidade de Springfield cativaram diferentes gerações ao longo dos mais de 30 anos que o programa está no ar. A ousadia narrativa, as piadas irreverentes e uma certa predisposição a “prever” acontecimentos da vida real completam a fórmula do sucesso de um dos desenhos animados mais duradouros da televisão.

Os Simpsons podem ter previsto os últimos capítulos de Game of Thrones

Que tal conhecer Os Simpsons um pouco melhor? Reunimos informações cruciais e outros detalhes importantes sobre a série que você não pode deixar de saber.

Quem é o criador de Os Simpsons?

Matt Groening durante o painel sobre “Os Simpsons” na Comic-Con 2017.

Os Simpsons foi criada pelo cartunista Matt Groening e lançada na TV estadunidense em 1987. Na época, a série estreou no formato de curtas animados para o humorístico “The Tracey Ullman Show” no canal Fox. A resposta do público foi tão rápida e positiva, que em dois anos ela se transformou num programa próprio, indo ao ar pela primeira vez como um especial de Natal no dia 17 de dezembro de 1989.

Com protagonista mulher, criador de ‘Os Simpsons’ estreia série no Netflix; veja trailer

O primeiro esboço dos personagens foi feito por Groening em 15 minutos, enquanto aguardava na sala de espera do escritório de James L. Brooks. O produtor do “The Tracey Ullman Show” pediu ao cartunista que idealizasse uma família disfuncional para aparecer entre os intervalos do programa.

Ao longo de 33 temporadas, Os Simpsons venceu 34 estatuetas do Emmy e foi eleito o melhor programa de TV do século XX pela revista Time, em 1999. Um ano depois, recebeu uma estrela na Calçada da Fama em Hollywood. Mais tarde, ganhou livro recheado de curiosidades sobre sua produção, versão em quadrinhos e até virou filme em 2007.

Quem são os personagens principais de Os Simpsons?

No ar oficialmente desde 1989, “Os Simpsons” é uma das séries animadas mais longevas da TV.

A série acompanha a vida da família de classe média Simpson, formada pelos desajustados Homer e Marge, juntamente com seus filhos Bart, Lisa e Maggie. Moradores da agitada cidade de Springfield, eles são personagens tão complexos quanto carismáticos e foram quase todos batizados em homenagem aos familiares do criador Matt Groening (com exceção de Bart).

– Homer Simpson: É o pai da família, representado de acordo com os estereótipos dos americanos da classe trabalhadora. Preguiçoso, incompetente, ignorante e grosseiro, ama comer rosquinhas. Trabalha como inspetor de segurança na usina nuclear da cidade, mas costuma se aventurar em outros empregos ao longo das temporadas. É o único personagem que aparece em todos os episódios.

– Marge Simpson: Esposa de Homer e mãe da família. É um estereótipo da dona de casa suburbana nos Estados Unidos. Sempre paciente com as trapalhadas do marido e confusões dos filhos, passa a maior parte do tempo cuidando dos afazeres domésticos.

‘Os Simpsons’ ganham vida em desenhos assustadoramente reais. Marge e Homer se destacam

– Bart Simpson: É o filho mais velho, com 10 anos de idade. Bart é o típico garoto rebelde que tira notas baixas na escola, gosta de andar de skate e de desafiar o próprio pai.

– Lisa Simpson: Tem 8 anos de idade e é a filha do meio. A mais sensata e diferente da família. É inteligente, estudiosa, engajada em causas sociais, além de tocar saxofone e ser vegetariana.

– Maggie Simpson: É a filha mais nova, um bebê de apenas 1 ano de idade. Está sempre chupando chupeta e, ao longo das temporadas, demonstra a inusitada habilidade de manusear armas de fogo.

A intenção dos desenvolvedores era utilizar a configuração padrão das sitcoms (séries de comédia situacionais) para estruturar a animação e contar a história de uma família tipicamente norte-americana, só que com mais licença poética por se tratar de um desenho, é claro. Um exemplo é batizar o lugar em que os Simpsons moram de Springfield: existem 121 Springfields nos Estados Unidos, esse é um dos nomes de cidade mais comuns no país.

As “previsões” feitas por Os Simpsons 

Além da eleição de Donald Trump, diversas outras situações retratadas em Os Simpsons aconteceram na vida real, por mais absurdas que pudessem parecer de início. Abaixo, listamos as principais “previsões” do futuro feitas na série.

Covid-19

No episódio “Marge in Chains” da quarta temporada, os habitantes de Springfield entram em pânico com o surgimento de uma nova doença originária da Ásia, a chamada “Gripe de Osaka”. Desesperados por uma cura, a população pede socorro ao Dr. Hibbert. O mais surpreendente é que essa história foi ao ar em 1993 e ainda mostrou o ataque de um enxame de abelhas assassinas, bem semelhante à nuvem de gafanhotos que assustou o mundo em 2020.

A Copa do Mundo de 2014

Em “You Don’t Have to Live Like a Referee”, episódio da 25ª temporada que foi transmitido meses antes do início da Copa do Mundo de 2014, Homer é convidado para trabalhar como árbitro de futebol no evento. A partir daí, algumas situações são previstas: o craque da seleção brasileira se lesiona durante uma partida (assim como Neymar), a Alemanha vence o Brasil na final do torneio (só não foi de 7 a 1) e um grupo de executivos tenta manipular o resultado dos jogos (o que lembra o caso de corrupção da FIFA que veio à tona em 2015).

6 momentos históricos em que a Copa do Mundo foi muito mais que futebol

Compra da Fox pela Disney

Em 1998, uma das cenas do episódio “When You Dish Upon a Star” da décima temporada mostra a frase “Uma divisão da companhia Walt Disney” abaixo do logotipo da 20th Century Fox, então emissora de Os Simpsons. Dezenove anos depois, a Disney amplia seu império adquirindo a Fox de verdade.

Publicidade

Foto 1: Tonya Wise / Tonya Wise/Invision/AP

Fotos 2, 3, 4 e 5: Reprodução/The Walt Disney Company


Roanna Azevedo
Diretamente da zona norte do Rio, é jornalista por profissão e curiosa por conta própria. Ama escrever sobre cinema e o universo do entretenimento há mais de dois anos. Tem paixão por tudo que envolve cultura, música, arte e comportamento, além de ficar sempre ligada no que rola no mundinho da comunicação nas redes sociais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.