Ciência

Personagens da mitologia grega que você precisa conhecer

Roanna Azevedo - 04/10/2021 | Atualizada em - 15/10/2021

Não é só por deuses que as histórias da mitologia grega são formadas, apesar de eles serem peças fundamentais para a maioria das histórias. Muitos outros seres fantásticos compõem as desventuras contadas nos mitos. Enquanto alguns são descendentes de divindades, outros se assemelham a animais ou são monstros que nasceram a partir de uma maldição.

Essas são as criaturas mágicas da montanha-russa do parque ‘Harry Potter’ em Orlando

Que tal conhecer um pouco mais sobre eles? Reunimos abaixo vários personagens e criaturas da mitologia grega que estão presentes em histórias famosas.

Escultura de ninfas no Palácio Real de Caserta, na Itália.

Titãs

Antes de Zeus, Hades e companhia, havia os titãs. Eles eram 12 deuses que nasceram da união entre Urano, o Céu, e Gaia, a Terra. Por isso, estariam vivos desde o início dos tempos, dando origem aos deuses olímpicos e a todas as criaturas mortais. Eles eram seres híbridos e muito poderosos, capazes de se transformar e assumir formas animais.

– Cronos: O titã do tempo, o mais famoso e também o mais cruel. Com medo de ver o poder que tinha sobre o mundo ameaçado por seus filhos, os engolia. Ele só não esperava que um deles, Zeus, conseguisse escapar, libertar o resto dos irmãos e assumir o lugar do pai como rei dos deuses. Após ser derrotado, Cronos e os outros titãs foram banidos no Tártaro, o submundo dos mortos.

– Réia: Era a rainha dos titãs. Esposa e irmã de Cronos, deu à luz a Zeus, Poseidon e Hades. Enganou o pai dos filhos para que eles não fossem mortos, dando uma pedra para Cronos engolir no lugar de Zeus. Ela também os ajudou a fugir.

– Oceano: O titã mais velho e deus das águas correntes. Ele seria o responsável por dar origem a todas as fontes e rios que circundam o mundo.

“Chronos and His Child”, de Giovanni Francesco Romanelli.

– Tétis: Titânide do mar e da fertilidade. Se uniu ao irmão, Oceano, e juntos tiveram milhares de filhos.

– Têmis: Titânide guardiã da lei, da justiça e da sabedoria. Foi a segunda esposa de Zeus.

– Ceos: Titã da inteligência, das visões e do conhecimento. Companheiro de Febe, foi pai das deusas Astéria e Leto e avô de Apolo e Ártemis.

– Febe: Titânide da lua. Esposa de Ceos e mãe de Astéria e Leto.

– Crio: Titã do universo e das constelações. Era responsável por organizar os ciclos estelares.

– Hipérion: Titã da luz, do sol e do fogo astral. Da união com Téia, sua irmã, nasceram Hélio, Selene e Éos.

– Téia: Titânide da luz, da visão e do sol, assim como Hipérion, com quem teve três filhos.

– Mnemósine: Titânide da memória. Foi uma das esposas de Zeus, com quem teve nove filhas, as nove Musas da literatura e das artes.

– Jápeto: Titã do oeste. Pai de Atlas, Epimeteu, Menoécio e Prometeu, o criador dos seres mortais.

Heróis gregos

Escultura digital baseada em “The Dying Achilles”, de Ernst Herter, por Hugo Morais.

Os heróis da mitologia grega são, em sua maioria, seres mortais filhos de deuses com humanos. Por isso, também podem ser chamados de semideuses. Corajosos e muito habilidosos, eles são os protagonistas de diversas histórias mitológicas, combatendo monstros e inimigos perversos. 

– Teseu: Conhecido por derrotar o Minotauro dentro do labirinto criado pelo rei Minos e, com isso, libertar a cidade de Creta das maldades do soberano.

– Herácles: Chamado de Hércules pela mitologia romana. Ele era filho de Zeus e dono de uma força física impressionante. Lutou com monstros e venceu 12 desafios considerados impossíveis para os humanos.

– Aquiles: Era um guerreiro excepcional que participou da Guerra da Tróia. Morreu após ser atingido por uma flecha no calcanhar, seu único ponto fraco.

– Perseu: Venceu Medusa a decapitando e, assim, impedindo que fosse transformado em pedra por ela.

– Belerofonte: Além de derrotar Quimera, conseguiu dominar Pégaso com a ajuda da rédea de ouro que ganhou de Atena. Após sua vitória, voou com o cavalo alado até o Olimpo para exigir um lugar junto dos deuses. Zeus se revoltou com a ousadia e expulsou Belerofonte, que caiu lá de cima e morreu entre os rochedos.

Minotauro

É uma criatura com corpo de homem e cabeça de touro. Fruto de uma maldição dos deuses: sua mãe, Pasífae, era esposa de Minos, o rei de Creta, e foi forçada a se apaixonar por um touro branco selvagem. Dessa união, nasceu o Minotauro. Para se livrar dele, Minos ordenou que o prendessem em um enorme labirinto.

Medusa

Filha das divindades marinhas Fórcis e Ceto, Medusa e suas irmãs, Esteno e Euríale, eram conhecidas como as três Górgonas. Sua história tem várias versões, mas, na mais famosa delas, Medusa é vítima de violência sexual. Enquanto era sacerdotisa do templo de Atenas, foi assediada sexualmente por Poseidon. Como castigo por ter perdido a castidade, é amaldiçoada por Atena, que transforma seus cabelos em serpentes capazes de fazer quem olhasse diretamente para ela virar pedra. Medusa foi morta por Perseu, que a decapitou e depois usou sua cabeça como arma.

Quimera

Quimera era uma criatura de três cabeças, uma de leão, uma de cabra e outra de víbora. Resultado da união entre Tifão e Équidna, ela era capaz de cuspir fogo e veneno. Foi assim que destruiu a cidade de Patera, na Grécia, até ser derrotada pelo herói Belerofonte.

Pégaso

Nascido a partir do sangue de Medusa, era um cavalo branco alado. Depois de ser domado por Belerofonte, o conduziu para dar fim a Quimera. Pégaso se transformou em constelação quando Zeus o expulsou do Olimpo junto do herói.

Outras criaturas fantásticas

– Ciclopes: Os mais conhecidos são Arges, Brontes e Estéropes. Eles eram gigantes imortais que tinham um único olho, localizado no meio da testa. Trabalharam ao lado de Hefesto como ferreiros para produzir os raios de Zeus.

– Ninfas: Belas e graciosas, as ninfas eram espíritos femininos que costumavam viver na natureza, seja em rios, nuvens ou lagos. Essa espécie de fada sem asas tinha o poder de prever o destino e curar feridas. 

– Sereias: Eram criaturas marinhas com tronco de mulher e cauda de peixe. Com suas vozes mágicas, enfeitiçavam marinheiros e causavam naufrágios. Já uma outra variação das sereias, as sirenas, eram metade humanas e metade pássaro.

Sereismo, o maravilhoso movimento que tem conquistado mulheres (e homens) do mundo inteiro

– Centauros: Criaturas fisicamente muito fortes que viviam nas montanhas de Tessália. Exímios arqueiros, eles eram metade homem e metade cavalo.

– Sátiros: Habitantes das florestas e dos bosques, tinham corpo de homem, pernas e chifres de bode. Os sátiros eram próximos ao deus Pã e se apaixonavam facilmente por ninfas.

Publicidade

Foto 1: Diana Caserta

Foto 2: "Chronos and His Child", de Giovanni Francesco Romanelli/Reprodução

Foto 3: Escultura digital baseada em "The Dying Achilles", de Ernst Herter/Hugo Morais

Foto 4: "Perseus and the head of Medusa", de Antonio Canova/Reprodução

Foto 5: "Ulisses e as sereias", de Herbert James Draper/Reprodução


Roanna Azevedo
Diretamente da zona norte do Rio, é jornalista por profissão e curiosa por conta própria. Ama escrever sobre cinema e o universo do entretenimento há mais de dois anos. Tem paixão por tudo que envolve cultura, música, arte e comportamento, além de ficar sempre ligada no que rola no mundinho da comunicação nas redes sociais.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.