Debate

Route 36, na Bolívia, é único bar de cocaína conhecido do mundo

Vitor Paiva - 15/10/2021

Como um dos principais centros de produção e venda de cocaína, é natural que se localize na Bolívia, mais precisamente na capital, La Paz, o Route 36, o primeiro e único bar no mundo a oferecer a droga em qualidade especial para consumo no local. Trata-se, é claro, de um empreendimento completamente ilegal como é a produção, venda e consumo em todo o país, mas é ao mesmo tempo um nome famoso da capital – quase como um triste e trágico ponto turístico: bolivianos não são permitidos no bar, que tem como alvo oferecer a droga mais pura possível aos turistas endinheirados.

bar escuro

O Route 36 parece um bar comum como o local da foto, mas o diferencial está mesmo no que é oferecido no cardápio © Wikimedia Commons

-‘Cocaína artesanal’ vira febre entre viciados ricos do Reino Unido

Segundo consta, o Route 36 funciona há 12 anos, através de um funcional e constante sistema de propinas, bem como uma rotação constante de lugar, tornando-o assim um bar nômade por La Paz. Assim, não há um endereço fixo, nenhuma divulgação especial, um site ou alguma oferta de acesso direto: é preciso perguntar pelo local na cidade para descobrir seu paradeiro atual. Relatos sugerem, porém, que a tarefa é mais simples do que pode parecer, e a maioria dos motoristas de táxi na cidade sabe informar, especialmente se financeiramente incentivado.

Cocaína

A “propaganda” diz que a droga oferecida no local é especialmente pura e de qualidade © Flickr

-Cocaína preta avaliada em R$ 6 milhões encontrada com colombiano surpreende policiais

Pelas informações trazidas por matéria do site Oddity Central, o local sempre oferece um sistema de segurança severo até o turista chegar comumente em uma sala escura. Com mesas e um bar, a singularidade do local está mesmo em seu cardápio: além de drinques comuns, o local oferece uma qualidade especial de cocaína – vendida pela grama, e levada à mesa já dividida em linhas e preparada em uma bandeja.

Ruta 36

“Decoração” do local itinerante, revelada em post nas redes sociais © Facebook

-MPF divulga foto da mala com 39 kg de cocaína achada em avião da FAB

De acordo com a matéria, o preço da grama varia de 14 dólares a 25 dólares – entre cerca de 77 a 137 reais – que, ao que tudo indica, especialmente pela qualidade oferecida, é um preço de venda diferenciado, especialmente se comparado ao tráfico geral. Apesar de todo esforço, é evidente que um local como o Route 36 só é possível por conta de uma generosa vista grossa ou mesmo do apoio das autoridades, incluindo a própria polícia que, segundo relatos, através da propina devida até mesmo apoia a empreitada ilegal.

Produtor de coca com folha na Bolívia

A Bolívia é um dos grandes produtores de coca e da droga no mundo © Wikimedia Commons

 

Publicidade

© fotos: créditos


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.