Inspiração

Stranger Things: conheça a misteriosa base militar abandonada que inspirou a série

Vitor Paiva - 29/10/2021 | Atualizada em - 04/11/2021

À beira da praia da região de Montauk, no estado de Nova York, nos EUA, uma aparentemente pacata vila de pescadores construída no início dos anos 1940 escondia, em verdade, uma base de artilharia costeira projetada para proteger o país de um possível ataque nazista. Intitulado Camp Hero, o forte tinha as construções de concreto pintadas e disfarçadas para parecerem casas de madeira, e um complexo de bunkers subterrâneo escondia as instalações e equipamentos militares no local. Com o fim da Segunda Guerra, o equipamento passou a ser usado para proteger de possíveis ataques soviéticos durante a Guerra Fria, e hoje o local está completamente abandonado – mas os teóricos das conspirações garantem que o local esconde muito mais, e que uma série de sinistros experimentos com humanos eram praticados por lá.

Uma das entradas da base de Camp Hero atualmente

Uma das entradas da base de Camp Hero atualmente

Base de Camp Hero abandonada em Montauk

O local ainda possui diversas instalações militares abandonadas

-Esse cara visitou uma pista de pouso da 2ª Guerra Mundial e é arrepiante e bonito ao mesmo tempo

Não é por acaso que tais histórias inspiraram a série Stranger Things: segundo as teorias, o que ocorria por lá seria o chamado Projeto Montauk, um trabalho secreto envolvendo cientistas e militares para o desenvolvimento novas armas especiais pelo Departamento de Defesa do governo dos EUA. A ideia era estabelecer tecnologias capazes não de detectar o inimigo, explodir um submarino ou derrubar um avião, mas sim de controlar a mente do inimigo: com o toque de um botão, levar indivíduos à loucura ou impor sintomas de esquizofrenia contra quem tentasse atacar o país – e boa parte de tal teoria se baseia numa imensa antena de radar, que até hoje pode ser vista no local sobre um grande bloco de concreto sem janelas, construída em 1958 como mecanismo de defesa capaz de detectar um míssil soviético ou outros ataques surpresa.

Base de Camp Hero abandonada em Montauk

A base disfarçada como vila de pescadores nos anos 1940

Base de Camp Hero abandonada em Montauk

Entrada da base nos anos 1950

-Base submarina da 2ª Guerra é transformada no maior centro de arte digital do mundo

O radar, porém, tinha um perturbador efeito colateral, produzindo um alto sinal em frequência de 425 MHz, capaz de atrapalhar o sinal dos rádios e das televisões nas residências de Montauk – os rumores, porém, garantiam que tal sinal era justamente capaz de perturbar o cérebro humano à loucura. Segundo os relatos, a antena virava a cada 12 segundos e causava dores de cabeça, pesadelos e mesmo reações extremas sobre a população dos animais da região. A teoria ainda afirma que pessoas em situação de rua e jovens considerados sem rumo eram utilizados em experiências sobre controles mentais e até mesmo em busca de viagens no tempo e interações com alienígenas.

Base de Camp Hero abandonada em Montauk

Cenas de ‘Stranger Things’ demonstrando como a série se inspirou na história de Camp Hero

Base de Camp Hero abandonada em Montauk

As construções de concreto eram disfarçadas como casas de madeira

Base de Camp Hero abandonada em Montauk

“Não entre: fechado ao público”

-MDZhB: a misteriosa rádio soviética que segue emitindo sinais e ruídos há quase 50 anos

A série Stranger Things se inspirou principalmente no livro The Montauk Project: Experiments in Time, e nas instalações abandonadas que permanecem no local. É claro que todas as especulações não são baseadas em dados efetivos ou informações concretas, mas apesar de se tratar de um trabalho de ficção, um ponto da realidade faz com que mesmo os céticos desconfiem: quando o Camp Hero foi doado para ser transformado em um parque, foi dado ao departamento de parques do estado de Nova York a liberdade para fazer o que quisessem com tudo que havia na superfície. Tudo, porém, que havia e ainda há no subterrâneo – com seus possíveis corredores, bunkers, passagens secretas e equipamentos escondidos – permanece sob os cuidados do Departamento de Defesa dos EUA – e ainda trancado até hoje. As fotos que ilustram essa matéria foram reproduzidas de reportagem no site Messy Nessy.

A antena AN/FPS-35

A antena AN/FPS-35 segue no local como a última de seu tipo conhecida no mundo

Interior de uma das instalações militares de Camp Hero atualmente

Interior de uma das instalações militares de Camp Hero atualmente

Publicidade

© fotos: Messy Nessy/Reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.