Diversidade

13 bons filmes que exaltam a potência preta no cinema

Redação Hypeness - 19/11/2021 às 19:38

O cinema pode até funcionar como uma fuga para conhecer outros universos e realidades, mas é ao mesmo tempo um reflexo da vida. Para além do entretenimento, os filmes podem desempenhar um papel enorme na formação e no reforço da cultura e da representatividade. A arte está completamente conectada com a vida, e através dela nos reconhecemos. Ver no cinema a potência negra representada é um dos caminhos para trabalharmos importantes questões como o racismo, a desigualdade e o reconhecimento das histórias, das epistemologias e da beleza preta.

Neste mês de novembro, o Hypeness uniu forças com o Telecine para elencar alguns bons filmes que exaltam a negritude, seja em documentários, em representações históricas ou mesmo em deliciosas comédias românticas. 

A seleção inclui filmes que integram duas cinelists montadas pelo hub de cinema, protagonizadas por mulheres e homens pretos. Em “Excelência Preta” estão reunidos dramas, comédias, suspenses, romances, biografias e filmes de ação com foco nos personagens negros. Já em “Mulheres Pretas“, a seleção especial traz histórias inspiradoras que foram dirigidas e protagonizadas por mulheres negras poderosíssimas. 

Vamos nessa!

‘Aretha Franklin: Amazing Grace’

Durante a gravação do disco “Amazing Grace”, o cineasta Sydney Pollack registrou Aretha Franklin e o coral da Bethel Baptist Church criarem o álbum de maior sucesso da carreira da cantora. Este documentário mostra, 40 anos depois, pela primeira vez, as imagens de uma apresentação única na história da música.

‘Um Limite Entre Nós’

Nos anos 1950, Troy Maxson (Denzel Washington) mora com a esposa Rose (Viola Davis) e seu filho mais novo. Levando uma vida frustrada por não ter se tornado jogador profissional de beisebol, tudo piora quando seu filho revela que deseja ser jogador de futebol americano. Dirigido por Denzel Washington, o filme venceu o Oscar de Melhor Atriz Coadjuvante.

‘Faça a Coisa Certa’

Spike Lee não poderia ficar de fora da seleção. Este longa de 1989 começa numa pizzaria em um bairro do Brooklyn onde a maioria da população é negra, onde há uma parede com fotos de ídolos ítalo-americanos. Quando o ativista Buggin’ Out (Giancarlo Esposito) pede ao dono do lugar que a parede tenha ídolos negros e ele nega, inicia-se um boicote à pizzaria que desencadeia uma série de incidentes. Indicado a dois Oscars, incluindo o de Melhor Roteiro Original.

‘Billie’

Este documentário aborda a vida e a carreira de Billie Holiday, ícone do jazz que ficou conhecida mundialmente por sua genialidade. O diretor James Erskine homenageia Billie por meio de entrevistas e gravações feitas nos anos 1970, além de depoimentos de grandes nomes da música como Tony Bennett.

‘Falando de Amor’

As amigas Savannah, Bernadine, Gloria e Robin estão em busca do verdadeiro amor. Enquanto Bernardine e Gloria lidam com diferentes tipos de separação, Savannah e Robin enfrentam as dificuldades de conciliar vida pessoal e profissional. O longa de 1995 tem no elenco Whitney Houston, Angela Bassett, Loretta Divine e Lela Rochon, além de direção de Forest Whitaker.

‘Kiki’

Jovens negros organizam bailes chamados Kiki na periferia de Nova York. Neles, os participantes competem pelo melhor figurino e pela melhor dança, tudo em frente a jurados. O documentário mostra a vida de homossexuais e transexuais que têm a vida mudada e se sentem acolhidos nesses lugares.

‘Mulheres ao Poder’

Sob o mote “não somos bonitas, não somos feias, estamos com raiva”, ativistas (Keira Knightley, Jessie Buckley) do Movimento de Liberação das Mulheres fazem um protesto na competição Miss Mundo. Na Londres da década de 1970, as mulheres ganham notoriedade enquanto Jennifer Hosten (Gugu Mbatha-Raw) se torna a primeira mulher negra a vencer o título. Baseado em uma história real.

‘Para Garotas de Cor’

Neste longa de 2010 dirigido pelo ator, roteirista e escritor Tyler Perry, um grupo de mulheres negras poderosas formado por Whoopi Goldberg, Kerry Washington, Janet Jackson, Tessa Thompson, Kimberly Elise, Loretta Devine e Thandiwe Newton protagoniza histórias contadas em vinte poemas. Diante de contextos diversos, essas personagens revelam delicadas questões que causam impacto em suas vidas.

‘Harriet’

Baseado na história real da heroína Harriet Tubman (Cynthia Erivo). Em 1849, Harriet consegue fugir do local onde é escravizada e, a partir daí, trilha um caminho de ativismo e defesa da população negra. Com a Guerra Civil americana em andamento, ela bravamente toma a frente de inúmeras fugas, que salvaram centenas de pessoas em situação de escravidão. Indicado a dois Oscars, incluindo o de Melhor Atriz.

‘Queen & Slim – Os Perseguidos’

Após um encontro combinado por aplicativo, os jovens negros Queen (Jodie Turner-Smith) e Slim (Daniel Kaluuya) são abordados no trânsito por um policial racista. A situação sai do controle e Slim mata o oficial. Desesperados, o casal foge, mas o ocorrido viraliza na internet, transformando-os em símbolos de resistência. O filme tem direção de Melina Matsoukas, roteiro da premiada Lena Waithe.

‘Whitney Houston: Para Sempre’

Dona de uma voz memorável, a cantora Whitney Houston teve uma carreira cercada de sucessos e polêmicas. Depoimentos de pessoas próximas à artista e imagens de arquivo reconstroem sua trajetória profissional, desde o início até o trágico fim. 

‘Antônia – o Filme’

Antônia, conta a história de quatro amigas do bairro pobre Brasilândia em São Paulo, que tentam conquistar o sucesso formando um grupo de música. Apesar do sonho das meninas começar a virar realidade, elas lidam com a realidade de um cotidiano de violência, machismo e pobreza.

Publicidade

Fotos: Divulgação


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Canais Especiais Hypeness