Futuro

Aquecimento global está destruindo patrimônios artísticos da humanidade

Redação Hypeness - 24/11/2021

Ambientalistas, cientistas e especialistas nas mais diversas áreas relacionadas ao estudo do planeta e das condições climáticas estão há anos levantando a importância de nos unirmos para combater o aquecimento global. Enquanto isso, os governantes dos países que poluem no planeta, se fazem de desentendidos, defendendo os interesses da geração desenfreada de lucro. Até aí, nada de novo sob o sol.

Como se não bastassem as geleiras derretendo e espécies inteiras correndo risco de extinção, agora a mudança climática está ameaçando também o patrimônio artístico, cultural e histórico da humanidade. Pinturas rupestres que resistiram por milhares de anos estão sendo destruídas pela mudança climática. Acontece que reflexos da destruição da natureza como erosões em lugares que não deveriam existir naturalmente, incêndios, inundações e tufões são catástrofes naturais que ajudam nesse apagamento histórico.

O caso é que danos muito sérios já foram causados, segundo arqueólogos e historiadores que pesquisam o assunto. A Flinders University, na Austrália, realizou um congresso no dia 15 de novembro, reagindo ao sexto relatório do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas) e fez o alerta: Pode ocorrer um aumento da temperatura global de mais de 1,5°C, causando eventos climáticos gravíssimos. O relatório também informou que alguns desses eventos já são inevitáveis e irreversíveis.

Especialistas dizem

Seguindo declaração do Dr. Daryl Wesley, professor e arqueólogo na universidade australiana, o ciclone Monica, um dos mais severos da Austrália, foi o responsável pela perda de metade da cobertura florestal – uma faixa de 50 km de largura – atingindo exatamente locais de arte rupestre e acabando com inúmeros registros pré-históricos. Na sequência, esta mesma área sofreu mais danos, só que dessa vez, foram causados por incêndios. As pinturas rupestres também eram pintadas em arenito, uma rocha sedimentar que absorve grandes quantidades de água. O calor dos incêndios expande a água, fazendo a rocha explodir a rocha, resultando, enfim, na perda desses locais e dessa arte primitiva.

Wesley também fez questão de pontuar que uma série de fatores ambientais e humanos já estavam prejudicando esses registros rupestre nos últimos 50 anos. Contudo, ele indica que o aquecimento global e as mudanças climáticas vão levar ao extremo desse problema e à consequências irreparáveis, ao passo que as catástrofes climáticas se torna cada vez mais severas.

 

Publicidade

Reprodução/ Getty Images


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.