Debate

Búfalas podem ter sido enterradas vivas por fazendeiro em Brotas, diz polícia

Redação Hypeness - 30/11/2021

De acordo com a investigação da Polícia Civil, algumas das búfalas que foram vítimas de maus tratos na fazenda São Luiz da Água Sumida, em Brotas, no inteiro do estado de São Paulo, podem ter sido enterradas vivas pelos funcionários da propriedade.

Das mais de 1056 búfalas que estavam no local, cerca de 36 estavam mortas e 22 estavam enterradas ou semi-enterradas na propriedade. Segundo a investigação dos policiais, a fazenda tinha valas para enterrar animais vivos e tentar escondê-los das autoridades.

Búfalas foram encontradas em situação extremamente precária em fazenda no interior de São Paulo

O que aconteceu com as búfalas de Brotas?

A Polícia Civil passou a investigar denúncias de maus tratos contra as búfalas que eram criadas na fazenda São Luiz da Água Sumida, em Brotas (SP). Funcionários da propriedade revelaram às autoridades que os animais viviam sem água e sem alimentação sob comandos do dono da propriedade, Luiz Augusto Pinheiro de Souza. “De uns três meses para cá, búfalos passaram a morrer por falta de comida e água. Cerca de 100 animais foram enterrados”, disse um dos profissionais.

– Joaquin Phoenix denuncia crueldade contra porcos e galinhas: ‘Animais vivem um inferno’

De acordo com a Polícia Militar Ambiental,  era clara a “magreza acentuada, conceituando o quadro de desnutrição evidente, causada por insuficiência ou ausência de alimentos”.

O caso ganhou repercussão ao ser denunciado pelo programa Fantástico, da TV Globo, que também revelou uma pressão do fazendeiro contra o prefeito da cidade paulista para coibir as denúncias sobre as búfalas, que começavam a eclodir, especialmente por ativistas.

“Oi Leandro, boa tarde, tudo bem? É o Luiz Augusto. Você pode ter ódio de mim, e eu tenho motivo para ter ódio de você. Mas tem um segundo bem em jogo: a imagem de Brotas. Vai sair domingo no Fantástico. Você, como prefeito, pode tirar essa ONG daqui rapidinho. Tá destruindo a cidade”, disse em áudio vazado.

Ele também negou, em entrevista à TV Globo, que houvesse maus-tratos na fazenda. “Que morrer de fome e sede… a fazenda existe há anos, nunca faltou água nem comida nessa fazenda gigante. [O animal está morrendo] porque é gado velho, é gado que, às vezes, já está com algum probleminha, um detalhe ou outro”, afirmou.

– Holanda quer se tornar primeiro país vegano do mundo até 2030

Após as denúncias e a repercussão, o fazendeiro  Luiz Augusto Pinheiro de Souza. A Justiça concedeu a tutela dos animais para a ONG Amor e Respeito Animal (ARA), que montou um hospital de campanha dentro da propriedade para tentar acolher as búfalas.

Os animais eram utilizados pelo fazendeiro para a produção de leite e queijo, mais caros do que os tradicionais produzidos pelas vacas.

O fazendeiro foi processado e já foi multado em R$ 2,13 milhões pela Justiça de São Paulo pelo cuidado aos animais. A Polícia Militar Ambiental também aplicou uma multa de R$ 1,45 milhão contra o fazendeiro. Luiz afirma que irá recorrer da decisão judicial.

 

Publicidade

Fotos: Reprodução


Redação Hypeness
Acreditamos no poder da INSPIRAÇÃO. Uma boa fotografia, uma grande história, uma mega iniciativa ou mesmo uma pequena invenção. Todas elas podem transformar o seu jeito de enxergar o mundo.

Notice: date_default_timezone_set(): Timezone ID 'UTC-3' is invalid in /var/www/html/wordpress/wp-content/themes/hypeness-new/part/home/brand-channel.php on line 29

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.