Ciência

Eclipse da Lua mais longo em quase 600 anos aconteceu nesta madrugada; veja fotos

Vitor Paiva - 19/11/2021

O mais longo eclipse lunar parcial em 580 anos foi observado em diversas partes do mundo na madrugada de quinta para sexta-feira (19). As informações sobre a particularidade do fenômeno foram confirmadas pela NASA: segundo a agência espacial estadunidense, um eclipse de tamanha duração não ocorria desde 18 de fevereiro de 1440, e suas quase três horas e meia puderam ser acompanhadas a olho nu por toda a América do Norte e grande parte da América do Sul, bem como em pontos da Austrália, do nordeste asiático e da Polinésia.

Eclipse lunar em novembro de 2021

Nos EUA, a visão do eclipse lunar foi total em boa parte do país

-Superlua de sangue registrada em vídeo exuberante do céu de Brasília

O eclipse lunar acontece quando o Sol, a Terra e a Lua cheia se alinham, fazendo com que a Lua atravesse a sombra do nosso planeta. O fenômeno começou a ocorrer as 3h da manhã no Brasil, mas infelizmente as chuvas e céus nublados impediram que fosse observado em grande parte do país – o céu limpo de algumas partes do nordeste permitiu registro na região. Esse será o último eclipse lunar de 2021, mas um eclipse lunar total acontecerá em 8 de novembro do ano que vem.

Eclipse lunar em novembro de 2021

Início do eclipse nos céus da China

Eclipse lunar em novembro de 2021

Em seu auge, o eclipse cobriu mais de 97% da Lua

-Eclipse solar que forma ‘anel de fogo’ no céu acontece na quinta

A coloração avermelhada adquirida pela Lua durante o fenômeno é intitulada Dispersão de Rayleigh, e ocorre, segundo NASA, através de processo semelhante ao que tinge o céu de azul e o pôr do sol de vermelho e laranja. “A luz viaja em ondas e diferentes cores de luz têm diferentes propriedades físicas. A luz azul tem um comprimento de onda mais curto e é espalhada mais facilmente por partículas na atmosfera da Terra do que a luz vermelha, que tem um comprimento de onda mais longo. A luz vermelha, por outro, viaja mais diretamente pela atmosfera”, diz o site da NASA.

Eclipse lunar em novembro de 2021

A Lua avermelhada vista de Austin, no Texas

Eclipse lunar em novembro de 2021

A Dispersão de Rayleigh vista em Nova York

-50º aniversário do homem na lua tem eclipse parcial que pode ser visto no Brasil

O fato de se tratar de um eclipse parcial e não total é determinante para o cálculo e a raridade do fenômeno, já que o eclipse total aguardado para o ano que vem será ainda mais longo, com 3 horas e 40 minutos. No caso mais recente, segundo a NASA, mais de 97% da superfície da Lua foi coberta pela sombra da Terra – e quem perdeu o fenômeno terá de ter bastante paciência, já que o recorde estabelecido na madrugada de sexta só será batido por um próximo eclipse lunar parcial daqui a 648 anos, em 8 de fevereiro de 2669.

Eclipse lunar em novembro de 2021

O próximo fenômeno equivalente e de duração similar ocorrerá em mais de 640 anos

Publicidade

© fotos: Getty Images


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.