Arte

Festival Sonora, Coquetel Molotov, Mix Brasil e Cena Aberta atacam com programação online e híbrida

Gabriela Rassy - 09/11/2021 | Atualizada em - 12/11/2021

O mês de novembro começa com reaberturas, eventos híbridos, festivais e muita música! Nos destaques, festivais que vão da música ao cinema, passando pelas artes cênicas, além de muitos álbuns, sigles e clipes.

O Festival Sonora São Carlos chega à 5ª edição com uma mistura entre música, videoarte e videopoesia e shows de Gali Galó, Jadsa e Bebé. Já o No Ar Coquetel Molotov ataca em edição presencial levando Céu, Boogarins, Marina Sena, Lia de Itamaracá e muito mais ao Teatro Guararapes, em Recife.

O Festival Mix Brasil, mais importante festival de cinema LGBT+ do país, apresenta 101 filmes de 24 países em formato híbrido. Entre os temas mais recorrentes está a própria pandemia, além da volta do sexo e do bom humor. Já a plataforma Brasil Cena Aberta apresenta o espetáculo inédito Ficções Sônicas 02, com dramaturgia e direção da maravilhosa Grace Passô.

Nos lançamentos musicais, destaque para o álbum poderoso “Preto Sem Açúcar”, da banda baiana OQuadro, o disco “Tupã-Rá”, do The Baggios, e o single de Luiza Brina e Ana Frango Elétrico, “Somos só”.

Vem na minha e dá o play!

#aovivo

5º Festival Sonora São Carlos
9 a 13/11
Grátis e online – YT do festival
Do interior paulista, pulsa para todo o Brasil a 5a edição do Festival Sonora São Carlos, que este ano quer saber: “O que te afeta?”. Com um line up que mescla música, videoarte e videopoesia, o evento também oferecerá ações de formação, com duas oficinas virtuais e uma presencial – voltada ao público infantil – na cidade de origem do festival, São Carlos (SP). Destaque para as apresentações de Gali Galó, Jadsa e Bebé.

Sons da Primavera | Parque das Ruínas (RJ)
Dias 13 e 14, às 16h
Grátis, ao ar livre

Série Sons da Primavera, da Orquestra Petrobras Sinfônica, apresenta concertos ao ar livre, gratuitos, no Parque das Ruínas, com repertórios que vão de Mozart a Villa-Lobos, de Mundo Bita a Baby Shark. Com uma programação que vai do clássico ao pop, o Quinteto de Sopros e Banda de Câmara da Orquestra Petrobras Sinfônica se apresentam no lindo Parque das Ruínas. O concerto do dia 14 será em homenagem ao trompista Antônio José Augusto, que faleceu em 2020.

O No Ar Coquetel Molotov
9 a 19 de novembro
R$80 (meia entrada), R$100 (entrada social) e R$160 (entrada inteira)
Um dos maiores festivais de música do país, prepara uma edição memorável. Após dois anos sem edições presenciais, o No Ar retorna ao Teatro Guararapes em sua 18ª edição, com um clã de artistas que representam o que há de mais quente na cena musical brasileira. O festival traz shows inéditos do baiano Mateus Aleluia, da mineira Marina Sena, dos goianos do Boogarins com a paulistana Céu, e de artistas locais como Luana Flores feat. Jessica Caitano, Mulungu feat. Pierre Tenório, Lia de Itamaracá, Luiz Lins e Romero Ferro.

#música

Oquadro | Preto sem açúcar
Nunca decepcionou e agora a banda baiana Oquadro veio mais intenso e renovado. Com 20 anos de estrada, o grupo apresenta seu novo álbum cheio de participações especiais, como Tuyo, Xênia Franca e Russo Passapusso. O disco tem personalidade de sobra, misturando boas e poderosas rimas com diferentes referências musicais. O rap continua pulsando, mas o trabalho perpassa por inúmeras referências que partem tanto da experiência da caminhada quanto das parcerias, embaladas por diferentes rítmicas e discursos vicerais que vão do amor preto à luta anticolonialista.

Luiza Brina e Ana Frango Elétrico | Somos só
Composição solo da Luiza que foi gravada originalmente em 2011, no álbum de estreia dela (A Toada Vem é Pelo Vento), e que ressurge agora como prévia da edição especial do álbum, que sai em janeiro com as faixas originais remasterizadas, gravações inéditas em voz e violão e voz e piano, e participações também inéditas em algumas regravações.

The Baggios | Tupã-Rá
O disco, que traz referências ao ato de clarear inclusive no título (Tupã é o deus trovão; Rá é o deus sol), traz contemplações e reflexões sobre como o homem se relaciona com o espaço/tempo em meio à abordagens e sonoridades vibrantes, positivas e dançantes. Tupã-Rá encerra com festa e alegria a trilogia que se iniciou com Brutown (2016) e transitou pelo Vulcão (2018), terceiro e quarto disco, respectivamente na sólida discografia de 17 anos de carreira do The Baggios – e dois discos que levaram a banda a ser indicada ao Grammy Latino.

Andrezza Santos | O Aquário e O Caranguejo”
Com a ideia de trazer novas narrativas para sua produção visual, Andrezza Santos escolheu não aparecer em seu novo clipe, preferindo ficar nos bastidores e direção. O vídeo precisava de um elenco diverso que pudesse mostrar as tantas formas de se relacionar no dia a dia, com casais reais vivendo cenas cotidianas, que é o tema da letra, na qual um casal descreve o cenário de um momento a dois em detalhes.

SeMentes Livres Hi-Fi encontra Marietta Massarock
Álbum no formato showcase jamaicano de encontro entre cantora e sound system traz Marietta (Massarock), pioneira na arte do microfone dentro da cultura sound system paulista, e SeMentes Livres Hi-Fi, produtor e sistema de som do interior. Ao todo são 10 faixas, com canções que vão do pop, às clássicas sonoridades da ilha caribenha. Participações especiais incluem ainda Laylah Arruda e Monkey Jhayam.

Pedro Breculê | Vem Ser Comigo
Artista cearense lança single em encontro com os músicos Saulo Duarte e Fábio Marques – também integrante do grupo Breculê – num mergulho em reflexões a dois. Misturando brasilidade com influência do R&B, Pedro chega para contar os percalços de uma relação longa e cheia de sutilezas.

#cênicas

Ficções Sônicas 02
10, 11 e 12/11 às 20h; 13 e 14/11 às 16h; e 15, 16, 17 e 18/11 às 20h
Youtube Brasil Cena Aberta
Com dramaturgia e direção de Grace Passô, a performance faz parte do projeto “Daqui, para onde vamos?”, da plataforma Brasil Cena Aberta, que apresenta duas montagens inéditas, oficinas técnicas abertas e encontros virtuais online. A peça teatral Ficções Sônicas 02, filmada no Theatro Municipal de SP, reúne artistas que trabalham ativamente em circuitos e linguagens artísticas distintas: o soprano Marly Montoni, a bailarina de danças urbanas Silvia Kamyla, o ator e artista multimídia Lucas Andrade, o músico e performer Novíssimo Edgar e o músico Barulhista. A peça ainda tem participação do percussionista Mauricio Badé e do Coral Paulistano, sob a regência de Maíra Ferreira.

12ª Jornada de Dança da Bahia | Teatro Castro Alves e Largo Terreiro De Jesus (Salvador)
11 e 15 de novembro
Ingressos pelo site
Explorando o tema “Quem não experimentar, não entenderá copiando”, frase da dançarina e coreógrafa Isadora Duncan (1877-1927), o evento traz convidados da Bahia, de outros estados e também de outros países compõem uma programação de seis espetáculos e atividades formativas. Destaque para “Verso e Reverso”, da Escola Contemporânea de Dança (BA) e Lori Belilove (EUA), dançarina e diretora artística da Isadora Duncan Dance Foundation; e para “Memória da Águas”, de João Perene (BA), que acontece no dia 11 de novembro, às 20h na sala principal do Teatro Castro Alves.

#filmes

29º Festival Mix Brasil
10 e 21 de novembro

Grátis
Em formato híbrido, o mais importante evento de cultura LGBTQIA+ da América Latina apresenta 117 filmes de 28 países. A edição presencial ganha exibições em cinco centros culturais da cidade de São Paulo e a versão online pode ser acessada em todo país no site do #MixBrasil. A mostra ainda conta com 5 espetáculos teatrais inéditos, shows musicais, literatura, palestras e workshops sobre temas relevantes para comunidade LGBTQIA+.

#livro

Trabalho Doméstico, de Juliana Teixeira
O décimo primeiro lançamento da Coleção Feminismos Plurais, coordenada por Djamila Ribeiro, traça um painel histórico e social do trabalho doméstico no Brasil a partir de uma pesquisa bibliográfica aprofundada, de entrevistas e relatos de mulheres de diferentes idades e origens que exercem a profissão de trabalhadoras domésticas no país. A coleção destina-se à disseminação de conteúdo crítico produzido por pessoas negras, sobretudo mulheres, a preço acessível e linguagem didática. A autora Juliana Teixeira uniu sua experiência pessoal como filha de uma trabalhadora doméstica com sua pesquisa de doutorado em Administração apresentado ao Centro de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Minas Gerais (CEPEAD/UFMG) para traçar as origens históricas escravocratas da condição atual da mulher trabalhadora doméstica.

Uma nova História, feita de histórias – Personalidades negras invisibilizadas da História do Brasil
A ideia do livro nasceu do desejo do empresário Maurício Rocha de apresentar ao público personalidades da História do Brasil que ele gostaria de ter tido como referências quando criança. Ele procurou Djamila Ribeiro para propor um edital convocando autores e autoras negras de todo o País a produzir textos biográficos sobre pessoas negras importantes na História que nunca tiveram o devido reconhecimento. Os textos foram lidos e selecionados pelo Maurício Rocha, Djamila Ribeiro e Lizandra Magon de Almeida, sócia-editora da Jandaíra.

#canais

Afrikaliente
Na programação especial de novembro, o Trace Brazuca traz mais um carro-chefe para a grade, o Afrikaliente, um programa inédito no país, com protagonismo de pessoas negras da diáspora, no comando de Salomão Gaieta Fonseca, conhecido como Dj Salu, de Angola, e Larissa Edy, da Costa do Marfim. A nova atração é a segunda revista eletrônica da multiplataforma, uma versão africana do Trace Trends, programa de variedades sobre cultura afrourbana, com exibição no Globoplay e Multishow, que completa dois anos este mês.

#podcast

Som a Pino
A radialista e apresentadora Roberta Martinelli estreia podcast com entrevistas semanalmente, toda quinta-fera, num espaço para aproveitar melhor conteúdo criado por ela ao lado dos artistas. Estão confirmados no podcast Som a Pino: Duda Beat, Céu, Marina Sena, Letrux e Juçara Marçal.

Publicidade

Foto destaque interno:
Ficções Sônicas 02 por Rafael Salvador
Destaque externo:
Marina Sena por Fernando Tomaz
Céu por Fabio Audi
Lia de Itamaracá por Jozé de Holanda


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.