Arte

Flip, Afropunk, BR135 e Festival Varilux nos destaques da semana

Gabriela Rassy - 23/11/2021 | Atualizada em - 24/11/2021

Voltamos! Ainda com alguns eventos online e outros híbridos, a cultura está de volta e mais forte – para a nossa alegria. Nesta semana que marca um grande retorno às atividades presenciais, os eventos se dividem em formatos com a chance de acompanharmos de perto ou de longe shows, mesas e lançamentos.

Destaque para a 19ª Flip, em formato 100% online, com tema inspirado nas plantas e nas florestas e presença de Alice Walker, Conceição Evaristo, Djamila Ribeiro, Margaret Atwood, David Diop, Han Kang e Ailton Krenak.

O Afropunk faz sua estreia poderosa no Brasil, em formato híbrido, com shows acontecendo em Salvador e transmissão online. Vai rolar de Mano Brown a Margareth Menezes, passando pelo Ilê Ayiê e por Tássia Reis.

O Festival BR135 ataca em São Luís, completamente presencial e seguindo todas as medidas de proteção. Rolam shows de Os Amantes com Jaloo, Criola Beat, Núbia, Boi de Maracanã, entre outros.

O Festival Varilux de Cinema Francês faz edição presencial ocupando salas de cinema em todo o Brasil. ao todo são 17 filmes inéditos e 2 clássicos.

Vem na minha e dá o play nos lançamentos musicais de novembro!

#presencial

Festival BR135
Convento das Mercês – Centro Histórico – São Luís – MA
Dia 27, a partir das 17h
O evento mais lindo do Maranhão realiza neste ano uma edição solidária, um encontro responsável e cuidadoso com a saúde e a segurança de todos: público, artistas e todos os profissionais da cadeia da música e dos eventos culturais. Tudo de acordo com as orientações legais vigentes a respeito de controle de acesso, limite de público, uso de máscaras, comprovação de vacina etc. Na programação estão Joseph Kwabena Osei (apresentação de afrodance), Boi de Maracanã com participação de Thierry Castelo e João Simas, Dicy Rocha, Núbia, Enme com participação de Butantan e Fuega, Criola Beat com participação de Pantera Bl4ck e Os Amantes com Jaloo.

5 anos do Teatro Riachuelo
De 25 a 28 de novembro de 2021
R$ 10 a R$60 (venda com preço popular a R$ 5) aqui
O icônico prédio receberá os gêneros mais presentes em sua programação – teatro, musical, dança, comédia, show e música de concerto, marcando a retomada do setor cultural. Na quinta, 19h, acontece a Noite dos Musicais. Já na sexta, 20h é a vez de Zabelê no show “Auê”. Sábado 11h tem Cia de Ballet Dalal Achcar; às 16h, “Zaquim, O Musical”; e às 20h “A Lista”. No encerramento, domingo 11h se apresenta o Conjunto de Metais da Orquestra Petobras Sinfônica; às 16h a Focus Cia de Dança; e às 20h, o músico Paulo Vieira.

#online

19ª Flip
27 de novembro a 5 de dezembro
Online pelo canal da Flip no YouTube.
Inspirada nas plantas e nas florestas, a programação deste ano trará nomes como Margaret Atwood, David Diop, Han Kang, Adriana Calcanhotto, Ailton Krenak e Alice Walker. Destaque para a mesa de abertura “Nhe’éry Jerá”, com Carlos Papá e Cristine Takuá, lideranças de um dos núcleos da Aldeia do Rio Silveiras, às 16h; para a mesa 11 “Botânicas migrantes”, dia 2/11 às 18h, com Djaimilia Pereira de Almeida e Elif Shafak, com mediação de Mirna Queiroz; para a mesa 16, “Em busca do jardim”, com Alice Walker e Conceição Evaristo, mediação de Djamila Ribeiro, dia 4/12, às 18h; e para a estreia de “Transflorestar – ato l”, filme de Iara Rennó, dia 4 de dezembro, às 16h.

AFROPUNK Bahia
Centro de Convenções de Salvador | Youtube

27 de novembro, a partir das 17h30
Online grátis | Presencial R$ 55
Pela primeira vez no Brasil, o festival anuncia programação completa da sua primeira edição. Evento faz de sua estreia nacional um aquilombamento histórico, direto de Salvador, fomentando uma celebração à negritude com nomes consagrados da música nacional unidos a expoentes da nova geração. Rolam shows do rapper Mano Brown, que divide o palco com  Duquesa, aposta do R&B; Tássia Reis se une ao Ilê Aiyê; enquanto a baiana Luedji Luna se apresenta com o Duo Yoún; a carioca Malia  soma ao lado da Margareth Menezes; e, por fim, Urias com  Vírus.

12º Festival CONTATO
Até 28 de novembro
Presencial e online
Desde a primeira edição, o evento propõe formas criativas de relacionamento com o espaço público em São Carlos, promovendo grandes encontros em plataformas de trem, praças e parques. Retomando programações presenciais e online, o evento apresenta atrações de diversas linguagens. Dentre os destaques, as bandas Tuyo, Bivolt e Giovani Cidreira, DJs no trem azul, videomapping e oficinas de escrita.

TUYO | Foto: Vitor Augusto

Mônica Salmaso apresenta Caipira Online
Sextas, às 21h
Grátis
A cada semana, Mônica recebe um convidado – Paulo Freire (26/11), Sérgio Santos (03/12), Rolando Boldrin (10/12) – e divide com o público um roteiro novo, com inspiração no universo do disco ‘Caipira’, de 2017. Batizado de ‘Caipira Online’, repertório apresenta canções do álbum, além de outras nunca gravadas pela artista em um passeio pela sua longa trajetória.

Festival Conexões Musicais
De 22 a 26 de novembro
Grátis e online
A Orquestra Sinfônica Brasileira promove a primeira edição do festival com apresentações musicais inéditas para o público e palestras exclusivas sobre música, educação, ESG e acessibilidade, bem como oficinas para professores e educadores destes espaços com a capacitação inédita “Por Dentro da OSB”. A programação encerra no dia 26/11, às 18h, com três apresentações: “São benedito, Ele é um Cravo” (compositor desconhecido | arranjo Igor Cowosque e Leonardo Cavalcante), executada pelo Quinteto de Cordas da OSB e alunos do Programa Vale Música Serra (Serra – ES). Depois, é a vez de “Chalana” (Mario Zan e Arlindo Pinto | arranjo José Maikson Amorim Alves), com o Quinteto de Cordas da OSB e os alunos do programa Vale Música | Instituto Moinho Cultural (Corumbá – MS). E por fim, “Boi Bumbá” (Waldemar Henrique | arranjo João Marcos Palheta), com o Quinteto de Cordas da OSB e os alunos do Programa Vale Música Belém (Belém – PA).

Mauricio Pazz convida Walmir Gil
De 26 a 28 de novembro e de 3 a 5 de dezembro, sextas e sábados sempre às 21h e aos domingos às 20h.
Grátis pelo youtube
Como desdobramento da série audiovisual “Cor do Som – Memórias da Música Negra”, Mauricio Pazz convida Walmir Gil – fundador da aclamada Banda Mantiqueira e um dos mais notáveis trompetistas brasileiros -para uma série de apresentações online. Nesse projeto, transmitido pelo YouTube, os universos da canção e da música instrumental se entrelaçam em um potente encontro de gerações, guiadas por diversos sotaques das sonoridades afro-diaspóricas. Para o repertório, dividido em três eixos intitulados “Memória”, “Movimento” e “Leveza”, faixas como “Para Bonga e Bogum”, “Sarau para Alforria” e “Aiai meu bem” estão entre os destaques.

#música

Rockers Control | Presenting To You – Rockers Control apresenta Cristopher Dilovah
No início dos anos 2000, a capital paulista viu a ebulição das emblemáticas noites dedicadas ao dub, estilo criado na Jamaica dos anos 1970. As festas do Dubversão Sistema de Som, que até hoje, duas décadas depois, são referência no estilo, recebiam o Rockers Control, banda que fazia e recebia intervenções ao vivo do DJ Yellow P. Agora, o trio formado pelos músicos e produtores musicais Bruno Buarque – bateria, Cris Scabello – guitarra e voz, e MAU – baixo – lança, depois de mais de uma década, um novo álbum.

Anaïs Sylla | La mer
Nascida na França e de origem senegalesa, a cantora e compositora Anaïs Sylla faz da sua trajetória de vida – itinerante e plural – a essência para criar a sua identidade musical que passa por influências da música francesa, brasileira e de sua pesquisa sobre a diáspora afro. Seu mergulho no universo das navegações particulares e deslocamentos poéticos das migrações afro-latinas foram terreno fértil para a criação de La mer. A nova faixa explora as semelhanças fonéticas no idioma francês entre as palavras “mãe” e “mar” (“la mère”/ “la mer”)  para falar desse mar que é mãe e fonte de imensa beleza e força, que faz parte do nosso imaginário e alimenta nossas metáforas sobre a mulher e o feminino, ao passo que também carrega uma memória emocional triste da nossa história, sendo a foz para tantas vidas que terminaram ali.

Renegado feat. Rebecca | Pele Preta
Acaba de sair o sétimo single de 1221, novo álbum do rapper, cantor e compositor, Renegado. Produzida pelo hitmaker Umberto Tavares, a faixa consolida a segunda metade do disco que conta com grandes nomes da música brasileira, como o grupo Bom Gosto e a ícone Elza Soares, entre outros que serão revelados a cada novo lançamento. A sétima faixa do disco traz a carioca Rebecca, uma das maiores potências da música pop brasileira em sua versão mais romântica e cadenciada.

Apuke | Ca$Ada Com Ela
A faixa é um projeto pensado e dirigido pela própria Apuke em parceria com Lucas Kakuda. Voltando às raízes, mais especificamente para a cidade onde cresceu, Piracicaba, a DJ, produtora e agora MC e compositora contou com a ajuda de amigos locais, exaltando algo que está sempre presente em seus trabalhos: o aproveitamento máximo dos recursos que tem disponíveis no momento.

Onã | AFROMANOTROPICAL
Após desbravar o rap sob o nome ‘Lage’, o rapper Onã – nome que remete a abertura de caminhos -, está se reinventando na indústria musical. Após o lançamento do single 440Km/h feat Slim Ramografia, ele põe na pista o single e videoclipe da faixa ‘Oriki’ e apresenta o EP completo. A produção musical ficou por conta de Dachvva, e a mixagem com Pasz, do selo A BRABA Records. Composto por seis faixas, o EP foi pensado para marcar uma nova fase e revolucionar a carreira do artista. O primeiro EP do artista conta ainda conta com participações especiais como o próprio Slim, Original Stabile, Marina Afares, Santa Fé e de Viludinho Compositor – que também é seu avô.

Cabeça de Águia | Cabeça de Águia
Experimentar fusões de elementos da cultura eletrônica com o rap é uma das apostas do Cabeça de Águia, projeto criado pelos produtores musicais DeCo N. e Dezcoma junto ao rapper C. Mendes. Os músicos colocam no mundo o primeiro single do projeto, homônimo ao álbum que será lançado em 2022. Transitando entre o rap, o ambient e o LoFi, Cabeça de Águia sairá através do selo Alea Experimental / YB Music.

Gum pop | Quero ver me pegar
Formada por cinco mulheres, a banda independente lança seu quarto single autoral com influências sonoras de grupos como o sul-coreano BLACKPINK e artistas nacionais como IZA e Glória Groove. A letra fala sobre a caminhada da banda no cenário musical, com todas suas dificuldades e superações.

#cinema

Festival Varilux de Cinema Francês
25 de novembro e 8 de dezembro
Presencial, em diversas salas
Drama, romance, comédia, animação e documentário integram a programação composta por dois clássicos e 17 longas-metragens inéditos e recentes, entre premiados e participantes de festivais internacionais. O evento acontece no Brasil todo, mas Rio de Janeiro e São Paulo recebem ainda uma mostra com quatro filmes em homenagem a Jean-Paul Belmondo, ícone do cinema mundial falecido em setembro último, e delegação artística que vai debater com o público. Acompanhe a programação aqui.

16º Festival de Cinema Italiano
Até dia 5 de dezembro
Grátis e online
A mostra traz 16 clássicos que agradam não só os cinéfilos, mas também os bons ouvintes musicais com a retrospectiva “As mais belas trilhas sonoras do cinema italiano”. Exclusivamente online, “As mais belas trilhas sonoras do cinema italiano” permite ao público de todo o país (re)visitar filmes e trilhas que se tornaram clássicas, compostas por Ennio Morricone, Nino Rota, Nicola Piovani, Ritz Ortolani, Andre Guerra, Valerio Vigilar e Piero Piccioni. O destaque da seleção deste segmento são obras de mestres como Federico Fellini (“Os Palhaços”), Sergio Leone (“Era uma vez na América”), Dario Argento (“O Pássaro das Plumas de Cristal), Lina Wertmüller (“Mimi, O Metalúrgico” e “Amor e Anarquia”), e Damiano Damiani (“Advertência”).

#visuais

Consciência Negra: Google Arts & Culture
Em 2020, o Google Arts & Culture lançou uma seção especial dedicada à arte e cultura afro-brasileira, destacando coleções de museus e instituições culturais pelo Brasil que preservam a história, as obras e objetos que retratam a identidade negra no país. Neste ano, para celebrar o Dia da Consciência Negra, a plataforma incluiu exposições inéditas em parceria com seis instituições culturais, entre elas: Pinacoteca de São Paulo, Museu Histórico Nacional, Museu Nacional de Belas Artes, Acervo Cultne e Museu de Arte da Bahia. Junto com a Pinacoteca, a plataforma digitalizou mais de 100 obras de artistas negros da coleção do museu, entre eles Arthur Timótheo da Costa, Estâvão Silva e Heitor dos Prazeres.

Dona Afra, obra de Mônica Ventura em exposição na Pinacoteca

Dona Afra, obra de Mônica Ventura em exposição na Pinacoteca

Estalagmite
Gruta | Rua Vitorino Carmilo, 449, Santa Cecília, São Paulo
13 de novembro a 11 de dezembro, de quarta-feira à sábado, das 13h às 18h
Grátis
As portas da Gruta se abrem com a exposição Estalagmite, coletiva com curadoria de Lucas Velloso que reúne obras inéditas, pinturas, desenhos, tapeçarias e obras bidimensionais, dos artistas Carlos Dias, Fefe Talavera, Helena Obersteiner, Midi e Wagner Olino. O título da mostra faz referência ao fenômeno Estalagmite, que é a formação mineral que nasce nas grutas a partir do acúmulo de líquido no solo. “Os artistas têm, em sua maioria, formação autodidata, com boa parte ligada a subculturas independentes e urbanas, que foram acumulando seu próprio código e história. Esse passado é muito rico, o que possibilita voltar em cada uma das movimentações e conectar fluxos que operam como possíveis histórias da arte”, reflete Lucas Velloso.

arte_passagem
Galeria comercial do Edifício Eiffel, na Praça da República, 177
De 26 de novembro a 8 de janeiro, segunda a sexta, das 9h às 18h e aos sábados, das 9h às 13h
Grátis
O novo projeto é uma ocupação artística urbana que traz artistas emergentes e renomados para criar e expor intervenções na galeria. Até 2022, o projeto, que integra a plataforma Green Your City, da Heineken, apresenta três exposições até março, além de ativações no espaço. A primeira mostra, com abertura no dia 26/11, reúne obras comissionadas e inéditas de Agrippina R. Manhattan, Ana Matheus Abbade e da pioneira da videoarte no Brasil, Sonia Andrade.

Sonia Andrade, vídeo-instalação pública, 2002 | detalhe da instalação no Parque Lage, Rio de Janeiro, 2004

#literatura

Uma leitura feminista da dívida
“Ir das finanças aos corpos”, este é o caminho que a socióloga Luci Cavallero e a cientista social Verónica Gago percorrem no livro . Por meio de um olhar autêntico e revelador, as autoras miram com especial atenção os debates contemporâneos sobre a dívida, a partir sobretudo dos marcadores de raça, classe, gênero e localização. Integrantes do coletivo feminista argentino Ni Uma Menos, as autoras apontam que a dívida é responsável por levar grande parte das economias domésticas e familiares, gerando endividamento popular e, por consequência, pobreza, além de permitir controle e punição dos corpos desobedientes, ou devedores. Para aprofundar a conversa, as autoras propõem que a questão financeira saia do campo abstrato e “ganhe corpo”, a fim de ser encarada em sua complexidade, e então fazer revelar quais corpos são preferencialmente atingidos num mundo de desigualdades.

Um século de Clarice Lispector
Composto por ensaios de alguns dos principais nomes da crítica literária atual, o livro é uma homenagem à autora em seu centenário, além de uma contribuição inestimável aos estudos claricianos contemporâneos e um retrato poderoso da diversidade de formas de adentrar os enigmas de uma escritora conhecida por entender que o desconhecido é tão importante quanto aquilo que se sabe. Dividido em cinco partes que procuram contemplar diferentes aspectos da obra de Lispector, o volume é também um desdobramento do “Colóquio Internacional: Cem Anos de Clarice Lispector”, de 2020.

#podcast

Os Últimos Dias de Maradona
O Original Spotify apresenta áudios do processo judicial aberto pouco tempo depois da morte de Maradona, depoimentos de pessoas próximas a ele e entrevistas exclusivas, reconstruindo como foram os momentos finais da vida do craque dentro e fora do campo. Quem narra a adaptação em Português é o jornalista esportivo Juca Kfouri que, na época, também acompanhou os desdobramentos do caso.

#canal

Se Rasgum 15 anos, a websérie
Com produção executiva da Se Rasgum Produções, a série documental disponiível no canal do YouTube da Se Rasgum traz, em quatro episódios, com depoimento de bandas importantes da cena local como Suzana Flag, Eletrola, A Euterpia e Stereoscope, que foram o ponto de partida para o surgimento de uma nova cena em Belém, que iniciou a criação do Festival Se Rasgum. Apesar do título de “15 anos”, a produtora já tem 18 anos, no entanto, a série conta os primeiros anos até virar festival, que comemoraria sua 15ª edição em 2020, não fosse a pandemia de Covid-19.

Vinil de Quinta
Websérie apresentada pelo DJ, pesquisador musical e comerciante Flávio César que a cada programa passeia pelo repertório de 20 elepês, em média, entre aqueles trazidos pelos entrevistados, enviados no formato de vídeo pelo público e analisados pela pesquisadora Aïcha Barat, que escolhe uma capa emblemática de cada tema. A edição de todos os episódios é de Terêncio Porto, diretor e editor que ficou conhecido pela criação da premiada série Larica Total. Já estão no ar os programas sobre samba, bossa nova, Black Rio, Tropicalia e rap.

#cênicas

FilteBahia 2021 – Festival Latino-Americano de Teatro da Bahia
22 a 28 de novembro
Grátis e 100% Online

O festival conta com experiências cênicas de 18 grupos nacionais e internacionais, conversas entre artistas, pesquisadores e curadores. As atrações internacionais são Any Luz Correa Orozco (Colômbia), Pedro Vilela (Brasil/ Portugal), Cia Circolando (Portugal) e uma co-produção entre Vendimia Teatro (Colômbia) e Núcleo 2 Coletivo Teatro (Brasil). Entre os artistas e grupos nacionais convidados estão Terceira Margem (BA); Roberta Nascimento(BA/SP); Coletivo DUO (BA); Cia Baiana de Teatro Brasileiro (BA); Cia de Teatro Avatar/Núcleo Caatinga(BA); Teatro Popular de Ilhéus (BA); Marconi Bispo e Emisandra Helena (PE); Teatro do Concreto (DF); Grupo Erosão (RJ); Cia Lumiato Teatro de Formas Animadas (DF); Companhia de Teatro Íntimo (RJ); Outra Margem/ Andrea Duarte; Andreia Pires (CE); e Ateliê 23 (AM).

Gota D’água, da Companhia Baiana de Teatro, com direção de Augusto Nascimento e Vinícius Lírio, uma montagem da obra escrita por Chico Buarque e Paulo Pontes em 1975, que adaptava a tragédia clássica “Medeia”, de Eurípedes, para a realidade do Rio de Janeiro | foto: Larissa Lacerda.

E Se…
De 25 a 28 de novembro (quintas e sextas, às 19h, sábados, às 16h, e domingos, às 18h)
Ingressos gratuitos pelo link
No dia 25 de novembro comemora-se o Dia Internacional de Luta Contra a Violência à Mulher. A data foi escolhida para homenagear as irmãs Mirabal que ficaram conhecidas quando se opuseram à ditadura de Rafael Leónidas Trujillo, sendo assassinadas nesta data em 1960. E é neste período que o espetáculo de dança contemporânea com direção artística de Gisele Bellot e coreografia de Gabriel Malo ganha voz. A montagem reflete sobre o rompimento do ciclo de violência contra a mulher trazendo para cena todos os tipos de violências existentes e, sobretudo, colocando lado a lado temas como culpa, liberdade, utopia, medo e desejo de forma humanizada.

“E Se…”, espetáculo de dança contemporânea | Foto: Caio Gallucci

#gastronomia

Especial Black Friday!

Cuscuz da Malu – 1 ano de cozinha
Para comemorar o primeiro aniversário da cozinha totalmente dedicada ao Cuscuz Paulista, Malu oferece um menu degustação com os 9 sabores do cardápio, além do molho de pimenta e da clássica toalha de chita. Nesta semana, os primeiros 25 pedidos recebem ainda um kit da ComoAmo, com sacola, copo e 4 snaks, de presente. Ainda dentro das comemorações e abraçando a Black Friday, a casa faz promoção especial com 15% de desconto em todos os cuscuz de 1.1kg do cardápio.
Pedidos pelo contato direto!

Cervejaria Nacional
Fábrica-bar mais querida de São Paulo pega carona na Black Friday, no dia 26 de novembro, e apresenta valores promocionais para a clientela. Os combos com descontos, apenas nesta sexta-feira, estarão disponíveis apenas para retirada e via delivery que inclui frete grátis. Dedicado aos fãs de Mula Ipa, o primeiro combo oferece 3 Litros do rótulo que custa normalmente R$ 130 por R$ 70,90. Já o segundo combo, com 5 Litros de Mula, a clientela pode adquirir no valor total de R$ 119,70. Com variações de cervejas da casa com as versões de Weiss, Ossanha (witbier com casca de Mexerica, semente de Coentro e Capim Limão,) e WeisenBock, ainda com acompanhamento de pão de cevada, o terceiro combo promocional é no valor de R$ 89,60. Além dos combos, as compras realizadas no delivery próprio da casa serão com frete grátis no valor acima de R$100.
Delivery: Rappi, Uber Eats e iFood ou aplicativo próprio.

Divulgação

Publicidade

Conceição Evaristo por Richner Allan
Jaloo divulgação
Mano Brown divulgação


Gabriela Rassy
Jornalista enraizada na cultura, caçadora de arte e badalação nas capitais ensolaradas desse Brasil, entusiasta da cena musical noturna e fervida por natureza.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.