Criatividade

Histórias escritas a partir da foto de uma mulher carregando vinho e uma baguete gigante

Vitor Paiva - 19/11/2021

As melhores fotografias são capazes, com somente uma imagem estática e sem legendas, disparar nossa imaginação e nos fazer criar todo o contexto, o sentido e mesmo a narrativa por trás da foto – o antes, o durante e o depois do exato instante registrado pelo clique. Foi esse o convite que o site Messy Nessy fez aos seus leitores: criar a história por trás de uma instigante e singular fotografia. O chamado, portanto, era para que os leitores criassem e escrevessem o passado, o presente e mesmo o futuro de uma única imagem, baseando-se somente nos indícios e nas informações que a própria foto oferece.

-As 30 fotografias mais poderosas de todos os tempos

A foto escolhida mostra uma mulher francesa com seis garrafas de vinho e uma baguete gigante – quase tão grande quanto ela mesma. A foto costuma sendo divulgada como de autoria de Branson Decou e tirada em 1945 mas, além da assinatura propriamente não ser confirmada, as informações reunidas não são possíveis, já que Decou faleceu em 1941. Além disso, os carros que aparecem ao fundo sugerem que a imagem pode ter sido tirada anteriormente, ou mesmo por Madame Decou, esposa de Branson e também fotógrafa. Não há confirmação sobre o local da imagem, ainda que se suponha que tenha sido tirada em Paris.

Mulher com vinho e baguete gigante

Vinhos e uma baguete gigante: a misteriosa foto selecionada para inspirar as histórias no site

-A verdade por trás das fotos de um suposto Afeganistão moderno nos anos 1970

Mas quem seria a mulher da imagem? Quais seriam seus planos, com seis garrafas de vinho e um pão gigante? De onde ela vinha e para onde ia? O que havia em sua cabeça, por trás de seu misterioso olhar? São essas algumas das tantas perguntas que o convite do Messy Nessy pediu que seus leitores respondessem – não buscando a verdade, mas sim a imaginação. “Quatro garotas judias, escondidas da milícia francesa, a Gestapo, os olhares curiosos de informantes e a morte certa, se descobertas. Suas esperanças de um dia serem livres de novo dependem inteiramente da coragem e do sacrifício da mulher na padaria abaixo”, diz a história “The Boulangerie Below”, publicada no site, imaginada a partir da foto.

-Estas fotos das ruas de Londres nos anos 1980 são uma viagem no tempo-espaço

Três histórias foram selecionadas pelo site entre as muitas enviadas, como as melhores narrativas criadas diante da imagem da mulher carregando seus alimentos. “Toda manhã ela corre para a padaria a fim de vender sua baguete gigante, agora conhecida como o ‘Especial da Julitte’, a tempo de vê-la saindo do forno de Antoine. Ela um dia comentou que os clientes seriam capazes de comer um pão tão grande quanto ela mesma em seu restaurante”, diz trecho da história “A Slice of Life at Juliette’s Bistro”.

-Fotógrafo nigeriano revela os bastidores de suas fotos, o que as torna ainda mais impressionantes

Por fim, a terceira história selecionada, intitulada “The Secret Sisters Supper Club”, imagina que ela “suspeita que esteja sendo seguida. Elyce espia do outro lado da rua, tomando cuidado para não mover sua cabeça. Seu braço está cansado por carregar o vinho, mas ela sabe que tudo valerá a pena, assim que chegar a tão aguardada noite pela qual aguarda desesperadamente todo mês”, diz o texto. As três histórias podem ser lidas, na íntegra e inglês, em matéria no site Messy Nessy.

Publicidade

© foto: Messy Nessy/Reprodução


Vitor Paiva
Escritor, jornalista e músico, Vitor Paiva é doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Autor dos livros Tudo Que Não é Cavalo, Boca Aberta, Só o Sol Sabe Sair de Cena e Dólar e outros amores, publica artigos, ensaios e reportagens.

Branded Channel Hypeness

Marcas que apoiam e acreditam na nossa produção de conteúdo exclusivo.